PAF #4, Agosto 2011

Ainda em Agosto, o terceiro PAF, a aproveitar o país estar a banhos. Contribuição especial sobre pensões acima dos 1.500€, cortes na saúde (810.2M€), educação (506.7M€) e Segurança Social (205M€).

Comments

  1. Atento says:

    Depois da liquidação da nossa marinha mercante e frota de pesca e de tudo o que está ligado ao mar, o governo de traição nacional de Coelho/Portas está a preparar a entrega à União Europeia (U. E.) do Mar Português e dos fundos marinhos, que abrangem 4 milhões de Kms quadrados de área, ou seja, uma área superior à de toda a União Europeia.

    Na Europa está a ser construído e desenvolvido o conceito de Mar Azul, que mais não é do que a criação do Mar Europeu.

    Ora, o Mar Europeu só pode ser feito com o Mar Português. Por isso, os abutres de Bruxelas estão já a preparar o saque das nossas riquezas marinhas como aconteceu, anteriormente, com as pescas. Não podemos esquecer que, apesar de sermos o segundo consumidor per capita de peixe do mundo, temos de importar dois terços do peixe que comemos e que, desses dois terços, 80% vêm de Espanha, mas que são pescados nas águas da Zona Económica Exclusiva Portuguesa (ZEE).

    A União Europeia prepara-se, então, para usurpar o Mar Português, de acordo com um plano, nos termos do qual deixa de haver mares nacionais, passando a haver um único mar europeu, dirigido pela Alemanha, com a circunstância de as divisões desse mar europeu não serem nacionais, mas regionais, o que significa que passará a haver um mar ibérico, cuja gestão ficará sob a alçada espanhola.

    O governo está, portanto, hoje a cozinhar, nas nossas costas, a entrega do nosso mar depois da liquidação dos nossos portos, que poderiam ser a principal porta de entrada do grande tráfego marítimo.

    Mas porque é que a Europa está tão interessada no domínio do mar?

    • Rui Silva says:

      Caro Atento,

      Este seu comentário parece-me um pouco “out of tópic”, mas gostei de ler.
      Gostaria também que comentasse o “Caso Grécia” que era por estas bandas um tema tão querido e agora foi relegado para a caixa dos assuntos esquecidos.

      cumps

      Rui Silva

      • j. manuel cordeiro says:

        Parece-me que o Rui está desejoso que se fale na Grécia em vez de se falar de cá. E as respostas que me deve?

        • Rui SIlva says:

          Aqui há uns meses atrás, falasse da Grécia como se fosse de cá. Agora só se fala de cá! Ok, está tudo bem mas é curioso esta mudança.

          cumps

          Rui Silva

          • Nightwish says:

            E que tem a Grécia? Vai continuar a desmoronar-se como nos últimos 5 anos.

          • Rui SIlva says:

            Então um Governo de esquerda radical não ia alterar acabar com a austeridade.
            Não é o que ambicionamos cá. Que o BE vença para seguirmos na direcção do progresso?

            Cps

            Rui Silva

          • j. manuel cordeiro says:

            O que ambicionamos cá é vender o estado para pagar juros e criar um estado paralelo de ipss a mamar no estado.

          • Rui SIlva says:

            Temos que parar com a dívida para parar com os juros.
            Não existe o Parar com os juros sem parar com a dívida.
            Desculpem lá a tautologia, mas parece difícil perceber este simples mecanismo.

            cumps

            Rui Silva

          • Nightwish says:

            O que é mesmo difícil é perceber como se para a dívida com austeridade inacabável, com o consequente desemprego, emigração e falta de investimento.
            Até o FMI está muito à esquerda do Rui Petain.

    • j. manuel cordeiro says:

      Atento, o que relata é um risco em potência. Já houve declarações públicas da Alemanha quanto à ideia de europeizar o mar. http://aventar.eu/2012/10/02/zee-submarinos-e-fragatas/

      Fazendo a vontade ao Rui Silva ali noutro comentário, os portos gregos são um dos activos muito apetecidos para venda. Tudo coincidências, até no particular e tudo ser mais facilmente privatizado quando o país está na falência – que é onde estamos, já agora.

      • Rui SIlva says:

        Caro J.M.Cordeiro,

        Em relação ao seu comentário só mudaria uma coisa:

        em vez de …”privatizando quando o país está na falência”

        para …”privatizando porque o país está na falência”.

        cumps

        Rui SIlva

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.