Peste na serra

Carlos Peixoto, aquele rapaz untuoso com pulsões fascistóides e o QI de uma nêspera, autor da tese de que a Pátria está contaminada pela “peste cinzenta”, é cabeça de lista da coligação de direita na Guarda. Só quero declarar que, por mim, cada votante neste mentecapto celerado não será considerado “eleitor”, mas “culpado”. Como culpado é já quem o escolheu como candidato. Culpado daquela arrogância bronca que fez Calígula nomear senador o seu cavalo Incitatus.

Comments


  1. Mais que certeiro!

  2. Calvin says:

    Este blog anda triste e deprimido. A festa grega terminou e agora que a viola do Syriza & Varoufakis foi enfiada no saco, dedicam-se a assuntos menores, como os casamentos da malta da bola e os cabeças de lista na província. Mas nem o facto de serem íntimos de Serralves ou do cavalo de Calígula consegue disfarçar o tique controlador e fascista de não aceitar que outros tenham a liberdade de fazer escolhas diferentes das vossas.

    • Pancho says:

      Não te preocupes, Calvito, que vivas tu de lamber sapatos ou vender créditos podes crer que a festa dos teus patrões também se acabará. Põe as barbinhas de molho.

    • j. manuel cordeiro says:

      Engraçado é você reclamar contra a liberdade do autor do post em escrever a sua opinião. E depois falar em tiques controladores hehe

      Mas enfim, nem todos os blogs são sobre os amanhãs laranjas que cantam.

    • António Melo says:

      Como sempre, o José Gabriel acerta na “mouche”. É por estas e outras que o povo anda tão descrente da política e, sobretudo, dos políticos. Colocar um indivíduo destes num lugar elegível é um insulto, uma ignomínia, uma indignidade. Enfim, ele teve que ser recompensado pelo frete… e os pobres de espírito, já se sabe: em Portugal acabam sempre em lugares de deputados ou noutros, com boas sinecuras. Fazer de “idiota útil” é o primeiro passo para a subida na escala social destes seres repelentes, sem carreira académica ou profissional. É por isso que, em fim de legislatura, o aldrabilhas-mor se apressa a colocar tudo quanto é “bois” e “girls” no aparelho de Estado, parasitando-o de incompetentes e inúteis até à exaustão. Não comemos TGV (nem, como disse o outro pantomineiro, a Constituição dá de comer a ninguém), mas podemos pagar o salário e as “merdomias” a toda esta gentalha que, como se costuma dizer, “não tem currículo, mas sim cadastro”. Bem-hajas Aventar por nunca te calares na denúncia deste país podre de corrupção e incompetência premiadas.

    • Nightwish says:

      Há uma diferença entre censurar e responsabilizar as pessoas pelas suas escolhas.
      Que não perceba e faça parte do problema não surpreende ninguém.

  3. Dezperado says:

    “Carlos Peixoto, aquele rapaz untuoso com pulsões fascistóides”

    “Só quero declarar que, por mim, cada votante neste mentecapto celerado não será considerado “eleitor”, mas “culpado”.”

    De facto a liberdade de escolha ainda faz confusao a muita gente. Chamam fascisoide, mas depois preferiam que as eleições tivesse só um candidato, o candidato do seu agrado!

    • j. manuel cordeiro says:

      A si faz-lhe confusão que haja opinião não oficial. É a vida. Agora desminta lá as palavras do triste Peixoto.

      • Dezperado says:

        Manuel

        Opiniao nao oficial é o que propriamente??? Faz lhe confusao que eu critique uma opiniao da qual nao concordo?

        O povo é burro e ainda lhe dao a “arma” do voto é isso?

        • j. manuel cordeiro says:

          Opinião oficial é aquela do Povo Livre. Ou do Avante. Ou do Acção Socialista. Ou etc.

          A mim não me faz confusão alguma que critique o que quiser. Nem lhe ando a chamar fascisoide por discordar do que escreve.

    • Rui Moringa says:

      Não se trata de agrado. Há barreiras entre nós humanos que nunca devem ser quebradas. Este, se não quebrou, forçou.
      Um partido onde penso que exite muita gente com bom senso, não devia permitir que isto acontecesse. A eleição dever ser pela escolha de pessoas com carácter, razoavéis ( não queremos santos), mas nunca de trambiqueiros e sacanas.
      A acidez do postal é legítima e razoável no plano das ideias.
      Quem escolhe destes ou se engana ou é enganado. É isso…

      • Dezperado says:

        Rui

        Dou-lhe toda a razao A eleição deve ser pela escolha de pessoas com carater, honestos, e se por interesses ocultos, escolheram um fasciszoide como fala o autor do post, o povo que vai votar, só tem de fazer a escolha e mete a cruz noutro candidato.

        Se ate ja correram com o Alberto da madeira, nota-se que o povo anda mais atento e a escolher melhor.

    • Nightwish says:

      Criticar é censurar. Pois, tá bem… olhe, tem o país que merece.

  4. Edgar says:

    Se a Natália Correia fosse viva fazia-lhe um poema


  5. O ano de 2015 ainda vai a meio, no entanto, voto no Aventar para Blog do Ano.

  6. Joam Roiz says:

    É tempo de não ficar no tempo/ir por aí à desfilada/partindo tudo/à espadeirada.

  7. martinhopm says:

    Todos os sabujos como este Peixoto da Guarda voltam a por a cabeça de fora. Até quando?!


  8. Coresponsavel é como eu acho que os eleitores se devem considerar; por exemplo, aqueles que depois de duas bancarrotas, foram votar nos responsáveis por elas e nos levaram a terceira com o querido(e inocente!!) preso 44, devem por a mão na consciência e assumir as suas responsabilidades no estado a que chegamos em 2011.
    Que fazem os nossos incorrigíveis eleitores? culpam a Merkl, o FMI, os mercados, a n.s fatima!!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.