Presidenciáveis e o momento

Todos os candidatos que estão no terreno foram questionados sobre o que fariam, na situação presente, se fossem presidentes. De Henrique Neto, Maria de Belém e Marcelo Rebelo de Sousa ficamos a saber que “ah e tal, é preciso decidir, patati-patatá, o país e os portugueses e as portuguesas, a bem dizer, isto é muito importante e tal e coisa”. Mais palavra menos palavra. Edgar Silva e Sampaio da Nóvoa responderam que, nesta situação não teriam dúvidas e indigitariam António Costa como 1º ministro. Bom, já temos dois candidatos que sabem e que querem, o que devem e não têm problemas em tornar pública a sua posição sem calculismo nem conversa de inconseguimento.

Comments

  1. Dezperado says:

    Enquanto sao candidatos, podem prometer o que quiserem….o pior é quando estao no cargo

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.