Aperta-se o cerco em torno de Miguel Macedo

MMacedo

Poucos dias após conseguir um contrato no valor de 46 milhões de euros com Ministério da Administração Interna, então tutelado por Miguel Macedo, a empresa Everjets foi comprada por Domingos Névoa, figura central do caso Bragaparques e de uma série de outros negócios nebulosos, perante os quais a justiça portuguesa se vem mostrando inconsequente.

No âmbito do caso Vistos Gold, o ex-ministro de Passos Coelho foi confrontado pela procuradora Susana Figueiredo sobre o seu relacionamento com o empresário bracarense, negando qualquer relação de proximidade. Contudo, na sequência de um interrogatório em 2006, Domingos Névoa, conterrâneo de Macedo, afirmou ser seu amigo pessoal, acrescentando que encontros e almoços eram prática frequente.

Existe uma linha que separa uma relação de mera cordialidade, uma relação institucional, de uma relação assente em encontros e almoços frequentes. A confirmar-se algum tipo de “arranjo” no caso Everjets, a situação de Miguel Macedo, para além do embaraço para o PSD, torna-se ainda mais frágil e engrossa o lote de alegados favores do ex-ministro a empresários poderosos. Depois do recente caso Lalanda e Castro/Octapharma, que com a ajuda da Autoridade Tributária e de Paulo Núncio resultou no perdão de uma dívida fiscal no valor de 1,8 milhões de euros ao ex-patrão de José Sócrates, o cerco em torno de Miguel Macedo ameaça asfixiar este “distinto” social-democrata, acusado recentemente de três crimes de prevaricação e um de tráfico de influências. Alguém viu por aí a direita moralista anti-Sócrates?

Foto: Pedro Rainho@Jornal I

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Um pouco mais do mesmo.
    Conluios muito pouco claros, um grupo de “artistas” que apareceu por cá com objectivos que vão agora sendo deslindados, embora a dita “justiça” esteja de férias.
    .
    A propósito de férias, o Sr. Paulo Vieira da Silva, o grande moralizador da vida pública e política (sua definição, porque “presunção e água benta, cada qual toma a que quer”) quando sai a terreiro com uma petição para moralizar o sistema como saiu quando foi dos carros do Estado do novo governo (também se esqueceu do antigo, mas isso compreende-se e quando o recordam, censura o comentário…)?

    Fico à espera, porque está a faltar-nos um novo “educador do proletariado” agora pintado de laranja e de azul…

  2. joão lopes says:

    não sei nada sobre isto…porque o CM ainda não falou do…cão do dito cujo.Alias,este rapaz tambem manda vir pizzas via,sei lá…sinais de fumo?p.s-o “antigo” governo é eticamente indefensavel.é tecnoformicamente indefensavel…por outro lado,não faltam “advogados”(do cds?) com vontade de ganhar muito guito.


  3. Mas grande parte do governo, e Até Belém. estão enroscados nesta corrupção, até ao pescoço; acaba tudo daqui a nada, como sempre ! a extrema direita faz com que a montanha para um RATO

  4. tancredo says:

    O homem é um animal político, diz Aristóteles.
    O homem é um animal económico, diz Marx.
    .
    Qual dos dois é verdadeiro?
    O eremita é homem, mas vive só, não precisa votar, não faz política, logo a primeira hipótese não é uma verdade universal.

    Mas o eremita, não está no Paraíso,tem de administrar a sua vida senão morre, então é uma entidade económica
    .
    Conclusão o homem pode prescindir da política mas não pode prescindir de comer.
    .
    Portanto o senhor Macedo, para o bem ou para o mal, é um marxista.

    • tancredo says:

      Marxista? Não, é um paradoxo!

      • tancredo says:

        Esta é mais uma contribuição que acrescenta valor à tese de que; política é o meio eficaz de arranjar comida.


  5. Noto uma diferença de postura , positiva, sobre a justiça e a postura das seitas. Nunca antes um ministro em exercício tinha sido questionado, levado a interrogatórios , sem que a seita adjacente, enchesse os jornais e blogs de imensos actos de fé e inocência; nem o primeiro ministro da altura P. Coelho, esboçasse a mais pequena tentativa de mudar, procuradora, Dciap ou seja o que for. Para quem gosta que Portugal melhor, devem alguns pulhas fazer acto de consciência e tirar as conclusões que achem melhor para o país; pelo menos para não estarmos nos lugares cimeiros nos índices de corrupção com muito amigo do alheio a dizer todos os dias que não há tanta corrupção como a dita candinha e seita adjacente.

Trackbacks


  1. […] Lalanda e Castro escapar ao pagamento de 1,8 milhões de euros de IVA. E ainda há o embaraçoso caso Everjets por explicar. Resta saber quanto tempo demorará a escapar e que ingredientes terá a sua pizza. […]


  2. […] a associação do nome do ex-primeiro-ministro despertou grande interesse na imprensa portuguesa, ficamos também a conhecer as contradições do caso Everjets e, mais recentemente, o Diário de Notícias noticiou que Manuel Palos, ex-director do SEF e […]