A quem interessa a campanha contra Sérgio Figueiredo?

sergio_figueiredo_tvi

Nos últimos dias o Director de Informação da TVI, Sérgio Figueiredo, tem sido alvo de uma campanha orquestrada, nas redes sociais, com duros ataques públicos, no seguimento do ” caso Banif “, tendo por base, os maiores e mais completos exercícios de imaginação, colocando em causa o seu carácter, a sua idoneidade e o seu profissionalismo.

Antes de mais quero esclarecer que nunca votei José Sócrates, não tenho, nem nunca tive pelo político ou pelo cidadão qualquer tipo de admiraçao pessoal ou política.

Por sua vez tenho pelo Sérgio Figueiredo uma enorme estima. Entendo mesmo que apenas um homem, com um grande carácter e com as ” mãos limpas ” poderia escrever um artigo de opinião no Diário de Noticias, dois dias após a detenção de José Sócrates, afirmando inequivocamente ” Gosto de Sócrates “.

Mais tarde em meados Junho, também no Diário de Notícias, o Sérgio Figueiredo, escreveu um novo artigo de opinião intitulado ” A entrevista que não aconteceu “.

Estes dois textos são de um homem que assume corajosamente as suas opiniões, sendo que tendo em linha de conta os respectivos momentos políticos, são artigos altamente polémicos, mas que dizem muito do carácter do homem que os escreveu e assinou por baixo.

Neste sentido parece-me que a campanha orquestrada, através de ataques pessoais, nas redes sociais, nos últimos dias, apenas podem partir de pessoas que têm como objectivo enxovalhar, na praça pública, o profissional Sérgio Figueiredo que entendo ser um homem idóneo, correcto, honesto e corajoso que, cada vez mais, rareiam no jornalismo português.

Esta campanha parece-me que apenas poderá ter uma agenda escondida que visa atacar pessoal e profissionalmente o Sérgio Figueiredo quando o tempo veio a mostrar que a notícia da informação da TVI tinha por base factos verdadeiros que vieram a comprovar-se nos dias seguintes e que muita tinta ainda vão fazer correr nos próximos tempos.

 

Comments

  1. Matias says:

    Lá vem ele com as agendas secretas …
    Eles estão por todo o lado !!!

    Se eu criticar uma filha da putice que me custou 300 euros, tenho de ter uma agenda secreta ?
    E lá pelo sr Sérgio ter tido uma atitude corajosa (?) há anos atrás, quer dizer que fica absolvido de crítica para todo o sempre ?

    • Carlos says:

      Talvez a pergunta a fazer seja ; A quem interessou a campanha contra o BANIF ? Depois de terem sido levantados 1000 milhões em dois dias as notícias tinham de ser confirmadas, fosse no BANIF ou noutro banco qualquer.

  2. Paulo Vieira da Silva says:

    Caro ” Matias “, como já lhe sugeri no passado não perca o seu precioso tempo a ler os meus textos. É um favor que faz a si próprio e que eu agradeço. Cumprimentos.

    • Matias says:

      O senhor Silva pedir-me para não ler tem o mesmo efeito que eu pedir-lhe para não escrever.

  3. Paulo Vieira da Silva says:

    Senhor ” Matias ” se assim é terei que aceitar e compreender o seu masoquismo. Cumprimentos.

    • Matias says:

      Se pensa que pode escrevinhar sem contraditório está muito enganado.

      • Paulo Vieira da Silva says:

        Para o poder levar a sério em vez de insinuar apresente provas do que fala. Isso é que era homem!

  4. Nélio Ralha says:

    Isto em Portugal é sempre a mesma coisa, dão-se cargos a pessoas pelos compadrios e amizades e nao pela competencia…como é que a TVI tem um director de informacao que nem jornalista é nem foi…vergonha…o director de informacao devia ser Alguem com mtos anos de jornalismo e de tvi…nunca um licenciado em economia

    • Paulo Vieira da Silva says:

      Desculpe mas está a confundir a ” Estrada da Beira ” com a ” beira da Estrada “. Não pode confundir a relação pessoal do Sergio Figueiredo e de Sócrates com as funções do Director de Informação da TVI. Eu penso pela minha propria cabeca, não vou em ondas. Entendo que a TVI fez muito bem denunciar a situação do Banif. Se não o tivesse feito estou convicto que poderia ser muito pior. A TVI fez apenas aquilo que competia ao Banco de Portugal e que, mais uma vez, nada fez.

  5. Rui Moringa says:

    A TVI é castelhana.
    O Sr. Sérgio figueiredo pode disfrutar das amizades que lhe dedica. Nada contra. Agora não pode ser ilibado das acções que toma ao serviço dos castelhanos.

    • Paulo Vieira da Silva says:

      Gostava muito de conhecer as provas do que insinua.


  6. Pois, não fora isto:
    http://lusojornal2015.blogspot.pt/2015/12/ultima-hora-divulgado-verdade-sobre-o.html
    E o que mais adiante se verá.
    Antes que o senhor Silva me venha, também, dizer para não ler o que escreve, acrescento:
    a) Começo sempre por ler os comentários, quase sempre mais elucidativos;
    b)Também se pode ler alguns textos para sabermos o que se não deve dizer, ou fazer, ou ainda para sabermos o estado de manipulação da sociedade.

  7. Paulo Vieira da Silva says:

    Mario Martins, desculpe mas já não consigo ouvir o Sr. Paulo Morais. As suas entrevistas são muito mais enfadonhas que as Jerónimo de Sousa . Paulo Morais engoliu uma cassete há cerca de 10 anos que repete até à exaustão, falando de tráfico de influencias e corrupção, mas nunca passando de generalidades que todos ouvimos todos os dias no café ou na padaria. Ainda recentemente numa entrevista à TVI Paulo Morais quando confrontado com a pergunta da jornalista Judite de Sousa no que tinham dado as suas denuncias ainda tentou fugir à questão mas acabou por responder que não deram em nada escusando-se no mau funcionamento da Justiça. Eu apresentei uma denúncia relativamente ao vice-presidente e porta-voz do PSD, Marco Antonio Costa à PGR, DCIAP e PJ, e em poucos dias, foi aberto um inquérito pela Procuradoria Geral da República que corre termos no DIAP do Porto. Está a perceber a diferença?


    • Eu também já apresentei muitas denuncias no Diap do Porto, mas por artes mágicas nunca deram em nada – inclusivamente denuncias contra Marco António Costa, com quem mantive relações profissionais durante o seu mandato como Vereador da C.M.Valongo. E sabe que mais: os srs procuradores e PJ, fizeram-me sentir um perfeito idiota, porque eu não apresentava provas irrefutaveis – eles queriam que eu fizesse o trabalho deles, como se um simples cidadão tivesse poderes para investigar e recolher provas. Moral da história: fui despedido e enxovalhado – a empresa para quem trabalhava não estava interessada em criar inimigos; preferiu seguir os bons exemplos deste Portugal decadente e corrupto, isto é, lavar-se na merda.
      Dizer que fez muito porque apresentou uma denuncia e, acto continuo, foi aberto um inquérito, não significa nenhuma acusação muito menos condenação – Isso é o que Paulo Morais faz todos os dias – mas o sr. condena-o por isso, como se ele fosse o responsável pelos inquéritos. Tenha dó de si próprio. O mais provável é a sua denuncia acabar arquivada por falta de provas. E, depois, vamo-nos rir de si: o sr. denuncía, denuncía, mas não faz nada – certamente engoliu uma cassete!
      Eu escrevi um post a criticar a postura do Sérgio Figueiredo, mas sei que ele é apenas o mensageiro – não cultivo teorias da conspiração – , mas isso não significa que este tipo de jornalismo – que se quer livre – não seja irresponsável e cínico por se preocupar apenas com audiências e respectivo lucro.


      • Admiro-lhe a coragem de o ter feito e a coragem de ter sofrido por causa desse pulha.

      • Paulo Vieira da Silva says:

        JSM será que alguma das suas denúncias deu origem a uma abertura de um inquérito por parte da Procuradoria Geral da República? Desculpe mas o senhor deve ser daqueles que anda a ” brincar ” às denuncias, como faz o sr. Paulo Morais. Como não deverá ter nada de interessante para fazer na vida deve-se lembrar de fazer umas visitas ao DIAP do Porto, para dar umas ” bitaitadas ” sobre alguns inimigos de estimação.
        Uma denúncia séria não é mandar umas bitaitadas tipo ” disseram-me que”, ” desconfio que “, ” ouvi dizer” ou ” fulano contou-me que “. Isso ou nada é quase a mesma coisa. Desse tipo de denuncias deve receber o MP às toneladas. Uma denúncia séria deve ser fundamentada. Um humilde conselho: quando decidir fazer uma nova visita ao DIAP passe antes por um gabinete de advogados com experiência na área do crime. Provavelmente assim poupará tempo e trabalho ao MP para se poder dedicar às denúncias verdadeiramente sérias. Eu acredito na Justiça e no dificil trabalho dos seus funcionários. Cumprimentos.


        • Inquéritos que duraram cerca de 5 anos. Tenho todos os documentos comigo, incluindo a correspondencia do DIAP.
          A minha mulher é oficial de justiça, aminha irmã é procuradora da Republica. As minhas denuncias eram legitimas porque os negócios que denunciei, eu era contra-parte.
          Sabe que mais: vá bardamerda

          • Paulo Vieira da Silva says:

            Este seu comentário diz bem da sua educação. Penso que está tudo dito sobre Vexa.


    • Dizia, quem conhece bem o funcionamento do sistema judiciário, “já só acredita na justiça quem pensa poder influenciá-la a seu favor”. Poucos têm esse “privilégio”, como também muito poucos estão suficientemente próximo do poder para poderem influenciar as leis. As denúncias são tratadas de acordo com interesses que nada têm a ver com a justiça, posso garantir por experiência própria. Quanto às informações ali dadas podem ser facilmente confirmadas mesmo por outras vias. Garanto perceber muito bem a diferença entre os interesses do país e dos portugueses e os interesses de alguns grupos bem colocados, e quase sempre bem defendidos, pela tal tv.

  8. Victor Martins says:

    A TVI não podia ter-se prestado a esse papel. Até pela responsabilidade acrescida por ser detida por uma empresa – a PRISA – que tem como acionista de referência a entidade que mais ficou a lucrar com este episódio do BANIF: o banco Santander.Os responsáveis da estação de televisão, porque são bons jornalistas, sabem, melhor que qualquer outro, que não de pode “destocar” uma campainha depois de ter sido tocada. O som vai permanecer para sempre. Depois do mal feito, as trancas já não entram na porta.Está bem, a TVI até pediu desculpa, mas isso foi só depois de ter estado duas horas e meia a espalhar o pânico, repetindo em rodapé, até à insanidade, coisas que mais tarde confessou não ter certeza de que eram verdade.Por causa disso, apesar dos desmentidos do Banif, toda a semana, de segunda a sexta, os clientes do banco correram aos balcões e levantaram mais de mil milhões de euros em notas. A TVI prestou o serviço(informação) de merrrr…da aos Portugueses

    • joão lopes says:

      a tvi presta um pessimo serviço á sociedade,neste caso o “privado” sai muito caro.alias a “programação” da tvi é um caso de insanidade patologica ,e tendo em conta que a directora ganha 40 mil euros por mês(para aquilo?),este é mesmo um caso de…policia.


      • Ganha 40 mil euros por mês para aquela merda que se vê e para nosso azar, temos de nos cruzar com ela uma vez por dia pelo menos no caminho para o trabalho.


  9. O sr Sergio Figueiredo nao tem as minimas condicoes para ,apos os casos entrevista Socrates e Banif, continuar na TVI. E um lider faccioso e irresponsavel
    Manel