O fim do mundo vai ter que esperar


end-is-near

É o fim da linha. A temível Geringonça avança, impune, e nem Schäuble ou a sua clique de burocratas comunitários conseguiram, até ao momento, manufacturar uma crise suficientemente destruidora para abater a perigosa esquerda. Eles bem tentam, com a sua chantagem e declarações incendiárias, mas ainda não houve meio de liquidar a democracia representativa. Nem atribuindo ao actual governo a culpa pelo rotundo falhanço do anterior em cumprir as metas do défice no período 2013-2015 deu conta do recado. Convenhamos: era um argumento fraquinho.

Agora, para piorar, Portugal voltou aos mercados para uma emissão de dívida pública de 1904 milhões de euros, dos quais 1360 com a maturidade de um ano à taxa de juro de 0,038%, abaixo dos 0,043% registados no leilão anterior, com uma procura 1,71 vezes superior à oferta. Os restantes 544 milhões foram emitidos a seis meses e a uma taxa de juro média de -0,003%, também abaixo dos 0,021% da emissão de 18 de Maio e com uma procura 1,85 vezes superior à oferta. Parece que ainda não é desta. O fim do mundo vai ter que esperar.

P.S. Aguardam-se as ovações histéricas daqueles que, com Bruxelas e Schäuble do seu lado, festejaram efusivamente a primeira vez que Portugal conseguiu financiar-se com juros negativos, em valores de resto inferiores aos de ontem.

Comments

  1. anónimo says:

    Na Turquia o Erdogan está a copiar o golpe de estado dos lacaios do PSD/CDS, às ordens da Troika de invasores.
    Agora Erdogan está a atacar os Funcionários Públicos da Turquia, acusando-os de terem participado no simulacro de golpe de estado que ele próprio promoveu.
    Assim, dadas estas provas de bestialidade, a entrada da Turquia na União Europeia está assegurada.

  2. democracia says:

    entretanto, pedro passos ontem assume perante o PSD que está a torcer por uma catástrofe em portugal para ter bons resultados nas autárquicas.

    • Danielle Dinis Foucaut says:

      A catástrofe será os seus resultados nestas autárquicas ! viva a democracia e a representação correcta na Assembleia!

      • Anónimo says:

        A catástrofe já foi o governo do Paf.
        Ficaram os crimes, o descaramento, a impunidade, e a pesporrência da gatunagem.
        Agora há que revogar a catástrofe, passo a passo, crime a crime.
        Nas autárquicas, veremos se os eleitores aprenderam com a catástrofe, e se não vão voltar a eleger gatunos para o governo do país.

  3. João Oliveira says:

    Verdade, mas não vai ter que esperar muito. É que o limite de 25% do BCE para compras de dívida pública de um pais da zone euro, passou para 33%. Mas, no caso de Portugal, falta pouco para se esgotar…

  4. Anti-pafioso says:

    Tanta ganancia do pessoal da caranguejola , eu pergunto ainda têm unhas ? E a dor de corno ainda não passou?.

  5. A desinformação faz parte do jogo.

Trackbacks

  1. […] Avaliando pelo que mostram as capas dos jornais de hoje, o financiamento ontem conseguido por Portugal não teve juros negativos. […]

  2. […] pegar noutros temas, como as emissões de dívida com juros negativos, as sucessivas sondagens favoráveis ao acordo de esquerda, os índices de confiança no […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s