Para os radicais de direita que saibam ler:

orange glasses

“Além disso, estima-se que o esforço orçamental acumulado empreendido por Portugal no período entre 2013 e 2015 tenha ficado significativamente aquém do recomendado pelo Conselho, o que leva a concluir que a resposta de Portugal à recomendação do Conselho não foi suficiente.” (EU Press release)

Será preciso fazer um desenho para os restantes?

A traça benfazeja

traca_ronaldo_joana_vasconscelos
May the  força be with you. E viva Portugal.

E agora?

selecç

© PHILIPPE DESMAZES/AFP/Getty Images (http://bit.ly/29yPbxI)

If one knows the streets well, one can, by taking a zigzag path, avoid the large, busy thoroughfares that snake through the maze of smaller streets and, by following those smaller arteries, travel more or less as the crow flies.

David Byrne, Bicycle Diaries (“London”)

***

Pedro Queiroz da Costa, jornalista do Público, reflecte e pergunta:

Portugal foi campeão europeu. Já ninguém tira isso à selecção nacional. Mas e agora?

Agora? Agora, continua tudo como dantes. Basta ver aquilo que acontece no sítio do costume.

dre1172016

Efectivamente, nada mudou.

As “brincadeiras” de Marco António Costa

mac

O Dr. Marco António Costa, Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social do anterior Governo PSD/CDS, publicou no passado dia 10 de Julho, dia da grande final do Europeu de Futebol, no Diário de Notícias, um artigo de opinião no qual lança um ataque violento ao governo do Partido Socialista e ao seu Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Marco António que, no tempo em que foi Secretário de Estado, inundou com dinheiro público os cofres de dezenas de IPSS, ao mesmo tempo que o governo de que fazia parte executava um programa meticuloso de destruição da Escola Pública e do Estado Social, vem, de modo muito pouco elegante, acusar Tiago Brandão Rodrigues de estar a “brincar aos ministros”.

[Read more…]

O triunfo dos porcos

TdP

É oficial: a hecatombe governativa a que PSD/CDS-PP nos sujeitaram atingiu o zénite e foi punida no Ecofin, que acaba de aprovar a abertura do procedimento que poderá levar às sanções defendidas pela Comissão Europeia, liderada pelo amigo da direita incompetente que por cá temos e que, como qualquer terrorista liberal que se preze, se bate pela promoção da evasão fiscal e outros tipos de gatunagem legal.

Tenha cuidado: uma série de palermas, fundamentalistas, terroristas financeiros e restante seita, deliberadamente ou apenas por serem parvos, vão tentar convencê-lo de que o que está a acontecer é fruto da acção do actual governo, o que em teoria é tão verdade como as cores do equipamento do Benfica serem o azul e o branco. Na prática fará algum sentido na medida em que o facto do actual governo não sentar, rebolar e dar a pata aos ayatollas de Bruxelas como o anterior teve como consequência uma manobra mediática absolutamente desonesta e demagógica, que responsabiliza António Costa pela porcaria feita por Passos Coelho e restantes compinchas além-Troika. Contudo, importa reforçar para quem ainda esteja sobre o efeito da propaganda neonacional-socialista, as sanções dizem respeito aos valores do défice de 2015, durante o qual a clique do Portugal à Frente repetiu a façanha do incumprimento. Importa também referir que, tal como Portugal e Espanha, os dois únicos e inéditos potenciais sancionados, também a Croácia, a Grécia, o Reino Unido e a França violaram as metas estabelecidas. Mas nesta espécie de união com “u” minúsculo, impera a iniquidade. Dois pesos, duas medidas.

[Read more…]

Cumpriu-se

portugal flag

Coisas que me agradam muito:

  •  A vitória da Selecção.
  •  O Éder a marcar no fim; um momento de ironia e de justiça poética que pôs em causa a minha visão do universo e das leis que o governam.
  • O Quaresma a mostrar o melhor de si mesmo e o melhor de nós.
  • O Renato que aos 18 anos teve de enfrentar uma miríade de gente a chamar-lhe mentiroso e mesmo assim conseguiu ajudar a equipa em momentos importantes.
  •  O exorcismo de 2004. Já merecíamos.
  •  A prova que o futebol é – e deve sempre ser – um jogo de equipa, de interajuda, de solidariedade. A queda de um jogador – mesmo um jogador tão extraordinário como Ronaldo – não impede a vitória se houver vontade e espírito de sacrifício.
  • Ontem andei por Lisboa e as pessoas estavam visivelmente felizes. Isso apaziguou a cínica que vive em mim.

Coisas que me desagradam:

  • O poder político a aproveitar-se descaradamente de uma vitória da selecção e as tentativas confrangedoras de aparecer nas imagens com os jogadores.
  • Qualquer dia (hoje não porque estou feliz e gostava de continuar por mais algum tempo) temos de falar sobre esta coisa das generalizações. Já não temos 20 anos para fazermos reduzirmos milhões de pessoas a epítetos ridículos e/ou insultuosos.
  •  Portugal ainda não ter ganho a Eurovisão.

London calling

brexit

É possível que alguém tenha reparado que uma das mais poderosas e exemplares democracias do mundo vai mudar de Primeiro-Ministro sem fazer eleições. Parece um pouco estranho, principalmente depois de um Referendo que derrotou a posição defendida pela nova inquilina do Nº10.