O frete 


“PS fica refém do BE e do PCP para manter a ‘geringonça'”.

Refém.

Vejamos. Quem viabilizou os orçamentos de estado? PCP e BE. Quem votou ao lado do governo no cancelamento dos cortes da direita? A esquerda. Quem é que assinou acordos parlamentares com o governo? Novamente, os partidos que o SOL apresenta como chantagistas. Este artigo é, obviamente, um frete deste jornal ao PSD.

Quanto a Passos Coelho, assistimos ao grito do zombie que manda a coerência às malvas para se manter no cargo. Portugal à frente, my ass. Gostava de saber o que têm a dizer Cavaco e respectivos admiradores sobre  esta aliança contra natura e unilateral.

São boas notícias para Costa, no entanto. Passos Coelho e a sua azia são o maior seguro de vida da geringonça.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Eu vou recordar aquilo que disse há dois dias, num comentário.
    Costa nunca imaginou que o PSD votasse contra. Quando muito abster-se-ia, o que por si só já chegava. Mas sabia que a esquerda era contra.
    Com pezinhos de lã, e ar de corista em dia de folga, só lhe faltava a boquilha, ele foi testar aquilo que seria o espírito aberto dos seus interlocutores e parceiros, esperando perceber o que se passaria à sua esquerda com esta medida, ainda por cima travestida de temporária.
    Marcelo ajudou à intriga, como só ele sabe!
    Desta forma muito surreal, Costa fIcou não só a perceber aquilo que se passará à sua esquerda, como ainda ficou a perceber que o PSD está treinado para morder até o próprio dono, o patronato, na esperança que eles entendam que estes atos meios suicidas são para preservar a integridade do clã.

  2. Embora haja formas mais honestas de ganhar a vida do que vasculhar a vida privada das pessoas publicá-las em livro e assim engordar a conta bancário, Saraiva o director do “SOL” recorre também à baixa intriga. No actual governo existe um acordo parlamentar e nenhum dos partidos está refém de qualquer um. Compete ao PS fazer as escolhas e depois colher as consequências, coisa que realmente não acontecia no anterior governo em que de facto o CDS, a troco de uns lugares para os seus boys, e com “irrevogáveis” e outras trapalhadas pelo meio, foi sim refém e uma autêntica bengala do PSD.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s