Foi você que pediu um título feminino para o Sporting?


sporting-3

Sim, para a mesa do canto se faz favor. À falta de melhores argumentos, de um certo brio e de um certo amor à camisola que se veste, quando por exemplo vemos um Rui Patrício fazer um frete na homenagem que lhe foi prestada na semana passada a propósito dos seus 400 jogos com a camisola do Sporting ou quando vemos no final de cada partida em Alvalade uma interacção nula entre os jogadores e os adeptos nos habituais cânticos finais que as claques fazem para elevar a moral dos jogadores, são as senhoras quem estão a colocar o Sporting sempre na frente.


9200 espectadores no primeiro jogo de futebol feminino no Estádio José de Alvalade com entrada gratuita. Ambiente fantástico do início ao fim da partida que só dignifica a causa do futebol feminino no nosso país, causa em boa hora abraçada por esta Federação e pelo Sporting, 21 anos depois da última equipa que o clube possuiu no seu seio. Arrisco-me até a afirmar sem qualquer pejo que o que esta direcção presidida por Fernando Gomes tem feito pela evolução do futebol feminino em Portugal é efectivamente um dos poucos poucos positivos da sua passagem pela Federação. A formação de atletas foi finalmente dotada de recursos, a entrada de clubes da 1ª liga masculina na liga feminina (sem descurar os clubes menos conhecidos que já apostavam forte na formação de atletas, dotando-os de mais estabilidade financeira e de mais recursos em virtude do aumento das receitas da cedência de direitos televisivos e das receitas publicitárias da competição por via do aumento de visibilidade da prova) foi uma aposta ganha e os resultados estão aí: temos pela primeira vez a nossa selecção nacional sénior na fase final de um Europeu. O trabalho a desenvolver é obviamente progressivo mas estou certo que teremos capacidade para dar cartas no cenário europeu daqui a uma década.

Quanto ao jogo (1-0 para o Sporting) vi uma equipa que fez do brio, da sua resiliência, do seu espírito de sacrifício e do seu amor ao clube (que o digam a médio centro Tatiana Pinto ou a avançada Diana Silva, jogadoras que acabaram a sua participação no jogo de rastos) a sua arma para obter os 3 pontos frente a um difícil e muito bem organizado Sporting de Braga (a equipa bracarense veio com a lição bem estudada e demonstrou ser uma equipa praticamente perfeita no plano defensivo, nunca abdicando da sua estabilidade defensiva com um quinteto à frente da área que dali nunca saiu; fazendo jûs à sua condição de melhor defesa do campeonato com 2 golos sofridos em 17 partidas) que dificultou imenso a construção de jogo leonino e que só caiu aos 90+4 quando Ana Borges, numa das suas fantásticas jogadas individuais foi carregada dentro da área, dando origem à marcação de uma grande penalidade que Solange Carvalhas, a melhor marcadora do campeonato, não desperdiçou. O resto, bem, o resto foi um controlo abismal do jogo das leões durante praticamente toda a partida, controlo que para infelicidade das sportinguistas não se materializou nas 4 oportunidades de golo criadas durante os 90 minutos.

Comments

  1. Ricardo Ferreira Pinto says:

    Parabéns ao Sporting pelo título. Aquilo no balneário deve ter sido uma animação…

  2. Ainda não está ganho porque faltam se não estou em erro 8 jornadas mas está bem encaminhado porque estas duas equipas são em muito superiores às restantes.

  3. Joel Martins says:

    Vocês, que neste espaço tantas vezes criticaram as actuações das equipas de arbitragem, desta vez decidiram falar de futebol?

    É para manter, ou quando interessar voltam a centrar o foco na actuação dos árbitros, nomeadamente quando a vossa equipa não jogar a ponta dum chavelho?

    Isto é muito bonito querer-se parecer isento, sê-lo no entanto é uma questão completamente diferente.

    • Joel, eu falo de futebol neste blog há muito tempo. Recomendo-lhe que carregue na barra “desporto” no topo da página.

      Outra coisa, porque é que tenho de ser isento? Não sou jornalista nem este blogue é um jornal. Não estou circunscrito ao respeito por um código deontológico nem este blog me obriga a noticiar com isenção. Este blogue serve essencialmente para fazer ou dar a conhecer opiniões. A opinião por defeito não é isenta.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s