E UMA PROPOXTA PARA UH NOVO AVKD


José Lourenço

AVKD? O que é?

É uma proposta para um novo ABECEDÁRIO

“E UMA PROPOXTA PARA UH NOVO AVKD”

Regra Principal

Escrever como se fala

Condições:

  • Escrever respeitando o sentido da Fonética;
  • Escrever necessariamente em Maiúsculas;
  • Abolir todos os acentos sem excepção;
  • Colocar o .H. em todas as expressões nasais, letra diacrítica a preservar que servirá para eliminar todos os acentos e Dígrafos vocálicos, conforme in, im, ão, an, am, ae, en, em, oe, on, om, un, um, lhe e nhe e pausas/silêncios.

  • YH = in + im
  • AH = ão + an + am
  • AIH = ae
  • EH = en + em
  • OYH = oe
  • OH = on + om
  • UH = un + um
  • LH = lhe
  • NH = nhe

Excepcionalmente, teremos;

  • ô = O
  • ã = A
  • ê = E
  • a = A

é o mesmo que se ler, junto com .H. assim:

  • ô = HO
  • ã = HA
  • ê = HE
  • a = HA

Criar seguinte excepção para manter uma certa regra/prática actual. Como actualmente certas palavras tem .e. e lê-se .ê., tem .a. e lê-se .á. tornamos o H mudo e excepcionalmente está lá. Não se escreve mas lê-se como acontece actualmente. A simplificação de um sistema destes passa por não dever fazer uma grande ruptura com o passado. Acolhe-o em muitas situações, e pela sensibilidade em vez de alterar foneticamente, criando novas letras para respeitar os tons, coloca-se lá o .H. virtualmente, isto está lá, não se escreve mas lê-se, como actualmente: Ser não é Sêr, Ver não é Vêr, Favor não é Favôr, etc, etc…

EM AVKD puro;

SHER, será SER; VHER, será VER
FAVHOR será FAVOR … e assim sucessivamente.

Faremos com que as únicas excepções do AVKD obedeçam a regras no actual Abedcedário, minimizando em absoluto o novo acordo ortográfico que todos vamos construir, que aliás, já tem na prática e na vida real a sua afirmação, pela forma como toda a gente já escreve, (a grande maioria, entre elas todos os jovens, digo, o Futuro), embora sem a normalização que necessita e que se pretende implementar com este projecto.

Colocar o .X. em todos os plurais e escrever sempre que foneticamente, se soletre.

Assim acaba .CH. e muitos .Z. e .S. passam a .X.

Abolir todas as letras dobradas e outras regras que contrariem o espírito base do AVKD.

Como o .C. de “Cinderela” passa para .S. podemos consequentemente acabar com o .SS. e o .RR.

  • Acabasse será Acabas;
  • Morre será Morh. H seguido de .R. carrega o R.

Escrever como se fala, obedecer por excelência ao primado da Fonética sobre o primazia da Etimologia, no nosso entender condenada ao desaparecimento em pleno séc. XXI.

Nacional Arcaico

(passado/presente)
(Actual )
(26 Letras)

A+B+C+D+E+F+G+H+I+J+K+L+M+N+O+P+Q+R+S+T+U+V+W+X+Y+Z *
a+b+c+d+e+f+g+h+i+j+k+l+m+n+o+p+q+r+s+t+u+v+w+x+y+z
* representado em minúsculas quando se trata de letras do Abecedário

Internacional Prático:

(Futuro)
AVKD
(21 Letras)

A+V+K+D+E+F+G+H+J+L+M+N+O+P+R+S+T+U+X+Y+Z *
a+v+k+d+e+f+g+h+j+l+m+n+o+p+r+s+t+u+x+y+z
* representado em maiúsculas quando se trata de letras do AVKD

O .e. nunca se escreve no lugar de .Y.

  • e = é = E
  • i=Y

Em todas as expressões que se soletre um .i., escreve-se o .Y.
Dicotomia entre a fonética do .a. e do .á. mantém-se. Brevemente vídeo explicativo, porque na actual língua não há meios para explicar, escrevendo o que é um .a. e um .á., tal o estado primitivo em que se encontra a nossa ortografia, assim como todas as que obedecem ao mesmo padrão gráfico/ortográfico.

Letras abolidas:

b + ç + i + w + q + c

Porque:

  • b = V
  • ç = S
  • i = Y
  • w = U
  • q = K
  • c = K

Motivo:

Não fazem falta, são completamente “esquizofrénicas”


AVKD = Sistema simplificado

AVKD = SIXTEMA SIHPLIFIKADO

Bem vindos ao AVKD – VEH VYHDOX AU AVKD

O caminho para um futuro “YXPHRAHTO”.

YXPHRAHTO tem o H na pausa/silêncio mas pode-se escrever também YXPRAHTO
Para evitar que Esperanto se leia Espranto, quando fonéticamente se diz Esperanto entre o .p. e o .r. existe uma pausa, um silêncio.

Porque a escrita é música.


Texto distribuido ao abrigo da CC BY-SA 2.5 PT

Comments

  1. Primeiro estranha depois entranha

    Quem quiser acompanhar esta proposta projecto informa-se que a mesma tem página temática no Facebook e respectivo site;

    Na verdade não lemos as palavras. Basta um olhar sobre elas e são de imediato reconhecidas pela nossa mente. Nesse aspecto a mente humana é um verdadeiro prodígio.
    CASA | CAZA | KAZA
    Olhando esta palavra CASA já a conhecemos, como se de um animal de estimação se tratasse. Conhecemos por demais as palavras e sentimos afectos pelas mesmas. Toda a nossa vida girou e viveu com elas.
    Por isso mesmo que se escreva CAZA, a nossa mente estranha, mas se formos mais além e escrevemos KAZA, ainda estranhamos mais. A isso chamamos carinhosamente a xenofobia das palavras. Não gostar de umas em detrimento de outras, só porque foi a outra que mal ou bem aprendemos.

    Primeiro estranha, depois entranha
    Primeiro extranha, dpois ehtranha.
    PRYMEYRO YXTRANHA, DPOYX EHTRANHA.

    http://avkd.blogtok.com
    https://www.facebook.com/pg/jslavkd/posts/?ref=page_internal

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s