Como ouvir YouTube no Android em segundo plano


Este post foge aos temas habituais do Aventar, excepto se considerarmos que políticas de utilização de software também são Política. O que até é o caso, como veremos.

O problema
Quem use a app do YouTube cedo descobrirá que o vídeo que esteja a tocar parará logo que esta deixa de estar em primeiro plano ou se se bloquear o ecrã. O mesmo ocorrerá com vídeos a serem reproduzidos no browser (na maioria destes, como veremos). Quem concebeu este comportamento talvez tenha querido proteger o utilizador de apps mal comportadas em termos de consumo de energia – daí as suspender ao deixarem de estar em primeiro plano.

Mas não é disso que se trata no caso do YouTube. Os termos de utilização deste serviço explicitam que o acesso aos seus vídeos, seja pela app oficial, seja por outros serviços, têm que parar a execução do vídeo sempre que a app deixa de estar em primeiro plano ou se o ecrã for desligado.

No entanto, quando os vídeos são tocados num computador, essa limitação já não é imposta, o que se perfila como sendo uma dualidade de critérios.

Qual é a razão de ser desta imposição? Obrigar o utilizador a ver publicidade se estiver a consumir um vídeo. Mas é de considerar que quem estiver, por exemplo, a ouvir música não estará, de qualquer das formas a olhar para a publicidade. Além disso, o YouTube já tem publicidade em que interrompe o vídeo para passar um clip. Ou seja, querendo obrigar a consumir publicidade nos dispositivos móveis, consegue-o fazer.

Esta opção tem duas consequências gravosas. Por um lado, obriga a manter o ecrã do dispositivo móvel sempre ligado, o que reduz enormemente a carga da bateria. E, adicionalmente, não se podendo bloquear o telemóvel, é frequente que toques acidentais no ecrã lancem outras aplicações, o que acabará por interromper a reprodução do vídeo e, eventualmente, executar alguma acção indesejada.

Uma empresa que coloque em primeiro lugar os seus clientes já teria desistido desta abordagem. Não é o caso da Google, a organização que até já teve por slogan “Don’t be evil“. Mas isso era no tempo em que se apontavam à Microsoft os tiques de prepotência, caminho que agora a Google, ironicamente, passou a trilhar.

A solução
Depois de algum tempo a procurar uma app que permitisse reproduzir vídeos em segundo plano, no meu caso para ouvir conferências enquanto faço actividades que não requerem concentração, cheguei à conclusão que estas não existem. Foi então que descobri que o browser Firefox não pára a execução dos vídeos quando deixa de estar em primeiro plano. Assim sendo, bastou-me instalar esta app e passar a usar a versão móvel do YouTube: http://m.youtube.com.

Tive o problema resolvido até que, há dias, reparei que os vídeos do YouTube estavam a parar sempre que o Firefox deixava de estar em primeiro plano. Com mais um pouco de investigação, descobri que os sites podem detectar quando uma página deixa de estar visível e que os tipos do YouTube passaram a usar essa possibilidade para parar a execução do vídeo. Uma simpatia de gente, portanto. Para voltar a ter a funcionalidade, precisei de instalar um Extra para o Firefox, o qual impede o acesso dos sites à alteração de visibilidade das páginas.

Resumindo (e também para os leitores apressados):

  1. A app do YouTube não permite reproduzir vídeos em segundo plano (isto é, quando outra app está a ser executada em primeiro plano ou quando o ecrã está bloqueado).
  2. Para reproduzir vídeos em segundo plano é preciso instalar o browser FireFox e um plugin para o Firefox (ou um “extra”, como lhe chamam na tradução portuguesa).
    1. Para instalar o Firefox, ir à app store e instalar o browser (link para o caso do Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=org.mozilla.firefox)
    2. De seguida, instalar o plugin para o Firefox “video background play fix”. Para tal, usando o Firefox, aceder a este link: https://addons.mozilla.org/pt-PT/firefox/addon/video-background-play-fix
    3. A página anterior tem o aspecto seguinte. Para instalar o plugin, tocar no botão que agora está a verde (inicialmente estará cinzento), o que iniciará a instalação.
    4. Está feito. A partir daqui, basta aceder à versão móvel do YouTube (http://m.youtube.com) para reproduzir vídeos em segundo plano. Não testei se esta técnica funciona em iOS, apesar de ter lido que sim.

Quanto esta ser ou não uma questão Política, é de considerar que o tecido empresarial e as suas condutas estão claramente ligadas à Pólis. Neste sentido, a Política chega às regras de conduta das empresas e, como tal, também é de Política que aqui se falou. Mas, claro, assim tudo será Política.

Comments

  1. Bruno Fernandes says:

    Muito obrigado companheiro. Não é política, mas para mim é serviço público.

  2. Muito obrigado.

  3. Os motoristas de autocarros ficam agradecidos!

  4. Airton says:

    Existe um aplicativo chamado OGYOUTUBE que tem a mesma interface e funcionalidade do YouTube, ele além de rodar os vídeos do YouTube em segundo plano,ele também permite que rode o vídeo com a tela apagada e possa baixar o vídeo em qualquer formato como MP3,3GP,MP4 e outros formatos. Ele é um aplicativo incrível!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s