Mário Centeno, o bom aluno


Fotografia: Francois Lenoir/Reuters@Público

Ficamos esta semana a saber que alguns dos nossos parceiros europeus estão indignados com o regime de residentes não habituais em Portugal, que, long story short, significa que pensões pagas por um Estado estrangeiro a reformados ou trabalhadores a viver em território nacional estão isentas do pagamento de IRS.

Trata-se, obviamente, de um regime injusto: como se não bastassem a simpatia e hospitalidade que nos são intrínsecas, o sol que passa cá férias quase todo o ano, a beleza natural e a grandiosidade histórica do nosso país, a gastronomia e os vinhos de excelência e aquilo que podem ser considerados preços de saldos para quase tudo o que vive no centro e norte da Europa, ainda queremos dar borlas fiscais para reformados milionários? Que grande lata!

Assim, e porque Portugal é terra de bons alunos, Mário Centeno está já a estudar uma solução que permita serenar os governos daqueles países frios, cinzentos e enfadonhos, onde reformado algum querará terminar a sua aventura no planeta Terra. Impostos para cima deles, que a malta que cá vive também os paga e recebe mal e porcamente. Qualquer dia – eze eze, eze eze – ainda nos transformamos num daqueles países bandalhos, tipo Holanda, com meretrizes nas montras, charros nos cafés e regimes especiais de isenção de tributação de dividendos.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Vários países estrangeiros, nomeadamente os nórdicos, insurgiram-se contra o facto de Portugal estar a atrair Reformados desses países, para este “jardim à beira mar plantado, absorvendo as suas “parcas pensões”, numa demonstração “insensibilidade social” e de falta de respeito pela soberania fiscal dos outros países.
    Note-se que muitos desses países, são os mesmos que dão guarida aos nossos magnatas, com impostos ridículos sobre as suas fortunas que, a maioria das vezes nem de cá saem. Estão apenas registadas em depósitos nos bancos estrangeiros, como se estivessem fisicamente lá fora.
    Truques Fiscais! Na realidade, o dinheiro tem muita força!
    Mário Centeno sendo candidato ao Eurogrupo tinha que fazer pela vida, e já veio demonstrar boa vontade para fazer o mesmo que faz a Holanda do Senhor Jeroen Dijsselbloem, que é cobrar uns impostos mixurucas aos estrangeiros, para os contentar em Bruxelas.
    Para terminar, apenas vos digo que na CEE, EUROGRUPO, BCE, Parlamento Europeu e sei lá que mais, aquilo são tudo uma cambada de enganadores. Basta ver como se estão a comportar quase todos os PPE’s / PSE’s relativamente ao acordo CETA, para ficarmos com uma noção real da estirpe animal predominante.

  2. Anónimo says:

    Por outras palavras: devegarinho, devagarinho vai-se percebendo que esta União Europeia é apenas uma união de interesses em luta uns com os outros. Uma guerra entre “eles”.
    O incauto mexilhão tem direito a votar, inconsequentemente, para legitimar a farsa.

  3. Ana Moreno says:

    E pronto, portanto o bom é os países concorrerem uns com os outros a ver quem baixa mais os impostos, é isso? Em vez de se combater essa generalizada prática, as Irlandas e as Holandas e as Madeiras e por aí fora, nós o que temos a dizer é que também queremos papar, é isso? Puxar ao nacionalismo dá sempre resultado, não é? É pena.

    • É isso que tiras deste texto, Ana? Ok! Sou, portanto, um nacionalista-liberal 🙂

      • Ana Moreno says:

        Pois, muito me estranhou, João. Mas li-o várias vezes e tirei isso. Passa ao lado do que é de facto o problema e falar de sol e chuva não ajuda nada. Por esta vez, não concordo. 🙂

  4. JgMenos says:

    As vossas reclamações serão atendidas.
    O ministro das finanças europeu vai passar a regular uniformemente esses assuntos.

    • Bom bom era um Adolfo que pusesse tudo na linha não era Jg? Heil, motherfucker!

      • JgMenos says:

        Espera lá, pode ser que seja o Centeno, esse geringonço dos milagres que acabou com a austeridade e me paga mais uma dúzia de cafés por mês.

        • Paulo Marques says:

          Ao menos não te tirou a segurança social e facilitou o teu despedimento, como faria o Costa ou o Coelho sem a esquerda.

        • ZE LOPES says:

          Não aceite Menos! É suspeito! Os esquerdalhos querem acabar consigo! A cafeína em excesso é muito perigosa!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s