Clientelas e imbecis


Fotografia: Pedro Granadeiro/Lusa

Segundo António Leitão Amaro, o deputado do PSD que há uns dias afirmou na SIC-N que o governo Passos/Portas havia proibido a legionella, o governo “É governado pelas pressões de interesses particulares“.

Fico logo a pensar com os meus botões: quem é que andará a mamar na teta dos nossos impostos, com o alto patrocínio do Costa? Até que me cai a ficha e percebo que o deputado laranja se refere a megalomanias como a reposição de salários, o descongelamento de carreiras ou a redução de impostos para as classes mais desfavorecidas, esses ninhos de carros de alta cilindrada, evasão fiscal e férias nas Caimão.

Governar pelas pressões de interesses privados é querer subir a TSU dos trabalhadores para aliviar a dos patrões, como o governo anterior tentou fazer. É facilitar o despedimento sem justa causa, para que o trabalhador comum possa mais facilmente ser tratado como um objecto descartável, como o governo anterior fez. É aumentar o tempo de trabalho não pago e eliminar feriados, como o governo anterior fez.

É natural que os interesses privados do passado estejam aborrecidos. Como é natural que os seus representantes parlamentares, como o deputado Leitão Amaro, venham em sua defesa. Mas é importante não confundir as coisas: repor direitos e reduzir impostos a quem mais precisa são medidas de elementar justiça. Se estas classes fossem assim tão influentes, se os próprios sindicatos tivessem assim tanto poder, não haveria agora a necessidade de lutar pela reposição de rendimentos, pelo descongelamento de carreiras ou pela redução de impostos. Porque nada disto teria acontecido ou, a acontecer, teria sido muito mais leve e suportável. E nós sabemos que não foi bem assim, não sabemos?

Ver estes tipos a falar desta forma sobre o ténue alívio que esta solução governativa permitiu a milhares de famílias em situações aflitivas, e compará-lo aos interesses dos grandes grupos económicos e financeiros que serviram cegamente, enquanto foram governo, chega-me e sobra-me para preferir, de longe, ser governado pelo saco de gatos da Geringonça do que pelos vampiros da Caranguejola. A divida aumenta na mesma, e isto há-de tremer toda a vida, mas pelo menos não andamos aqui para alimentar, em exclusivo, as clientelas balofas da direita, que comem tudo, não deixam nada e ainda e ainda fogem com o dinheiro para o Panamá.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Eu sei que este tempo de taxas de juros baixas é efémero. Que o crescimento da economia não depende só de nós, mas também dos outros. E também sei que virão em breve, dias mais difíceis. Mas também sei que as maiores vítimas serão sempre os do costume.
    Só espero é que mesmo nesses dias difíceis que virão de novo, porque a dívida está aí, e o mundo é demasiado complexo, seja a Geringonça a comandar as operações. Gente sensata e equilibrada, apesar de tudo o que dizem dela
    Já todos percebemos como é que a direita aplica às suas receitas. Eu fiquei vacinado de vez. Espero que a grande maioria dos portugueses tenha também entendido isso por muitos e bons anos. A escolha é nossa.

    Já agora, aconselho vivamente a leitura deste artigo de Pacheco Pereira, esse perigoso esquerdalho, que comenta semana a semana na SIC Notícias.

    https://www.publico.pt/2017/11/20/politica/opiniao/o-amor-da-direita-radical-pelos-trabalhadores-do-sector-privado-1793143

  2. Paulo Marques says:

    E os interesses com 20MM€ já planeados por este governo, com patrocínio do BCE? Pois… Com esses está a direita contente.

  3. JgMenos says:

    Ainda hoje ouvi essa treta na 3 pelo Teixeira Lopes.
    Todo o comuna acha que tem direito ao dinheiro dos outros.
    Ai saíu dinheiro para o paraíso? Distribui pelo menos o dobro para me sossegar a raiva!
    Faduncho mais idiota!

    • ZE LOPES says:

      Não posso crer! V. Exa. a contribuir para as audiências de um canal propriedade do Estado esquerdalho, financiado pelo esbulho aos cidadãos através de taxinhas, que dá a palavra retintos comunas como Teixeira Lopes? V. Exa. está mesmo desorientado. Tem de pedir urgentemente ajuda! Mas cuidado! Não vá a nenhum hospital do Serviço Nacional de Saúde, essa entidade do Estado esquerdalho, financiado através de impostos que são um esbulho aos cidadãos e que até trata comunas de todas as proveniências! Cruzes canhoto!

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s