Meninas de mini-saia estão mesmo a pedi-las


 

Com o alto patrocínio da diplomacia nacional-trumpista, o director educativo municipal de Díli divulgou uma mensagem onde defende a proibição de mini-saias e roupas transparentes nas escolas de Timor-Leste, como forma de combater a violência de género. Já para as crianças e adolescentes do sexo masculino, a proibição fica-se pelo consumo de álcool e drogas no recinto escolar. Parece-me equilibrado: Introdução à Sharia para as meninas, Detox para os meninos. Pelo menos no interior das escolas. Cá fora podem beber e fumar o que lhes apetecer. Já as meninas, caso decidam seguir o caminho do pecado, é porque estão a pedi-las.

Ao colocar o problema nestes termos, ao procurar convencer a comunidade escolar de que condicionar uma criança na forma como se veste é uma forma de combater a violência de género e o abuso sexual, Duarte Bragança insinua que a forma de vestir destas crianças é uma espécie de comportamento de risco, que a uma consequência que é a violência de género e/ou o abuso sexual. Responsabiliza a vítima e convida o agressor. Não protege: fragiliza. E tudo isto com o apoio de um estado que se vende ao resto do mundo como uma das suas maiores democracias, apesar de ser governado por um grupo de fundamentalistas de extrema-direita. É a velha história, que durante décadas vem passando de avós salazaristas para jotinhas do partido herdeiro do fascismo: mini-saia? Estavam mesmo a pedi-las.

Duarte Bragança fez-me lembrar outro Duarte, de Bragança, que há uns anos descreveu a obrigatoriedade do ensino de Educação Sexual nos seguintes termos: “forniquem à vontade, divirtam-se, façam o que quiserem mas com higiene“. Não que o tema seja o mesmo, mas a sensação de estar perante um australopiteco retrógrado e ignorante é, em certa medida, similar. A diferença é que o nosso Duarte não manda em coisa nenhuma e o anormal do Duarte timorense toma decisões com impacto na vida das crianças, dos seus pais e de toda a comunidade escolar da capital daquele país.

Comments

  1. Atento/sempre says:

    Eu até poderia dizer, que estamos perante um uma atitude primitiva..
    O povo de Timor merce o maior respeito.
    Não merce ter afrente das suas instituições um indevido com estas posições, e ainda com o apoio da EUA, o pior inimigo dos Povos do Mundo…

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s