A terceira Lei de Newton aplicada ao jogo partidário

À medida que o ataque a Vieira da Silva vai seguindo os trâmites habituais, das notícias sopradas na comunicação social ao ignorar do esvaziamento da base argumentativa, assistimos ao aparecimento de notícias aborrecidas para a outra ala, neste caso sobre uns dinheiritos mal explicados que saíram do saco azul do BES para a família do menino Miguel Frasquilho.

O pote tem destas coisas. Dá para muitos nele nadarem, mas é preciso calma para que as águas não transvazem. Por vezes, há um veraneante que precisa de fazer prova de vida e esbraceja inoportunamente até um ponto em os restantes utentes do bem partilhado lhes mostram que também podem abanar os braços até que os salpicos atinjam o agitador. Nessa altura o equilíbrio repõe-se rapidamente, pois valores mais altos se levantam. Demasiada agitação seca o pote.

Agora que se demonstrou que as águas poderão ficar agitadas para o lado do PSD, vai uma aposta em como a investida contra Vieira da Silva arrefecerá rapidamente, talvez depois de mais um ou outro estrebuchar?

Nota:
Actualizado face a erro no nome de Vieira da Silva

Comments

  1. ganda nóia says:

    não. quanto a frasquilhos, vistos gold e tecnoformas, os media continuarão a passar ao lado.

    • Toto Cutunho says:

      Nunca se esqueçam quem controla a maior parte dos media.
      E fazem-no profissionalmente: Na televisão, o CMTV e a TVI para um determinado estrato social. Para outros estratos o Laranja Canal (vulgo SIC) e a RTP. Para não falar dos blogs da informação de sargeta, como a TSF, DN, CM etc
      Meios não lhes faltam


  2. Plenamente de acordo.

    Rui Silva

  3. joão lopes says:

    Qualquer dia,o PSD ganha o seguinte cognome:PSD,o partido das virgens ofendidas.Já o CDS,pode ganhar o cognome,de CDS,o partido sem memoria,ou seja Assunção Cristas,a ministra da agricultura/eucaliptos(riscar o que não interessa)

Deixar uma resposta