Diz o roto ao nu

PSD acusa governo de “fracasso da política cultural. Que saudades dos velhos tempos do passismo, quando a cultura prosperava.

Comments

  1. Dragartomaspouco says:

    Para não falar o “messenas” Rui Rio na Cãmara do Porto

  2. Dragartomaspouco says:

    Câmara Municipal

  3. Bento Caeiro says:

    Nestas coisas João, é como aquela sala de espelhos que estavam na Feira Popular – sim aqueles, onde a gente ora aparecia magro e alto, como gordo e baixo. Se, por acaso, alguém lá entrasse já depois de outro lá estar, o que agora entrava não saberia verdadeiramente qual o verdadeiro aspecto do outro.
    Pretendo com isto dizer que o discurso sobre a cultura ou sobre determinado tipo de cultura, é factor do contexto onde estamos inseridos (sala de espelhos). Pelo que, o que é cultura para o PSD e seus cultores, não será necessariamente cultura para outro tipo de mentes e formações políticas. Até porque, como todos entraram há muito tempo para as salas de espelhos – que é o panorama onde vivem e fazem de conta que contam para a cultura – já não se consegue quem são uns e outros: os magros dos verdadeiros magros e os gordos dos verdadeiros gordos; também, porque lhes basta dar uns passinhos e mudar de corredor e de espelhos.
    Podemos mesmo dizer, com tudo isto, que não podendo haver uma política cultural que sirva do mesmo modo a todos, ela, essa política cultural, será determinada por quem, em cada momento, manda na sala de espelhos: gorda, mas magra; ou magra mas gorda; contudo, no fundo, pura ilusão.
    O problema é que os verdadeiros interessados, o país e o cidadão em geral, com toda aquela embrulhada, é mal servido e não sabe para onde se virar.
    Para uma política cultural que sirva a maioria? Que tal partir os espelhos à marretada?

  4. antero seguro says:

    Sejam bem-vindos os Kulturistas.


  5. O deputado José Carlos Barros.”Esqueceu-se” de quando o seu partido PPD foi governo o que fez ou melhor o que não fez pela cultura, só falam quando são oposição quando são governo os deputados dizem Amém a tudo que o governo faça mal ou bem, mas passa-se com todos os partidos, só vêm os outros e não vêm o que os seus partidos fazem.

Deixar uma resposta