E se o Benfica não for pentacampeão?

Confesso: tenho muito medo de que o Futebol Clube do Porto seja campeão nacional. Esse medo não nasce do meu já lendário benfiquismo, sendo antes resultado da minha profunda amizade por alguns portistas.

Na verdade, alguns dos meus amigos adeptos do extraordinário clube que é o Futebol Clube do Porto cultivam uma fé cega (o que é, talvez, uma redundância) na certeza de que os sucessos do Benfica assentam exclusivamente na corrupção, num domínio absoluto da arbitragem, através de uma multiplicidade de meios e de uma rede tentacular – mesmo octópode. Esses meus amigos têm, desde o início do campeonato, a certeza absoluta de que o Benfica será campeão nacional, ao contrário de mim, que acredito sempre que, enquanto for matematicamente possível, está-se sempre a tempo de não ficar em primeiro lugar. Isto quer dizer que, apesar da minha natureza essencialmente corrupta, tenho pouca fé na corrupção e chego, até, a duvidar de Jonas.

Segundo estes crentes fervorosos, não é possível ganhar campeonatos com tanto árbitro corrompido e corrompido de forma contumaz, uma vez que este é um problema que se arrasta desde 1904, pelo menos. Na verdade, as últimas quatro épocas parecem dar-lhes razão, porque para o crente não há coincidências: para um católico, os milagres não precisam de prova; para estes meus amigos, Francisco J. Marques contactou com a sarça ardente e trouxe consigo as tábuas que condenam o Benfica.

E é aí que nasce o meu medo. O que farão estes meus amigos se o clube incorrupto e sério de que são adeptos ganhar o campeonato? O que aconteceria a um católico se fosse possível demonstrar-lhe cientificamente que Nossa Senhora de Fátima nunca apareceu em lado nenhum? Note-se que estamos a poucas semanas de se poder assistir ao primeiro fenómeno. O choque! O horror!

Imagino esses meus amigos tolhidos, incapazes de festejar um título, diante da destruição de uma fé tão profunda. Com a equipa do Porto, graças à qualidade e à raça dos seus jogadores, perto de ser campeã, tremo com a possibilidade de ver os meus amigos desamparados, desapossados do milagre da corrupção.

Caso isso aconteça, quero deixar aqui uma palavra de sossego. Amigos, a corrupção não garante vitórias dentro do campo, mesmo que possa ajudar. Não quero que a vitória da vossa equipa possa desiludir-vos ao ponto de caírem na ingenuidade de passarem a acreditar na inexistência ou na própria impossibilidade de existência da corrupção. Nada disso! Por isso, tentai invadir a Avenida dos Aliados sem medo! Procurai exultar enquanto puderdes, porque o amanhã é desconhecido!

Ainda assim, para que a vossa tranquilidade esteja garantida, espero que o Benfica seja campeão, não porque o mereça (o que seria inédito), mas porque a amizade não tem preço. Vós precisais da minha corrupção para que o mundo faça sentido. Seja feita a vossa vontade.

Comments

  1. alexandre barreira says:

    …tanta lenga-lenga……para dizer que…..o PORTO é campeão……!!!!!!!

  2. Paulo Marques says:

    Lol. Depois de ver a quantidade de pontapés nas pernas e mergulhos necessários para parecer que a segunda circular joga alguma coisa, vai gozar com outro. Já para nem falar do funcionamento a pedido do vídeopadre. Ou a quantidade de internacionais que vão à Rússia.
    Mas olhe, já pagou a sua contribuição ao Novo Banco pela dívida do traficante de droga?

    • António Fernando Nabais says:

      Já percebi que o Paulo também terá dificuldades em comemorar. Espero que o Benfica possa ajudar.
      Continuo a pagar religiosamente o dízimo aos bancos.

      • Paulo Marques says:

        Eu já comemoro todas as semanas a azia de comentadores avençados que só descobrem maravilhas em qualquer tosco que jogue contra o FCP ou quando têm que admitir que é falta. São tão ridículos.

  3. Rui Naldinho says:

    Fico sem saber, em que lugar fica o Sporting?

  4. antero seguro says:

    Cai o governo.


  5. Chi, azia a rodos neste artigo, que demonstra que se não os podes vencer dentro das regras e com ética, deita-os abaixo com sarcasmo, padres, meninos queridos e falta de ética e princípios ao nível da jurisprudência de Coimbra. Aliás, alguns dos pontas de lança do nacional benfiquismo estudaram e desenvolvem as suas actividades em Coimbra, como por exemplo o Ricardo Costa, aquele que queria condenar o Porto naquela reunião do CD sem presidentes, o Ferreira Nunes, que classificava os árbitros e foi para administrador das águas de Coimbra sem competências que se conhecem-se. Como é normal, Coimbra na frente da reacção da situação

    • António Fernando Nabais says:

      tripeiropreocupado, a minha azia vai para o facto de a corrupção benfiquista poder vir a revelar-se incompetente. Depois de milhares investidos em árbitros, era o que faltava perder campeonatos. Inaceitável! De resto, obrigado pelo elogio à minha cidade natal e Alma Mater.


  6. De portista sem palas, ainda que ligeiramente doente, para o meu benfiquista favorito a seguir à minha mulher, quero agradecer este belo pedaço de prosa, amigo Nabais. E o Bruno de Carvalho merece mesmo descer de divisão. Não tem lugar no melhor Sporting dos últimos anos, mas é capaz de encontrar quem o queira na II Liga.

    Se formos campeões, terás salvo-conduto para os Aliados e a para a Alameda. Até te empresto um cachecol azul e branco para entrares no espírito 🙂

    • António Fernando Nabais says:

      Qualquer motivo para beber um copo é bom, mesmo que seja a alegria dos meus amigos portistas. O cachecol é que não, que ainda posso ter uma reacção alérgica 🙂

      • João Mendes says:

        Pensas que não o lavei durante as 4 últimas temporadas?

        • alexandre barreira says:

          ….ó Tondela….não faças isso…..!!!!

          • António Fernando Nabais says:

            Lá está: aprofunda-se a minha preocupação com os portistas que acreditam na corrupção.

          • Paulo Marques says:

            Ó António, não achas um bocado suspeito que o protocolo do VA seja sempre ignorado a favor do SLB?
            Por outro lado, pá, é bola, se um conjunto de milionários levanta uma taça, bom para eles. O que me preocupa são as ilegalidades e o que custa ao estado, que nem sequer foram surpresa nos emails.

          • Paulo Marques says:

            Milionários que não pagam impostos, aliás.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.