Em direcção ao precipício

 

A estratégia de ódio, desinformação e mentira, desta perigosíssima extrema-direita reeditada, mas igualmente violenta e intolerante, alimentada por Trump e respectivos apóstolos, começa a dar frutos.

Na Quarta-feira, vários engenhos explosivos foram encontrados nas residências de figuras de relevo do Partido Democrata, como Barack Obama e Hillary Clinton, e na redacção da CNN, os “inimigos do povo”, como o troglodita americano gosta de lhes chamar. Ontem foi a vez de Robert de Niro, que não é politico, mas que não poupa nas críticas a Trump.

Esta extrema-direita, violenta, intolerante, racista e segregacionista, é a mesma que no Domingo vai colocar Bolsonaro no Palácio do Planalto. A mesma que dá gás a milícias paramilitares na Bulgária, a espancamentos de refugiados na Hungria e a ataques à separação de poderes na Polónia. Parecida, em valores e respeito pelos direitos humanos, com os regimes instalados em Moscovo, Pequim, Riade, Caracas, Manila ou Pyongyang, o novo amor de Donald Trump. E não pára de crescer.

Estamos cercados. A democracia, ou o que resta dela, está cercada. Mas não parecemos muito preocupados com isso. Parecemos preocupados com futebol, com a vida encenada de figuras públicas e com um gadget qualquer, mas muito pouco com o futuro próximo da humanidade. Como sempre, deixamos andar e amanhã, enquanto houver amanhã, logo se vê. Porque, por muito que tentemos ignorar o óbvio, começa a ser muito difícil negar a triste evidência desta marcha em direcção ao precipício. Uma marcha que não é irreversível, é certo, mas que vai muito bem encaminhada para um futuro orwelliano.

Comments

  1. Miguel Bessa says:

    Interessante.
    Aparecem umas bombas que nunca tiveram hipótese de chegar ao destino e a culpa é dos apoiantes de Trump! (Não quer dizer que não seja, mas para já não há sequer suspeitos).

    Mas quando há atentados e mortos precedidos de gritos por um profeta não há ligação nenhuma e não se deve confundir os radicais com os moderados!

    Como se chama isso? Pois, hipocrisia!

    Já agora, foi feito neste blog algum post quando um senador republicano foi atingido a tiro no ano passado (ou há dois anos)? Foi feito algum post neste blog quando foi enviada ricina para gabinetes de pessoas ligadas a Trump?

    Foi trump que disse que quando os outros baixam o nível “we kick em”? Entre 1001 outros exemplos?

    Trump tem pouco com que se preocupar, tem níveis de aprovação inéditos para ele, desemprego mínimo, crescimento econômico. Mas de certeza que foi um redneck. Lol!

    Ódio é o que guia o partido democrata! Anda aí realmente muita desinformação e mentira.

    Sim. Eu sei que falar em factos é ser fascista, mas os factos são o que são.

    • Paulo Marques says:

      Tendo em conta que as bombas tinham memes da alt-right… quem sabe, pode ter sido um dos amigos do Trump, Putin ou Kim.
      A “hipocrisia” não é, porque não se está a dizer que as pessoas de direita devem ir para o país deles, Guantánamo, não-torturadas com waterboarding, nem sequer impedidas de votar. Ou seja, parabéns pelo whataboutism puro.
      “We kick them [out]” é muito pior do que “lock her up” e outros mimos, tem toda a razão.

      O “crescimento” é como o de Obama, quando perceberem que é directo para o Panamá por volta da altura em que os cortes aprovados o ano passado entrarem em efeito, vai ser refresco.

      • Miguel Bessa says:

        Tinham memes alt right? 1a vez que ouço/ leio. Dizem tanto como o endereço do remetente. Nada!

        Claro que é whataboutism puro. Ainda bem que reconheceu. A questão, para mim, é apenas essa. De um lado não está o diabo e do outro todos os santos! O whataboutism serve claramente para expor isso. Obrigado. (PS. Guantánamo não fechou? Ia jurar que Obama prometeu. Devo estar errado. Lol.)

        Para mim são ambas apenas e só expressões de ambos os lados. Mais uma vez, a única questão, é a diferença de análise entre os pratos da balança.

        Finalmente algo que discordo. O crescimento tem impacto na vida das pessoas afinal a taxa de desemprego está em níveis da década de 60. Daí a aprovação de trump estar em números históricos (para ele).

        • Paulo Marques says:



          Está-me a confundir com alguém que liga mais ao clube do que à política ou que acha que o Obama é de esquerda – nem pense.
          Tem aqui a meme: https://www.huffingtonpost.com/entry/parody-get-er-done-isis-flag-featured-on-pipe-bomb-found-at-cnn_us_5bd1d48fe4b0d38b588104d0
          As expressões são uma falsa equivalência, como lhe disse.
          As pessoas não comem GDP, o gráfico seguinte não se vai alterar quando for actualizado daqui a poucos anos, tal como na eurolândia.
          https://www.federalreserve.gov/econres/notes/feds-notes/asset-ownership-and-the-uneven-recovery-from-the-great-recession-20180913.htm

          E os EUA não estão no pleno emprego:
          http://bilbo.economicoutlook.net/blog/?p=40480 (a partir de “The US jobs deficit”). Mas uma coisa faz bem, ignorar o défice, daí o sucesso. Como é visível, isso só é mau quando é a esquerda.

          • Miguel Bessa says:

            Pelos vistos já foi descoberto um suspeito!
            Pelos vistos é um republicano já com história de vida relacionada com crime. Assim podemos concluir que o 1o parágrafo (e que resume a ideia principal) do texto é errada! E essa é sempre a minha questão. Colocar se as culpas no Trump quando do outro lado são tão maus ou piores e há mais tempo.

            Quanto aos seus 3 pontos.
            1) a referência a Obama era relacionada com Guantánamo. Já tinha visto. Não vejo a imagem como um meme, daí não ter percebido ao que se referia.
            2) e 3) conforme tinha referido, o crescimento traduz se em mais emprego e a tax cut refletiu se em subida de salários em diversas empresas.

          • Paulo Marques says:

            1 – quer veja, quer não veja, é uma imagem da alt-right, que é legitimada com a administração Drumpf e tem tudo a ver com o texto.

            2 – ignorando que se alimenta uma bolha de dívida…

            3 – onde estão as subidas de salários e como estão comparadas com o aumento do tempo de trabalho, as subidas de rendas, seguros e demais necessidades?

            4 – então para a direita o défice já é virtuoso? fora de crise e tudo?

            5 – o impacto das tarifas, aliado à subida da cotação, tá bonito para muitas empresas que precisam de importações


  2. …deixemo-nos de arestas e vejamos as coisas por outro lado, pois que :

    “qualquer semelhança com a coincidência é pura realidade” !

    ” Depois das bombas em casa de Clinton e de Obama, foi descoberta uma granada de Tancos em casa de Cavaco

    Por

    Zé Pedro Silva

    24/10/2018

    Os Estados Unidos não ganharam para o susto, sobretudo nas bolsas, com uma série de bombas que foram enviadas, entre outros, para os ex-presidentes Clinton e Obama.

    Depois desta notícia, sabe-se que também foi enviada para casa do ex-presidente Cavaco uma granada de mão furtada de Tancos, depois colocada na Chamusca, depois voltou a Tancos mas entretanto já não se sabia dela outra vez.

    Segundo o Imprensa Falsa conseguiu apurar, os dois casos não devem estar relacionados e a ameaça em Portugal deverá ter que ver com o livro publicado pelo anterior Chefe de Estado.

    Entretanto, o engenho foi prontamente desactivado pela ex-Primeira Dama, que o enviou com ainda mais potência para o Palácio de Belém, onde o engenho viria a ser desactivado pelo actual Presidente, que depois o enviou novamente para a família Cavaco Silva. A esta hora a granada segue para a Aldeia da Coelha numa motorizada da Uber Bombs ”

    : )

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.