É hora de refazer as análises eleitorais

PS não elege 10.º deputado. CDU garante dois lugares no Parlamento Europeu

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Nuno Melo, quando pronunciou o seu discurso logo após serem conhecidas as projecções, enviou, naquela forma revanchista de péssimo político, o seu primeiro pensamento ao PCP afirmando, de uma forma completamente descontextualizada, que não sendo uma vitória para o CDS, o PCP seria o grande derrotado, pois só elegeria um deputado.

    Nuno Melo fartou-se de dizer asneiras em toda a campanha, conduzindo-a de uma forma sobranceira, e arrogante, de alguém que se julga dono da política europeia.
    E falou demais, mesmo quando os resultados o deveriam fazer ser comedido nas afirmações.

    O político que se coloca ao lado dos neofascistas, ofereceu, de facto, com a sua tirada, a cereja no topo do bolo da gargalhada que o seu discurso provoca.

  2. Julio Rolo Santos says:

    Os derrotados, normalmente, não aceitam a derrota e, daí, vão continuar a não ter sucesso no futuro. Os derrotados foram exatamente aqueles que passaram a campanha a agredirem-se e a agredirem os outros e pouco ou nada esclareceram o que os motivavam a candidatarem-se ao PE. Essa sua posição não foi mais do que uma tentativa para esconderem o pouco ou nulo trabalho que desenvolveram enquanto parlamentares com assento no PE. Refiro-me a Nuno Melo do CDS e a Rui Rangel do PSD. Marisa Matias foi a que desenvolveu uma melhor campanha eleitoral baseada no esclarecimento, apesar de ser anti-europeista, e isso caiu bem no eleitorado. O sucesso do PS deveu-se, indiscutivelmente, ao carisma de Antônio Costa.

    • José Peralta says:

      Julio Rolo dos Santos

      Concordo com o seu comentário, destacando este parágrafo que aplaudo : “Marisa Matias foi a que desenvolveu uma melhor campanha eleitoral baseada no esclarecimento, apesar de ser anti-europeista, e isso caiu bem no eleitorado. O sucesso do PS deveu-se, indiscutivelmente, ao carisma de Antônio Costa”.

      E acrescento que, aqui, neste espaço de Liberdade que é o AVENTAR, também há quem, de maneira subtil, tão subtil quanto cavilosa, canhestra e desprestigiante para o próprio, tente lançar lama sobre a honorabilidade política de Marisa Matias.

    • Paulo Marques says:

      Anti-europeísta é o João Ferreira, a Marisa é a favor de amanhãs que cantam com outras regras que precisam de unanimidade. Ainda assim, mereceu o voto pelo trabalho que fez.


  3. …muito bem, concordo convosco !

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.