A surpresa vem do Porto

vanessaNo campeonato nacional de voleibol feminino o Colégio do Rosário (Porto) está a ser a surpresa, que, em boa verdade era esperada.

Depois do fim da primeira fase, ficaram apurados para a fase final os dois finalistas da época passada – o Ribeirense (Açores) e o Leixões (Matosinhos) – o Belenenses (Lisboa) e o Colégio do Rosário (Porto).

Nesta fase as quatro equipas jogam todas contra todas, mas em jornadas duplas. Este fim-de-semana o Rosário venceu, em casa, os dois jogos contra o Ribeirense e o Leixões ganhou também ao Belenenses os dois jogos.

Faltam ainda seis jogos a cada equipa e por isso o espaço de manobra é pouco. O Rosário tem 28 pontos, mais 5 que o Rosário e mais onze que o Leixões. Assim, mesmo que o Leixões recupere 6 pontos (dois jogos em casa contra o Rosário) ficará a cinco e …

Contado que o Belenenses irá perder os seis jogos, a chave para a qualificação estará nos Açores onde o Leixões tem que ir ganhar  para ter alguma possibilidade de chegar à final.

Parece-me, no entanto, que a final está desenhada e por isso a minha aposta vai para um Ribeirense / Rosário.

Elas também jogam

Portugal é um país com futebol a mais e desporto a menos. E, no feminino a situação, pelo menor protagonismo do futebol,ribeirense é mais delicada. Um olhar pela Comunicação Social, mais ou menos tradicional, mostra uma ausência da prática desportiva pelas mulheres, o que está longe, muito longe, de corresponder à realidade.

Nos últimos anos tenho vindo a acompanhar com atenção o Campeonato Nacional de Voleibol  e este ano voltarei aos pavilhões, nomeadamente aos do Grande Porto. [Read more…]

Benfica campeão?

Parece que só depois da repetição.

Ribeirense é o campeão nacional de Voleibol

As meninas dos Açores mostraram nas quadras que são a melhor equipa nacional e ganharam, com inteira justiça, mais umribeirense título – o Ribeirense é novamente campeão nacional de Voleibol.

Das quatro equipas apuradas para a fase final – Ribeirense, Leixões, Gueifães e Castêlo – o agora tri-campeão Ribeirense e o Leixões chegaram à final, tendo a equipa do Açores conseguido vencer os dois jogos da final (3-0 a semana passada e 3-1 hoje).

Hoje, domingo, a nave, em Matosinhos, encheu para apoiar as Sereias que lutaram com tudo o que tinham (e até o que não tinham). O esforço do Leixões  acabou por dar ainda mais brilho à vitória do Ribeirense: aquele segundo set com um 31-29 para a equipa da casa foi fantástico.

Agora é tempo de levar a bola para a areia!

 

 

Leixões – Ribeirense para o 2º jogo da final

No primeiro jogo da final, o Ribeirense dos Açores, ganhou por um claro 3-0.

leixoes

Amanhã, domingo, às 17h em Matosinhos, as Sereias do Leixões têm uma oportunidade para empatar a final e adiar tudo por mais uma semana, sendo que o 3º jogo será em casa do Ribeirense, nos Açores.

O jogo de amanhã irá ter casa cheia e espera-se um ambiente que ajude as Sereias a chegarem ao nível, claramente mais consistente, do Ribeirense.

As Sereias estão na final com o Ribeirense

Está fechada a segunda fase do Campeonato Nacional Feminino de Voleibol.leixoes

O Ribeirense (Açores) e o Leixões (Matosinhos) são as duas equipas que vão disputar, à melhor de três, o título nacional.

Curiosamente, depois de o Ribeirense ter garantido um lugar na final há muito tempo, para este fim-de-semana ficou marcada uma jornada dupla entre o Leixões e o Gueifães. O Leixões tinha 4 pontos de vantagem e, por isso, tudo estava em aberto.

Na tarde de sábado, o Gueifães conseguiu vencer por 3-2 e, por isso, todas as decisões ficaram adiadas para o último jogo.

Hoje, Domingo e a jogar em casa, o Leixões tinha que conseguir, pelo menos 2 sets, que garantiam 1 ponto, tão necessário para o acesso à final.

O Gueifães entra no jogo a ganhar e vence o primeiro set. Mas, as Sereias, apoiadas por um público fantástico conseguiram dar a volta ao jogo e venceram, de forma muito clara o 2º set.

Com muita emoção e entrega de todas as Sereias, o 3º set  acabou por ser ganho pelo Leixões por 25-22!

Estava conseguido o objectivo da época: o Leixões está na final!

Leixões e Ribeirense a caminho da final

Está aí a segunda volta da fase final do Campeonato Nacional de Voleibol Feminino.volei2

O Ribeirense (Açores) está no primeiro lugar e das três equipas do grande Porto que procuram um lugar na final, o Leixões aparece com maiores possibilidades de lá chegar.

Hoje, domingo, joga-se o segundo jogo da 4ª jornada dupla – ficarão a faltar 4 jogos a cada equipa – no Castêlo da Maia, às 15h, a equipa da casa recebe o Leixões. Nos Açores o Gueifães tenta manter-se na corrida.

Para as próximas semanas teremos a visita das Açoreanas a Matosinhos e os jogos do Leixões, também em casa com o Gueifães. Claro que também teremos os jogos, sempre em dose dupla por fim-de-semana: Castêlo / Gueifães e Castêlo / Ribeirense.

Voleibol – vai começar a fase final

Está concluída a primeira fase do campeonato nacional de voleibol feminino.IMG_4636

Não houve, em termos de classificação, grandes surpresas – as equipas que se apresentaram como favoritas conseguiram, todas, o apuramento, natural para a fase final:

Ribeirenses (Açores), Leixões (Matosinhos),
o Gueifães e o Castêlo (ambas da Maia).

A  2ª fase disputa-se a duas voltas, com todos contra todos, mas sempre com jornadas duplas, um jogo ao sábado e outro “igual” ao domingo: na primeira ronda, este fim-de-semana, o Ribeirenses joga com o Gueifães e o Leixões recebe o Castêlo.

As duas primeiras passam para a final e em função do que se viu na primeira fase, aposto no Leixões e no Ribeirenses.

Leixões já está na frente

do Campeonato Nacional de Voleibol.

Voleibol Feminino – campeonato começa a aquecer

O campeonato de Voleibol Feminino continua e já se começa a evidenciar a força das quatro equipas com mais argumentos – neste momento o Castêlo, o Leixões, o Ribeirense e o Gueifães ocupam os 4 primeiros lugares. Se não houver surpresas, serão estas as 4 equipas que vão disputar a final four do título.

Este fim-de-semana, em Matosinhos, as Marias do Leixões têm jornada dupla:

– Sábado, 15h – Leixões / Belenenses;

– Domingo, 17h – Leixões / Castêlo.

A entrada é grátis.

 

Voleibol a quantas andas?

Não começa bem a época em termos de organização, pelo menos é o que parece a quem é observador externo: há jogos adiados, outros que não se realizam…

Não é fácil fazer o ponto de situação, mas aqui fica o esforço possível:

– Na 1ª jornada o Ribeirense dos Açores ganhou, em Matosinhos, 3-2 ao Leixões;

– Na 2ª a equipa dos Açores perdeu em casa com o Gueifães, num resultado que, à primeira vista, surpreende.

– Na 3ª jornada, o Leixões não jogou e o Ribeirense também não. Sobrou o derby da Maia, onde as meninas do Gueifães conseguiram vencer as do Castêlo por 3-2.

Nestas três primeiras jornadas houve jogos entre as candidatas e o Belenenses foi quem mais aproveitou. Depois de perder com o Gueifães na 1ª jornada, viajou até à Madeira onde ganhou 2 jogos. De regresso a Lisboa venceu o St. Tirso por 3-0 e com 3 vitórias segue na frente do campeonato.

Mas amanhã, dia 1 de novembro, em Matosinhos, às 19h, há mais:

Leixões  – CS Madeira.

Aparece! É grátis!

(E aqui entre nós: tem miúdas giras!)

Campeonato Nacional de Voleibol Feminino

A tribo do Volei é uma tribo especial!

Há duas marcas que distinguem o ambiente do Voleibol daquele que eu conhecia melhor, o do futebol: a relação entre adversários, seja ao nível das atletas, das equipas técnicas, seja ao nível dos adeptos. Até a cumplicidade entre os atletas e as equipas de arbitragem é diferente.

E a segunda marca é o fair play, a capacidade de apreciar o jogo pelo jogo, a cumplicidade com o jogo no que ele tem de mais verdadeiro.

Fiquei fã e por isso tenho seguido com atenção os últimos campeonatos nacionais de voleibol feminino.

Em Portugal, a I divisão tem 10 equipas: o Sporting Clube de Braga, o Castêlo da Maia e o Gueifães, ambas da Maia, o Belenenses e a Lusófona de Lisboa, o Ginásio de Santo Tirso, o Leixões de Matosinhos, dos Açores, o Ribeirense (bi-campeão nacional) e da Madeira duas equipas: o Câmara de Lobos e o Madeira. [Read more…]

Jogos Olímpicos à Portuguesa

Antonia Misura  é uma jovem jogadora de basquetebol da Croácia. Confesso que não prestei muita atenção aos resultados desportivos da equipa Croata, mas é tudo uma questão de prioridades.

Dei por mim a ler Mário Santos que acusa o País (seja lá o que isso for!) de ter falta de cultura desportiva.

E depois pensei: mas não foi este Governo que retirou tempo à Educação Física na Escola? Não foi este Governo que retirou importância à Educação Física no Secundário?

Está visto que tenho de equacionar as minhas prioridades. Só não sei se me viro para o basquetebol croata se para o voleibol brasileiro porque para os governantes lusos já não há paciência.

E no meio de tanta incompetência sobram os atletas lusos, que têm sido fantásticos.

Eu não quero pagar os estrangeiros das equipas madeirenses… nem do continente, claro!

Voleibol

São 15h. No pavilhão do Gueifães está a começar um jogo de voleibol entre o Gueifães e o Leixões. A equipa de matosinhos luta pelo primeiro lugar no campeonato nacional feminino e as maiatas procuram um lugar na fase final que vai disputar o título. A luta pelo quarto lugar é com o Braga e com o Castêlo da Maia.

Já apuradas estão uma equipa dos Açores, o Ribeirense e uma outra da Madeira – o CSMadeira. Ambas com um plantel quase constituído por atletas profissionais vindas do outro lado do atlântico.

Quando se sucedem as notícias que dão conta das dificuldades que os clubes da Madeira sentem para honrar os seus compromissos por força do aperto financeiro importa questionar que sentido faz a aposta insular na profissionalização das suas equipas com atletas estrangeiras.

Que o “meu” dinheiro seja usado para apoiar o desporto, tudo bem e em particular o desporto jovem, fantástico.

Que o “meu” dinheiro seja usado para apoiar os clubes que estando numa ilha têm dificuldades inerentes à descontinuidade geográfica, tudo bem na mesma.

Que o “meu” dinheiro seja usado para ir buscar brasileiras, entrar em campo com 6 estrangeiras profissionais que vão competir com equipas do continente completamente amadoras é que não!

Se a TROIKA não servir para nada, que sirva para moralizar a verdade desportiva.