Na ordem…?

Nos tempos do ex-primeiro-ministro agora Presidente da República com vontade de voltar a ser chefe de governo, via telecomando Passos Coelho ou… Rui Rio… ou…
Voltando ao tema, dizia que em tempos houve uma forte aposta do PSD ( do PS?) em procurar pulverizar o movimento sindical docente gerando micro, mini e pseudo sindicatos uns atrás dos outros. No fundo tratava-sede procurar anular a força do PC e das alas esquerdo-sindicais de PS e PSD.
A situação foi de tal modo hilariante que além da FENPROF, todos têm a ideia que há a FNE… E outros…
Na fase pré-mega luta de 2008/09 houve uma amostra de sindicato que se mostrou à porta do ME com os governantes, dizendo que estava feito e que os professores podiam voltar para casa porque eles, a amostra, e a dona de que nem me quero lembrar o nome, tinham resolvido tudo.
Depois foi o que se sabe.
Nesse contexto todos foram capazes de perceber que a energia seria muito mais forte se todos estivessem juntos e essa foi uma das maiores armas dos Professores que levaram às manifestações que todos conhecemos.
Houve blogues, movimentos, professores, houve tudo e nada, mas houve sindicatos e houve sindicatos UNIDOS.
E serve a presente história do movimento sindical recente para vos pedir um pouco de atenção para as cenas dos próximos capítulos.
Amanhã os professores vão voltar à rua… O resto ficará para adivinhar… Mas, desta vez PS e PSD têm que procurar outro caminho porque estamos a ficar fartos destes imbecis que nos querem pôr na ordem!

http://www.youtube-nocookie.com/v/Gt-KydzN9T0?fs=1&hl=pt_PT

Comments

  1. Cuidado com as palavras que eu por chamar imbecil a um deles já fui censurado aqui neste blog. É verdade que o imbecil em causa não era deputado do “Centrão” o que no caso em questão era irrelevante.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.