Respondendo a uma dúvida da Helena Matos

Há muito muito tempo, eras tu uma criança,  já a Internacional Situacionista tinha explicado estas coisas. Com paixão e muito amor.

Entretanto, para a comunicação social portuguesa só haverá notícias dos mineiros asturianos quando tiverem proclamado a República das Asturias e iniciado a reconquista aos herdeiros dos mouros do assassino Franco.

Comments

  1. É pá !
    Esta não é a Helena Matos, esta parece uma mulher normal…
    (nada de enganar o povo)

  2. Não aconteceu, mas podia ter acontecido…

  3. Para já, uma informação útil para os tempos que se aproximam: não é difícil improvisar uma basuca. As munições destas, por enquanto, ainda são foguetes de pirotecnia, mas também não é difícil improvisar a quantidade que se quiser de napalm ou, ainda melhor, termite (capaz de perfurar a chapa de qualquer blindado). A D. Helena Matos, tão inimiga dos sindicatos, ainda há-de ter saudades deles para enquadrar os trabalhadores…

    • O que eu me surpreendi sob as potencialidades das novas tecnologias na guerrilha, a partir de um blogue que por aí anda, que alertava para os perigos das portagens nas scuts…
      Quando militava no mesmo partido que a Helena Matos revolucionária, nunca sonharía com tais potencialidades.

  4. Luís says:

    Uma certeza podemos ter – a fazedora de opinião HMatos, enquanto opinar contra tudo o que se opõem aos roubos dos banqueiros e às empresas do regime, nunca lhe faltará o pão em casa e as férias nas Maldivas!

  5. E Debord, por sua conta, ensinava a comer.

  6. xico says:

    Que post tão racista! Para além de nacionalista, que costuma rimar com fascista. Salva-se a foto!!! Gosto particularmente do chapéu marujo.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.