Pedro Barroso, o que é feito de si?

Que voz! Que música linda você escreveu! Que letras!

Ando à procura das músicas da minha vida, coleccionando-as. A sua música também consta.

O que é feito de si? Por que o «calaram»? Diga coisas. Dê-nos notícias suas. Dê-nos a sua música, Pedro português, genuíno.

«Cantarei à chuva, ao sol, ao vento, ao mar…»; «E viva quem canta»; «Pedra Filosofal»… Ai! A sua «Menina dos olhos d’água»!

Façam um monumento ao Pedro Barroso! A ele sim!

Maradona sugeriu que se fizesse um a Cristiano Ronaldo… Espero que ninguém o tenha ouvido para além de mim.

A Pedro, sim, prémios e condecorações, porque nos toca nos corações (e na alma)! A sua obra é eterna.

Carta do Canadá: Eleições e Lições

Que a Grécia esteja  a ser governada por dois partidos que obtiveram um resultado tangencial nas eleições, a Nova Democracia e o Pasok, afigura-se tão grotesco como pôr pirómanos a apagar incêndios. Porque foram eles os grandes responsáveis pelo estado a que o país chegou, já que se alternaram no poder por dezenas de anos. Por acção, omissão,cumplicidade e incompetência, foram eles que institucionalizaram a corrupção, a ausência de reformas estruturais atempadas, a completa vigarice nas contas apresentadas a Bruxelas, o mais relaxado deixa andar no abandono da agricultura e pescas, a estúpida indiferença face ao declínio industrial. Desgraçaram o povo e encheram os bolsos aos bancos, aos milionários armadores, aos especuladores desenfreados. Puseram a Grécia de joelhos, à beira da bancarrota e da perda de soberania, quando celebraram contratos ruinosos na compra de submarinos, navios e material de guerra com que a Alemanha os seduziu. Insulto sem perdão a um povo que pagou a invasão do seu território pelas tropas nazis, durante a Segunda Guerra, por um inenarrável preço de sangue e escravidão. Perfeitos traidores. [Read more…]

O pesadelo de Angela Merkel

Mario Ballomonti

via Rui Rocha

É hoje

Suicídios

Um farmacêutico grego de 77 anos deu um tiro na cabeça: preferiu morrer a ter de procurar comida no lixo.

No mês passado, um homem de 60 anos e a mãe atiraram-se da janela de um sexto andar em Atenas. Não conseguiam sobreviver com os 340 euros da reforma dela, única fonte de rendimento.

Estes são apenas dois casos…

O que estão os Governos a fazer na prevenção destas situações? Não se protegem os idosos. Não se pensa nas crianças. Eles não constam dos discursos políticos. Estes casos não os preocupam. Nunca ouvi nenhum político referir-se a este problema nem a lamentar-se, sequer («coisa pouca, irrelevante, não é motivo para alarme», pensam logo dizem). É preciso agir, urgentemente!!

Foi na Grécia, mas em Portugal a crise económica também já está a fazer das suas, pela calada, em silêncio. Nem imaginamos o que por aí anda e bem perto…

Há gente a sofrer porque não tem dinheiro nem emprego, ano após ano. Os problemas aumentam na casa dos gregos e dos portugueses. Há famílias ameaçadas. O divórcio também é uma consequência da crise, para além do suicídio.

Isto é que é importante resolver, assim como ajudar, educar, preparar as pessoas para enfrentar problemas desta natureza. Há tantos cursos e cursinhos e acções de formação que só servem para encher pneus. Ninguém está preparado para o pior. Ninguém nos ensinou e continuamos a não estar capazes nem a preparar para a vida, enquanto pais e professores.

Somos todos gregos

Começou o Verão de 2012

Há fortes suspeitas de estarmos perante um mero aperitivo. Isto, somado ao que aconteceu ontem no Ministério da Justiça, promete.

Uma boa Troika

Troika também foi um grupo de música, canadiano, dos anos 60, formado por Robert Edwards , Michael Richards and Ron Lukawitski.

E por sinal bem interessante, na secção dos que gravaram um álbum e desapareceram do mapa. A história do grupo pode ser lida na sua página, e musicalmente destaco a faixa que dá nome ao LP filho único, Early Morning (pode descarregar o mp3, ripado de um vinil).

É também possível escutar no youtube uma compilação, que fica depois do corte, e visitar a página no Myspace, onde dois dos músicos provam que ainda mexem.

Compilação: [Read more…]

Outro licenciado ao Domingo?

A questão não é saber se é ou não licenciado. Isso tem interesse zero. A cortina de silêncio em torno da “coisa” é que complica tudo.

E até pela Blogosfera o silêncio mata! Miguel Relvas é ou não licenciado?

O Mirante diz que sim e o site do parlamento também. No site do Governo nada dizem…

No tugaleaks a pergunta é feita e colocada no ponto certo – será que alguém está a esconder alguma coisa? Será que há alguma coisa para esconder?

Vamos continuar atentos…

Encontrado

Coimbra Destinies

Viagem ao mundo dos ciganos de Coimbra, guiada pelo meu amigo Bruno Gonçalves, cigano e mediador.

Veja na página do Mundi Romani

Realizado por Kata Barsony
Legendado em inglês, mas o português ouve-se perfeitamente.

via Rui Curado Silva

Construindo um Império: Roma


Um documentário falado em português que aborda alguns dos aspectos ligados à história de Roma. Ideal para começar esta matéria.
Da série Filmes completos para o 7.º ano de História
Tema 1 do Programa: Das sociedades recolectoras às primeiras civilizações
Unidade 2.2. – O Mundo Romano no apogeu do Império

Na Estação de Bragança


Actual central das camionetas [Read more…]

Era uma vez no Futuro

… Era pelo menos vida. Veio um pelo lado da despesa pública frenética, infrene, sôfrega, amiguista, com as costas quentes por um muro de opinadores cunilínguas-de-pau Adão, Júdice, Rangel, Câncio, e pelos media ingénuo-amistosos, tenros-manteiga, macios-mama, com as costas quentes também pela Fast-Fooda-se-Procuradoria, que fecha os olhos às desmesuras da prole PS. Tudo ajudou no grande e indescritível assalto ao Erário Português e à respectiva festança rija, privativa, de furtar, estragar, desviar recursos, mas sempre risonha e sem castigo.

Veio o outro pelo lado do corte. O corte a esmo, a torto e a direito. Corte à canzana. Corte no osso. Corte na pele. Corte na carne. Corte além da Tareia-Troyka e corte aquém da Troyka-Tintas, corte sem alma. Passos Corta. Passos Castra. Passos Tolhe.

Antes de um absoluto cretino e de outro líbero-armadilhado taliban… era vida, pelo menos.

Sais de frutos para 6 milhões de adeptos

Pedro Proença apita final do Euro. Uma final 100% latina, e porca.

Vandana Shiva

Passou há pouco, na RTP2,  um maravilho documentário com um monólogo de Vandana Shiva. São pessoas assim que às vezes me levam a acreditar na humanidade.

Abordou
– a apropriação de sementes pelas grandes cooporações,
– a impossibilidade do modelo de crescimento ocidental,
– a necessidade de a humanidade se assumir como parte integrante do planeta.