Há pais que não dão comida aos filhos só porque não têm dinheiro

Sacanas dos pobres, gente de má vontade.

Comments


  1. A Isabel Xoné, uma mulher que ganha bem para comer bifes todos os dias, é bem capaz de alegar mais uma vez que as suas palavras foram “descontextualizadas” e, por isso, mal interpretada.

  2. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Deixem a Jonet em paz que fez mais do quie qualquer dos comentadores do aventar que só sabem dizer mal de tudo e todod excepto do que está mal – pois que mais nada sabem revelando também que a sua universidade foi curta na universalidade dos saberes que lhes incutiu – há tantas bov«cas por aqui – cultura é outra coisa
    e este pa´+is não tem cultura – não é por se escreverem livros e ter prémios que se é culto

    • cristina says:

      Deixo-lhe aqui as contas que alguém se deu ao trabalho de fazer. É que condenar à fome um povo com políticas criminosas, das quais a senhora xoné é partidária, e depois brincar à caridade com LUCRO para todos os intervenientes responsáveis pela fome é não só imoral como repugnante… Ora leia, por favor, e pense para lá do lugar-comum:

      Decorreu á pouco tempo uma acção, louvável, do programa da luta contra a FOME mas….façam o vosso juízo!
      – A recolha em hipermercados, segundo os telejornais, foi cerca de 2.644 toneladas! Ou seja 2.644.000 Kilos.
      – Se cada pessoa adquiriu no hipermercado 1 produto para doar e se esse produto custou, digamos, 0.50 € (cinquenta cêntimos), repare que:2.644.000 kg x 0,50 € dá 1.322.000,00 € (1 milhão, trezentos e vinte e dois mil euros), total pago nas caixas dos hipermercados.

      Quanto ganharam???:
      – o Estado: 304.000,00 € (23% iva)
      – o Hipermercado: 396.600,00 € (margem de lucro de cerca de 30%).
      – Nunca tinha reparado, tal como eu, quem mais engorda com estas campanhas…
      – Devo dizer que não deixo de louvar a acção da recolha e o meu respeito pelos milhares de voluntários.
      MAIS….
      É triste, mas é bom saber…
      – Porque é que os madeirenses receberam 2 milhões de euros da solidariedade nacional, quando o que foi doado eram 2 milhões e 880 mil?
      Querem saber para onde foi esta “pequena” parcela de 880.000,00 €?
      – A campanha a favor das vítimas do temporal na Madeira através de chamadas telefónicas é um insulto à boa-fé da gente generosa e um assalto à mão-armada.
      – Pelas televisões a promoção reza assim: Preço da chamada 0,60 € + IVA. São 0,72 € no total.
      O que por má-fé não se diz é que o donativo que deverá chegar (?) ao beneficiário madeirense é de apenas 0,50 €.
      – Assim oferecemos 0,50 € a quem carece, mas cobram-nos 0,72 €, mais 0,22 € ou seja 30%.
      Quem ficou com esta diferença?
      1º – a PT com 0,10 € (17%) isto é a diferença dos 50 para os 60.
      2º – o Estado com 0,12 € (20%) referente ao IVA sobre 0,60 €.
      Numa campanha de solidariedade, a aplicação de uma margem de lucro pela PT e da incidência do IVA pelo Estado são o retrato da baixa moral a que tudo isto chegou.
      – A RTP anunciou com imensa satisfação que o montante doado atingiu os 2.000.000,00 €.
      – Esqueceu-se de dizer que os generosos pagaram mais 44%, ou seja, mais 880.000,00 € divididos entre a PT (400.000,00 € para a ajuda dos salários dos administradores) e o Estado (480.000,00 € para auxílio do reequilíbrio das contas públicas e aos trafulhas que por lá andam).
      A PT cobra comissão de quase 20% num acto de solidariedade!!!
      O Estado faz incidir IVA sobre um produto da mais pura generosidade!!!

  3. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Não há nada mais trsite do que uma crinça que passa fome – é o maior dos pecados ecológicos – uma criança mal alimentada sobretudo nas 1ªs idades ficará marcada física e intelectual e psiquicamente para toda a vida sendo que o mais grave é o que sucede aotá aos seus 4 anos o que não justifica aguentar fome para resto da vida – mas os 4 anos são a barreira mais importante de todo o desenvolvimento da criança – em que consome mais de 40% das suas capacidades mas em que também, desenvolve o max das suas capacidades – é o lastro da vida que irá ter de se poder desenvolver ou definhar para sempre

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.