Mistério: Quem é Artur Baptista da Silva?

Alguém com esse nome (será verdadeiro?) deu uma longa entrevista a Paulo Tavares da TSF na qualidade de coordenador de um programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.  E antes disso ao jornal Expresso e ao programa Expresso da Meia-Noite, na SIC-N.

A TSF  já veio esclarecer que “perante dúvidas surgidas ao início da tarde de hoje sobre a idoneidade de Artur Baptista da Silva“, vai retirar do site da estação o ficheiro áudio contendo a entrevista com o suposto economista supostamente ao serviço da ONU. Contactámos o jornalista da TSF, que informou estar a aguardar um desmentido oficial por parte das Nações Unidas (por que não veio antes?…). Certo é que o entrevistado, que tem um currículo que também ele suscita muitas dúvidas, tem também um discurso que, duma assentada, gerou muitos esclarecimentos relativamente à devastação dos países sob assistência financeira internacional.

Comments


  1. E o Ervas?? Ninguém o desmascara?

  2. Sarah Adamopoulos says:

    • Decerto, a única forma que conseguiu encontrar para fazer passar a mensagem através dos Meios de Merda Social…
      De outra forma, nunca lá poria os pés!

  3. Adriano Capri says:

    Relvas, põe-te a pau! O próximo és tu…

  4. Ademar Oliveira says:

    A Milton College que é citada como sendo a escola onde esse professor professa por acaso fechou em 1983.

  5. nightwishpt says:

    E ainda acham estranho que andem a perder leitores/ouvintes/telespectadores.

  6. maria celeste ramos says:

    final “relvas” não é só uma

  7. Francisco Nunes says:

    Não me admira nada que este sujeito seja um aldrabão, como aliás existem por aí muitos nos orgãos de informação a vender-nos opiniões. O que admira, é os orgãos de informação darem-lhes a palavra, só pode ser porque o discurso que ele debitava era um discurso com que eles concordavam…

Trackbacks


  1. […] Artur Baptista da Silva pode ser quem não é. Isso não muda uma linha do que disse e não vejo desmentido em lado nenhum. É uma ironia suprema que para alguém ter tempo de antena  dizendo a verdade sobre a crise tem de se fazer passar por detentor de um cargo na ONU que não existe. […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.