Uma puta é uma puta mas é uma puta

Vender o corpo incluindo o uso sexual do mesmo chama-se prostituição. Trabalhadora sexual, diz-se agora.
No meu dicionário, é assim.
bois
Puta é outra coisa. Ao contrário de uma prostituta, que vende o que lhe resta ou porque não a deixam vender menos ou porque lhe apetece, as putas, e os cabrões, concorrem a sufrágios, até os vencem, chegam ao poder e deixam morrer pessoas por falta de assistência médica em hospitais arruinados para abrir o mercado ao livre empreendedorismo das companhias de seguros.
Faz uma certa diferença.
E já agora: os cabrões também não são necessariamente homens traídos,  mas são sempre filhos da puta.
É o dicionário que uso, tal e qual como se fala na minha rua, bem perto de um largo onde trabalham prostitutas. Fica esta nota semântica a propósito de dúvidas geradas por causa de uma frase onde incluí a puta da Maggie, e posso acrescentar cabrões como o Ronaldo, o George e o Augusto, aquele amigo da puta Thatcher de apelido Pinochet.

Pintura: Bois de Ole Ahberg

Comments

  1. António Gomes says:

    Exactamente. Devem chamar-se os bois pelos nomes.

  2. e vais chamar puta a este boi porquê? says:

    Parece mal insultares no commentar o commentado
    são putas políticas vendem-se por i i de ais

  3. maria celeste ramos says:

    A lingua portuguesa é das mais belas do mundo e não lhes falta nenhuma palavra para dizer não importa o que se queira – não sei quantos vocábulos tem – talvez 40 mil – mas não falta nenhum e até consta que os ingleses lamentam não terem um termo equivalente a “saudade” e também ao “desenrascar”
    Estou a ver no Porto Canal um lindíssimo Presérpio de Santa Maria da Feira – monumental – é o MAIOR presérpio do Mundo – tem mais de 7 mil peças artesanais e mais de 2 mil m2 de esp+aço de implantação – até franceses e espanhõis vêm visitá-lo – 50 mil visitas já tiveram só este mês – a criatividade portuguesa não tem limites

  4. Jorge Fontana says:

    Você afinal que ídolos tem? Só santinhos? É apostolo do Santo Agostinho? Isto é sequer um blogue? Ou é mais um aterro de aziados?

  5. Jorge Fontana says:

    Diga-me você. Ou é apenas mais um mal-educadozito que gosta de escrever coisas porque mais ninguém lhe dá tempo de antena? Deixe de ser paspalho. Se é insultado é porque tem o tratamento que merece. Tratamento de cão molhado e sujo. Que, convenientemente, rima com sabujo. Veja lá que lhe encontrei mais duas ou três palavritas para usar nos seus próximos “posts”.


    • Escusa de agradecer o tempo de antena que acabo de lhe dar. Foi dado de boa vontade, com o frio que está cada um enfia os barretes que merece.

      • Jorge Fontana says:

        A hipocrisia também tem pernas curtas. Não se preocupe que o seu dia virá. Só não terá blogues a falar sobre si, porque a mediocridade não permite tanto. Mas está bem no país em que está. Um Relvitas de esquerda…

Trackbacks


  1. […] é por  vir a frase a um cabrão* que deixa de ser verdade, não consta que nesta cordilheira de filhosdaputa esteja a pertença do manejo dos fuzis; e como os vi pelo menos semi-derrotados no Chile, na […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.