Quando a realidade supera as minhas piores fantasias

PASSOS-COELHO-LC-1
Ontem comparei Passos Coelho a Salazar. E depois  fotografaram isto.

Fotografia Luís Carregã / As Beiras

Comments

  1. Pedro Marques says:

    Salazar era a versão Portuguesa do Hitler, invadiu Angola e outros países Africanos e matou à fome e à pobreza muita gente. Este está a fazer o mesmo através da fome e da miséria, quiçá pior aí nesses pontos. Ainda não chegou à parte da tortura, mas as prisões já começaram, e a censura também já anda aí.

  2. Paulo says:

    O tipo anda a ler romances sobre o Salazar em vez de fazer contas? É isso que lhe tira o sono???


  3. Este país está cheio de ignorantes… infelizmente…

  4. Hugo says:

    Que post ridículo. Depois querem ser levados a sério… Enfim…

  5. Azevedo says:

    Eu dizia que ele era um Salazarista mas eu nunca pensava ver um livro do salazar de baixo do banco do carro.Agora n digo que fui o Salazar que pós o livro,agr eu digo eu sou o melhor analista do mundo so que eu nao como na mesma panela.Viva o secundo salazar

  6. Tito Livio Santos Mota says:

    foi assim : o homem achou bonito o nome na capa “Salazar” porque é pessoa de quem se inspira continuamente.
    E depois aquilo não é para ler, quanto mais para mandar ler a um assessor qualquer. Aquilo é para pôr na estante da sala.
    Lombadas com “Salazar” ficam muito bem nas estantes quando vem alguma Jonet tomar chá com a Laura.

  7. Isabel Pereira says:

    Caro Joao Jose Cardoso que observação limitada. Embora não seja na minha opinião o melhor livro sobre Salazar acho óptimo e confesso que até me surpreende que o Passo Coelho leia. Mais, acho que o que falta a muitos de nós neste momento é não termos lido o suficiente sobre esta época da nossa história, talvez estivéssemos mais atentos ao que se está a passar.

    • portugal says:

      devíamos informar-nos melhor sobre essa época, nesse ponto dou-lhe razão…
      haveria muito menos saudosismo salazarento!

  8. Demetru says:

    Tantos anos passados após a morte de Salazar ,ainda continua a ser o bombo da festa em que o País caiu,quando afinal ao fim de 40 anos de democracia era tempo suficiente de estarmos ao nivel europeu e deixar de falar do ditador que morreu, mas que nada roubou ao país,excepto a liberdade.Agora vivemos numa ditadura democrática.

    • Demetru says:

      Todos os pelintras que foram para a politica,estão ricos e com pensões elevadissimas,para além dos dinheiros ganhos com a corrupção e postos fora do País.

    • portugal says:

      se ao fim de quarenta anos etc. e tal…
      BASTA DE BURRICE, PORRA !
      Com Salazar Portugal passou de 8° lugar na Europa para último.
      Em 30 anos conseguimos acabar com o analfabetismo, criar uma classe média, um SNS, ensino obrigatório público e gratuito até aos 18 anos, competir no mercado europeu e mundial e descolonizar após a mais longa guerra colonial de sempre.
      temos apenas 10 milhões de habitantes, escassos recursos naturais e partimos do zero em matéria de tecnologia e com um parque industrial do século XIX, mão de obra sem qualificação e até trabalho doméstico na maioria das empresas de calçado e texteis.
      O “bum” de caetano consistiu apenas na entrada de capital estrangeiro para fábricas de montagens e acessórios que se piraram logo que os trabalhadores portugueses obtiveram direitos de trabalho e liberdade sindical.
      Salazar provocou pelas suas “excelentes medidas” 15 anos de recessão económica seguidas de mais 5 de marasmo que durou até 1969.
      O tal ouro amealhado foi graças à economia de guerra de 39 a 45 e pela exploração da mão-de-obra negra nas minas da áfrica do Sul. E para quê esse ouro se estagnamos económicamente e o povo vivia na miséria mais extrema?
      A Espanha não amealhou ouro nenhum, mas desenvolveu-se, mesmo se para benefício da família Franco e dos acólitos da actual Casa Real.
      Mas, enfim, industrializou-se, enquanto que nós regredimos um século.

      Mas tudo isto é sabido e os Demetru todos por junto sabem isso muito bem.
      Convem-lhes fazer de conta.


  9. O que é espantoso, nestes comentários em geral e tirando a peta do costume de que o gatuno só roubou a liberdade, é que em parte alguma fiz qualquer juízo de valor sobre as leituras do homem. Apenas constatei a coincidência: comparei-o a Salazar por ter vindo clandestinamente a Coimbra, e é fotografado em cima de uma obra sobre Salazar.
    É simbólico? é, mas nem foi a isso que achei piada.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.