Freitas com o povo

“O relatório do FMI é um documento ideológico. (…) Por que não cortam nos 40% do Estado dos boys&grils dos partidos? (…) O exercício do poder político muitas vezes cai na injustiça e na ofensa aos direitos adquiridos” Diogo Freitas do Amaral à TVI

Comments

  1. Anabanana says:

    Isto dito por quem recebe uma reforma vitalícia jeitosa e ainda 300 euritos de cada vez que vai a uma reúnião do Conselho Geral de Fundação Cidade de Guimarães (até 2015!) tem MESMO muita seriedade e credibilidade. Hipocrisia e demagogia faz bem à malta, estou a ver…

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.