Viva o medronho algarvio

Uns músicos irlandeses vieram a Portugal e dedicaram uma canção ao medronho algarvio depois de um processo de investigação e criação artística que se imagina ter oscilado entre grandes alegrias e notáveis ressacas. Mas aquilo que eles aqui cantam não é o esterilizado medronho tecno-espacial da ASAE, ou não fossem eles irlandeses e não soubessem o que é produzir bebida destilada segundo métodos tradicionais e populares.

Este é o medronho que o povo inventou e faz desde tempos ancestrais em alambiques caseiros,  segundo métodos próximos da perfeição técnica. Este é que é o verdadeiro medronho algarvio, o que alcança patamares de qualidade sublimes, mas que hoje em dia é ilegal produzir, possuir e consumir sem que se cumpra um número absurdo de regras que o descaracterizam e afastam da sua matriz democrática e celebrativa.

À vossa.

Comments

  1. Carla Romualdo says:

    a ressaca é uma cena que não assiste aos irlandeses

  2. Amadeu says:

    Ai se o ministro do pastel de nata vê isto …

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.