Swap ou a Inversão da Culpa

Os swaps socratinos constituirão um caso de estudo político-mediático de inversão de culpa a analisar nas academias. Feitos na quase totalidade pelos Governos Sócrates (embora o instrumento já fosse usado desde 2003), para empolar receita no curto prazo e esconder dívidas das grandes empresas públicas e ainda com a probabilidade de ganhos de especulação na taxa de juro, uma variante dos swaps cambiais gregos feitos anos antes com o mesmo propósito «Eurostat friendly», a culpa da perda dos três mil milhões de euros acaba por recair toda sobre o Governo PSD-CDS que não fez nenhum!… E mesmo que a demora na resolução do caso, pelos motivos que já aqui dissequei, tivesse custado a diferença para os 1.646 milhões de euros que o socratismo tinha deixado, ainda assim, nem essa fatia lhes é assacada.

ABC

Comments

  1. nightwishpt says:

    Pois não, não fizeram nenhum como levar os contractos a tribunal.
    E continuam a mentir.


  2. É bonito mas além de o actual governo PSD/CDS não ter feito nenhum contrato swap parece que elementos e ex-elementos do actual governo PSD/CDS terão feito contratos swap antes de pertencerem ao actual governo PSD/CDS.
    “E a mensagem justa também não passa porque os meios de massas estão controlados pelos socialistas socratinos e a direita não ousa criar meios próprios de difusão das suas ideias cristãs e ideologicamente moderadas.” não quero o vaticano no parlamento do meu país, teocracias e governos com ideias cristãs há muitos por neste nosso pequeno ponto azul e não os faz mais moderados nem mais livres que estes que temos tido.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.