Tenha vergonha senhor Ministro!

MADUROResposta a Poiares Maduro

O que constitui um “verdadeiro atentado à própria Democracia”, caro Ministro, é ver pessoas da sua craveira intelectual e académica, repetir mentiras infantis e ensaiar manobras de diversão como aquelas em que o Governo a que pertence é fértil em forjar.

As mentiras e “ecrãs de fumo” que vêm repetindo têm dois defeitos: o primeiro é, logicamente, serem mentiras e fantasias; o segundo é serem incompetentes e, como tal, insultarem a inteligência de todos nós.

Tenha vergonha senhor Ministro!

 

Versão integral aqui

Pelo fim da subvenção

Pode ser demagógico, mas este é o momento do Governo mostrar que os tem no sítio. Querem cortar 10% nas reformas? Sugiro uma alternativa.

Quem foi político durante x anos tem hoje direito a uma pensão apenas por isso. Além da pensão de político têm ainda direito à pensão que resulte da sua actividade profissional normal.

Pois bem, com efeitos retroactivos, o governo corte a todos essa pensão, limitando a uma o número de pensões que cada um pode ter. Ajuste-se a pensão civil com um factor qualquer de ponderação mas é urgente que a classe política possa ser um exemplo.

Laranjinhas, será agora que os têm?

30 por turma é um crime

O Paulo chama a atenção para a singularidade do momento – Nuno Crato, Paulo Portas, Cavaco e Passos Coelho têm em mãos uma missão que passa por entregar a Escola Pública nas mãos do mercado.

O cheque ensino parece permitir aos pais a escolha da escola dos filhos, mas vai, na realidade, permitir a cada escola a escolha dos seus alunos e será, por isso, um instrumento muito interessante para dar uma mão ao ensino privado que está com a corda no pescoço.

É uma medida que mostra a marca ideológica desta gente, que, ao mesmo tempo que dá a mão ao privado, procura destruir a Escola Pública. Nos últimos anos trataram de diminuir a Escola Pública, retirando horas lectivas e apoio aos alunos. Hoje, dois anos depois, a Escola Pública está pior porque tem menos ferramentas para ajudar os alunos com mais dificuldades.

Dois anos depois, em pleno mês de Agosto, Crato volta à carga com mais um prego no caixão da Escola Pública. Continua a fazer crescer o número de alunos por turma o que, além do desemprego docente, vem prejudicar a qualidade da escola. [Read more…]

Isto é mesmo um filme

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas é um dos actores neste filme promocional do tão-apreciado Licor Beirão. Ora, se é este  “o licor de Portugal” (como o Governo, agora vem assim nos documentos oficiais), faz todo o sentido que um governante se associe a causas como esta.

Depois disto, se fosse eu à Martini convidava o Lomba para um vídeo-clip. A Sagres podia desafiar o Passos para uma campanha na Manta Rota. E o Portas ficava bem num anúncio da Quebramar.

 

Está encontrado o responsável pela derrota na Supertaça

Chama-se Artur Soares Dias.

Dicionário do Governo (2)

Bissemanaladj. que se faz ou sucede menos do que duas vezes por semana.

Dicionário do Governo (1)

Irrevogáveladj. que é revogável; que se pode anular; o contrário de definitivo.

Para o melhor clube, a melhor plataforma

O Bitri mudou para o WordPress.

Postalinho de Barcelos (9)

postal_barcelos

A subvenção vitalícia dos políticos

vitalicio
Ficámos ontem a saber que as subvenções vitalícias dos políticos vão escapar aos cortes já decididos para os pensionistas. Passos Coelho, já o sabemos, está muito grato a quem o colocou no lugar de primeiro-ministro e nunca tomaria uma medida dessas contra os seus amigos.
Numa altura em que, neste blogue e em muitos outros, José Sócrates é acusado de ser o culpado de tudo que aconteceu e acontece neste país, desde 2005 até hoje, convém não esquecer que foi o seu Governo, pecisamente em 2005, que acabou com esta pouca-vergonha que resistiu durante 20 anos.
Mas se todos sabem como acabou, é bom relembrar a forma como tudo começou.
Uma primeira proposta de aumento dos deputados, que passariam a ganhar tanto como os Secretários de Estado, fora vetada pelo Presidente da República, Ramalho Eanes, nos tempos da AD. Nessa altura, PSD e CDS tinham tentado aumentos ainda maiores do que aqueles que se vieram a verificar.
Mas o «arco da governabilidade» não desistiu e voltou à carga. Em 27 de Outubro de 1984, era primeiro-ministro Mário Soares e vice primeiro-ministro um tal de Rui Machete, dava entrada na Assembleia da República a proposta de lei n.º 88/III, da iniciativa do Governo, que regulava o estatuto remuneratório dos titulares de cargos públicos.
O debate da proposta começou no dia 6 de Dezembro de 1984. O PCP foi o primeiro Partido a intervir.   [Read more…]

Sorteio da Liga Europa

Qual é o adversário do Sporting?

Yes, we can

Há coisas desagradáveis que não se tornam melhores se executadas por um detentor de um prémio Nobel. Mesmo que seja o da paz. Yes, we can, disse Obama,  e puderam mesmo. Com o levantar do véu daquilo que é um real Big Brother orwelliano, confirmando suspeitas que antes eram classificadas como teoria da conspiração,  a NSA e o governo americano estão numa autêntica perseguição a tudo por onde Snowden tenha passado.
[Read more…]

Swapa-me muito

O João Paulo chama a atenção para uma notícia da Visão. Inteligentemente, aproveita para chamar candidato do PSD ao Guilherme Aguiar. Ignorando olimpicamente que o dito além de já não ser militante do PSD é candidato independente. Ou seja, o vereador de Matosinhos eleito pelo PSD em 2009 e que se coligou, à grande, com o PS local e que agora quer regressar a Gaia (dizem as más línguas que será para repetir o feito de Matosinhos) está, segundo a Visão, envolvido em mais um caso swap.

A notícia da Visão é todo um tratado. Perante os factos, o que disse o independente? Começou por desmentir ter, enquanto presidente da Gaianima, feito um contrato desses: “lembrando-se apenas de contratos de leasing”. Desculpe, disse? Mais tarde, já se recordou e o que disse? Que o contrato já tinha sido liquidado sem prejuízo. A sério? Afinal o contrato deu um prejuízo de 370 mil euros…

O João termina a sua prosa acreditando que, citando, “felizmente isso não vai acontecer”. O isso era Gaia ser governada pelo candidato independente e o link era para uma sondagem antiga. Porém, se ele “linkar” para a sondagem mais recente (da mesma empresa e jornal) vai reparar que, graças aos silêncios do seu PS, o homem até que nem está mal colocado. Pois é, João.

O que vale é que o dia seguinte ainda me vai dar uma grande alegria e uma tremenda dor de cabeça ao independente. No fundo, no fundo João, a procissão ainda vai no adro…