Take it for granted!

all-seeing-eye

Ligação à internet? Naaaaaaaa! Isso é para piratas comuns. O grande irmão não precisa dela para vasculhar a tua vida. Como não poderia deixar de ser, tudo em nome da segurança e da luta anti-terrorismo!

Mas não nos deixemos alarmar: os cowboys da NSA garantem que esta tecnologia não é utilizada em computadores de cidadãos ditos “comuns”. A menos que, claro, tal garantia se enquadre na mesma categoria de garantias que davam como garantido a existência de armas de destruição maciça no Iraque. Não deve ser por ai. Estes gajos “olham” por nós. I take that for granted!

God bless America? Yeah right…

Comments


  1. AI, é tudo muito ‘subtil’ (ler, arbitrário). Se na memória do telefone estiver o no. de um amigo que tem um amigo que tem um amigo que tem um amigo que tem um amigo (está-se a ver por onde vou) que tem um amigo muçulmano que calha de ter vendido um pacote de pastilhas elásticas a um tipo associado com outro que está numa qualquer lista de vigilância… (e os telefones também já vêm armadilhados com um chipzinho do género) ’tás escutado.

    Se o geo-localizador do teu iPhone do último modelo calhar de te mostrar no meio de Trafalgar Square a tirar fotos aos pombos, a três metros de um caramelo que goste de ir ao mesmo nightclub que um outro que tenha sido interrogado ao abrigo das leis anti-terrorismo… ’tás escutado.

    Se tens opiniões políticas alto e bom som no ‘face’…? ’tás escutado e analisado.

    E soma e segue. E já não falo de haver câmaras de CCTV em todas, mas mesmo todas as ruas (menos onde há vazamentos de lixo ilegais, aí nunca há), autoestradas, centros comerciais, transportes públicos. O centro de controlo na Inglaterra faz inveja aos dos filmes sci-fi distópicos. ‘Tamos todos, todinhos, num computador algures.

    “Conspiracy theorists”,,,? Antes fôssemos.


    • Antes fôssemos. Mesmo… mas apesar das evidências ainda há muito quem ache que é tudo sci-fi. Não se passa nada, está tudo bem 😉


      • Tenho algures uma colecção de links engraçada – aliás, não são difíceis de encontrar na internet, se se souber onde… Assim que os achar no caos que é a recuperação do meu disco duro, quer que lhos mande? E que acha dos novos Trans-Pacífico e Trans-Atlantico…? Os estados subjugados as corporações… “Rollerball” vem-me a ideia, não sei porquê… 😉 (e viva la vida loca!)

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.