Sobre o manifesto que Passos não leu e sobre a sua reacção típica de pensamento único e de falar ser anti-patriótico, que a ditadura dos mercados poderá retaliar

Bagão Felix, um perigoso comunista, agora na Antena 1, citando entidades europeias: com uma dívida pública superior a 120% do PIB, será preciso, ao ano, reservar 7% da riqueza nacional para os encargos da dívida e respectiva amortização exigida pelos tratados  europeus que assinámos.

Comments

  1. JgMenos says:

    Entre raivosos e oportunistas políticos não vejo ingénuos que não saibam que é à choldra política que serve levantar esta questão neste momento.
    Sabem que a dívida vem sendo sistemáticamente reestruturada e vêm alegar que não fala de não cumprimento quando não pensam em mais nada.
    As alternativas não lhes convêm porque definem um mundo em que os treteiros têm poucas oportunidades..

    • j. manuel cordeiro says:

      É isso. Cambada de raivosos oportunistas que ousam manifestar opinião. Onde é que julgam que estão? Numa democracia? Essa agora!

    • Caralhota says:

      Este país não é para ser pensado. Obedeçam e calem-se, cambada. Foda-se. Deixem-me ganhar uns cobres com a especulação com a dívida portuguesa.

    • Nightwish says:

      Pois, e o crescimento económico para pagar a dívida, para quando é?
      E quando é q a UE sai da estagnação, que já dura à mais tempo do que durou a crise de há um século?

    • Jose Marouco says:

      Nos somos felizes porque temos um manino como 1ministroque nunca fez nada passou a vida no partido como empregado da politica como a maioria e hoje e um sabão que sabe tudo ou será que sabe porque lhe convém pessoalmente?

  2. Caralhota says:

    Passos reporá a porra dos salários, não diz é quando. Não corra e não morra entretanto.

  3. JgMenos says:

    Ó choradinho dos saudosos da mama, será que ela não volta?
    Vai uma reestruturação para que volte mais depressa?
    Toda a gente sabe que a mama aumenta o PIB pela certa; se aumenta a dívida ao mesmo tempo é porque não há solidariedade europeia.
    É só uma opinião, ou isto não é uma democracia?

    • António Duarte says:

      E a mama, deixou de existir para os grandes interesses instalados, os mesmos que tiraram o tapete ao Sócrates quando viram que a austeridade destes aldrabões lhes convinha ainda mais?
      E a dívida, que continuou a aumentar nestes anos todos, apesar da austeridade?
      São só duas perguntas, para ver se a “opinião” bate certo com os factos objectivos verificáveis.

      • JgMenos says:

        Ai o Sócrates!
        Vitimado pelos interesses? Que comovente…
        Uma coisa convém ter em conta: é tão certo haver rendas e juros de remuneração do capital como haver salário para quem trabalha, e quem se sentir incomodado que se trate.
        Há défice, cresce a dívida; Não há crescimento económico, cresce a dívida – qual a dúvida se nem a austeridade nem o crescimento são bastante?

    • Nightwish says:

      E a mama das rendas, quando para de aumentar?


  4. O Bolicoiso já exonerou os dois conselheiros que assinaram o Manifesto.

    • Mário Reis says:

      Convinha não vir para aqui poluir… Palco tem o sujeito que chegue. A questão não é de gerações, mas de ideias e uns tipos que não são nada sem bajular e servir umas supostas elites… A questão é o trela do Ferreira quer ocultar é país e os portugueses que estão a ser roubados como nunca.

    • Nightwish says:

      E a solução do José Gomes Ferreira é criticar toda a gente e deixar as empresas fazer tudo, como se isso alguma vez resolvesse alguma coisa.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.