A memória ainda não é assim tão curta

Depois de terem escolhido ir além da troika, optando por metas mais agressivas do que o acordado, e de terem por estratégia equilibrar as contas públicas através a redução de rendimento dos portugueses, vem o PSD/governo/CDS dizer que discorda da troika.

“Nós respeitamos sempre as
opiniões de todas as instituições. É
sabido que eu tenho há muito
tempo uma divergência latente com
muitas das posições do FMI.
Discordo frontalmente dessa
opinião do FMI sobre o salário
mínimo”, declarou Marco António
Costa à Lusa.

O chefe de missão do FMI Subir Lall
afirmou na segunda-feira ser
“prematuro especular sobre o
aumento do salário mínimo”. Uma
declaração que mereceu resposta
por parte do vice-primeiro-
ministro, Paulo Portas, ao reiterar
a disponibilidade do Governo para
discutir o aumento do salário
mínimo no momento em que o
programa de assistência financeira
está a terminar. [P]

Acredita quem quer que isto não é conversa eleitoral por parte do partido liderado por aquele que declarou estar-se nas tintas para as eleições.

Comments

  1. JgMenos says:

    Como sempre o partido dos trabalhadores levará vantagem sobre o partido dos desempregados e indigentes de longa duração.
    É a manifestação daquela ‘enorme sensibilidade social’ com que Abril nos favoreceu.

    • Nightwish says:

      Pois, quem não tem emprego é porque não quer, pois claro.
      Volte ao covil.

      • JgMenos says:

        Faz-te desentendido e refugia-te na escuridão que te conforta.

        • José Peralta says:

          JgMenos

          Você “faz-se desentendido”, e como, por visível e manifesta incomodidade, lhe é cada vez mais “conveniente” fingir desconhecer aqueles provérbios “pior cego é o que não quer vêr”, “mais depressa se apanha um mentiroso que um côxo”, “a verdade é como o azeite, vem sempre ao de cima”, etc.,vem aqui “tapar o Sol com a peneira”, (espero que “ainda” não tenha sido censurado pelo inenarrável homúnculo cunha lá no blasfémias, – facto, aliás, pouco provável que aconteça ao “distinto orfeão vozes do dono” de que você é uma das “aves canoras” mais proeminentes !), vem aqui, dizia eu, “aconselhar” a outrém, aquilo que a sua visão, obnubilada pela escuridão, tão cómodamente, o conforta…

          E se, “ainda” não estiver “virtualmente” cego, desminta o post de j. manuel cordeiro , “itálico” incluído ! E, já agora, comente a “enorme sensibilidade social” desta gentalha, baseada na mastodôntica mentira com que foram ao pote, e a tragédia de três anos de hecatombe !

          E por fim, diga que, três anos depois, “o País está melhor”…

          (…mas depois, tire os óculos escuros, abandone a bengala, e encare a realidade !).

          José Peralta diz:
          16/04/2014 às 14:13
          Esse puto cagarola e traiçoeiro, (eu refería-me nesta data, ao mota soares !) não passa de mais um espécime excrementário da geração rasca de “boys” políticos a que pertence…

          Quando Freitas do Amaral, o “pai político” dos paulos, motas soares e quejandos, aceitou ser ministro dos Negócios Estrangeiros do PS, o “menino”, num arrobo de raivosa rebeldia “filial” despachou a foto do “paizinho”, da galeria de presidentes do CDS, para a sede do PS !

          Agora, tem o descaramento de dizer que os largos milhares de desempregados que já nem RSI têm, perderam-no porque “não procuraram trabalho”, num País que como se sabe, tem “ofertas de emprego” aos montes ! Nem se “compreende” porque há um milhão de desempregados…

          Uns “calões e relapsos”, é o que são !

          Mas quando é que esta gentalha de desgovernantes leva com a tábua da carroça ?

  2. Gottlieb says:

    Este Marco António Costa temfuturo no pântano da mentira descarada. Ainda chega a ministro.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.