Divisão no PS Gaia

Há mais de um ano atrás houve quem tivesse percebido que a Medalha Municipal que o presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia e líder do PS/Gaia entregou ao vice-presidente do PSD, Marco António Costa, não era um simples gesto bizarro, destituído de significado político. Pelo contrário, era, para quem tivesse os olhos abertos, o sinal de que a estratégia política do Partido Socialista para a terceira maior cidade do país passava pelo “Bloco Central de interesses” e que estávamos perante a reabilitação simbólica daqueles que foram acusados, pela generalidade da “Esquerda”, de levar este país ao chão e de o arrastar por um processo de destruição social sem precedentes.

Parece haver, agora, dentro do PS/Gaia, quem tenha descoberto esse truque, essa verdadeira traição aos valores proclamados pelo Partido Socialista, e se afaste dessa estratégia, criticando os dirigentes concelhios que a impuseram.

Escreve Agostinho Lisboa, um dos mais notáveis militantes socialistas de Vila Nova de Gaia, que recusou participar das listas do PS à próximas Autárquicas, porque:

[Read more…]

Visão das “campanhas sujas” de Gaia

A reportagem da revista Visão publicada há alguns dias sobre as “Campanhas Sujas” da política, todas elas a norte e a principal das quais em Gaia, tem alguns pontos de interesse, apesar de a maior parte da informação publicada já ser conhecida e até já ter sido analisada pelas autoridades judiciais.

Mas há algumas novidades na peça jornalística que importa assinalar.

A primeira novidade é o aparecimento em cena de um grande grupo empresarial chamado Trivalor, dono de empresas como a Gertal, cujo negócio principal é o fornecimento de refeições escolares. Ou como a Strong, que se dedica à Segurança Privada. A Visão diz que a Trivalor terá financiado campanhas eleitorais do PSD e do PS. O que a Visão não diz é que a Gertal fez o maior contrato de todos os que constam do Portal Base com a Câmara de Gaia, num valor superior a 12 milhões de euros, no ano de 2015, já Eduardo Vitor Rodrigues era presidente de Câmara havia cerca de dois anos. Também não diz que a Strong, empresa do mesmo grupo, “ganhou”, no mesmo ano, o concurso para fornecimento de serviços de segurança à autarquia, destronando uma empresa concorrente que prestava esse serviço há vários anos.

[Read more…]

A Laranja mecânica de Gaia

A lista de candidatos do PS à Câmara Municipal de Gaia tem três ex-militantes do PSD nos oito primeiros lugares. O primeiro deles ocupa a quarta posição. Todos eles foram fidelíssimos colaboradores do Dr. Luís Filipe Menezes, ex-presidente da autarquia.

Não queria deixar, nesta ocasião, de endereçar um forte abraço aos (ainda) camaradas do PS Gaia, que há pouco mais de um ano aceitaram com grande coragem a medalha de Mérito Municipal entregue pelo seu querido líder ao Dr. Marco António Costa, vice-presidente do PSD e co-responsável pela “dívida astronómica” do município, que os camaradas tanto criticaram. Talvez agora compreendam melhor esse gesto bizarro.

Saudações socialistas.

V.A.M.

Tu

O aceso debate de ontem, na SIC Notícias, entre João Galamba e Marco António Costa, foi um exemplo do grande fair play que existe no seio do Bloco Central. Na troca de argumentos, cuja validade se estabelecia com clareza se fosse retirado o som ao televisor, lá surgia o fraterno tratamento por “tu”. “Ó Galamba, tu isto” e “Ó Marco, tu aquilo”, numa comovente partilha de fluídos dialécticos entre companheiros de ofício que deixam à porta da consciência aquilo que os divide, valorizando o que, afinal, mais conta: a Amizade em torno da mesa.

[Read more…]

Efemérides

“Líbano (ao Mercador): O amo conhece-o bem e ele conhece bem o amo.
Mercador: Eu entrego-lho na presença do amo.
Líbano: Dá-lho, à minha responsabilidade.”

Plauto, A Comédia dos Burros

 

Acta da Reunião de Câmara de 4 de Julho de 2016 que aprova a posteriori a entrega da Medalha a Marco António Costa, efectuada três dias antes.

 

Faz hoje um ano que a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, liderada pelo socialista Eduardo Vítor Rodrigues, decidiu entregar uma Medalha de Mérito Municipal, grau ouro, ao Dr. Marco António Costa, vice-presidente do PSD. Foi a 4 de Julho de 2016. É curioso constatar que essa decisão foi aprovada pela Câmara três dias depois de a dita medalha ter sido entregue em cerimónia oficial.

 

1 de Julho de 2016. Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, entrega a Medalha de Mérito Municipal ao Dr. Marco António Costa

Tancos, um buraco na rede

A Comissão de Defesa Nacional é a 3ª Comissão Parlamentar Permanente da Assembleia da República e integra 23 membros efectivos e 18 suplentes, dos quais 9 são do PSD, 9 do PS, 2 do BE, 2 do CDS-PP e 1 do PCP.

A Comissão, presidida pelo Dr. Marco António Costa, exerce as suas competências em todas as matérias de Defesa Nacional e das Forças Armadas e dos Assuntos do Mar integrados no âmbito do Ministério da Defesa Nacional, designadamente acompanhando e fiscalizando a actividade do Governo.

[Read more…]

Perplexidades

jornal-sol

O Semanário Sol anuncia na capa da edição que sairá hoje para as bancas o interesse por parte da afamada Uber em contratar um ex-ministro ou secretário de estado para lobista de serviço da empresa. Se não tivesse efectuado a minha habitual e higiénica pesquisa no google por casos análogos e não tivesse encontrado estes dois resultados (aqui na Folha de São Paulo; aqui no Diário Argentino La Nación) seria capaz de acreditar que este redondo título não passaria novamente de mais uma mentira de pinóquio da malta que consta da lista de pagamentos do Álvaro Sobrinho. Eu sei que o Marvin Zeegelaar também consta desse payroll. Paga-se um bocadinho caro mas é o que há. 

A lista de candidatos em Portugal a este tacho é longa eu sei, mas, realmente perplexo fico quando vejo que Marco António Costa não figura no topo dessa mesma lista. O facto de não ter 5 anos de experiência em funções governativas não deve ser, porém, impeditivo de ser chamado pelo menos a uma entrevista para avaliar as suas capacidades. É que MAC já conta com mais de duas décadas de experiência profissional altamente qualificada em lobismo, gangsterianismo, ilegalidades e banditismo político.

Carlos César, eloquência peremptória

O líder do PSD fez mudar a opinião do partido. Não acredito que o tenha feito para contrariar a opinião do ex-vereador da bancarrota da Câmara de Gaia [referindo-se a Marco António Costa, a quem o presidente da Câmara, Eduardo V. Rodrigues, entregou a Medalha de Mérito Municipal].

Marco António Costa avisa: vem aí batota!

O Dr. Marco António Costa exprimiu ontem, na comunicação social, a sua preocupação com a “batota pré-eleitoral” que o governo do Partido Socialista estaria a preparar.
Diz o vice-presidente do PSD que “vai ser o vale tudo”, dando como exemplo o que classifica como um “favorecimento vergonhoso de autarquias socialistas”, numa alusão ao despacho do Secretário de Estado das Autarquias Locais que permite a dez câmaras municipais, nove do PS, financiar obras num valor que se aproxima dos 2,5 milhões de euros.

Marco António Costa avisa que nos devemos preparar “para a famosa parcialidade dos governos de esquerda. Para esta esquerda vale tudo…”
“Preparemo-nos para a batota pré-eleitoral”, avisa Marco António Costa.

Despacho do Presidente da Comissão de Avaliação dos avisos do Dr. Marco António Costa:

  • Medalhe-se.

 

Marco António Costa e o Tosão de Ouro

publico_medalha

O jornal Público dá hoje nota de um comunicado do líder da oposição em Vila Nova de Gaia sobre a Medalha de Mérito Municipal que o presidente da autarquia, Eduardo Vítor Rodrigues, entregou nas comemorações do Dia do Município a Marco António Costa, responsável, nos últimos anos, pela gestão financeira da Câmara de Gaia, uma das mais endividadas do país.

Como era de esperar, o PSD aponta a contradição insanável, e ainda por explicar, do autarca socialista, capitalizando em seu favor esse paradoxo político que foi o de medalhar o “autor” da dívida que tanto se criticou e que serviu de argumento central à campanha das últimas autárquicas,  assim como para a justificação das dificuldades subsequentes na gestão da câmara.

Não é possível ao PS manter o silêncio sobre esta matéria, que já deu origem a saneamentos políticos por delito de opinião, continuando a fazer de conta que nada se passou e tratando os eleitores de Gaia sem o respeito que lhes é devido.

O autarca mais honesto do mundo

O saudoso Dr. Cavaco Silva, ex-presidente da República, achava-se uma pessoa de tal modo honesta, que dizia ser necessário nascer duas vezes para ser tão honesto quanto ele. Conta-se que o Dr. Dias Loureiro vai na sua 324ª reencarnação e que o Dr. Duarte Lima partiu o eixo da Roda da Fortuna em busca da probidade, estando os anjos do Samsara aguardando por peças mecânicas em titânio que hão-de vir da constelação de Orion, para que o Dr. Lima possa dar continuidade à sua perpétua produção de avatares. É sabido, também, que o Dr. Cavaco Silva nunca se enganava, mas certamente não conheceu o actual presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vitor Rodrigues, um Autarca que não é uma, nem duas, mas três vezes honesto.

[Read more…]

Mesquita Machado e Marco António Costa: duas medalhas, dois destinos

conjunto

Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga e destacado militante do PSD, produziu críticas muito duras ao anterior executivo da autarquia e ao seu ex-Presidente em particular, o socialista Mesquita Machado. Agora recusa atribuir-lhe a Medalha Municipal “Grau Honra”, sugerida pelos vereadores do PS em reunião do Executivo.

Pode discordar-se da posição de Ricardo Rio, mas não se lhe pode negar coerência política. O Presidente da Câmara de Braga, tem, como é óbvio, o poder de decidir quem condecora ou deixa de condecorar, e dadas as críticas que dirigiu ao seu antecessor, é natural que se recuse agora a atribuir-lhe uma Medalha, sendo coerente com as posições antes assumidas.

[Read more…]

É preciso ajudar Passos Coelho

a acabar o seu mandato de deputado com dignidade.

Marco António recusa Câmara do Porto. Recusará a de Gaia?

Marco António Costa recebe a Medalha de Mérito Municipal, Grau Ouro, do Presidente da Câmara de Gaia

Marco António Costa recebe a Medalha de Mérito Municipal, Grau Ouro, do Presidente da Câmara de Gaia

O certo é que a distância não significa ausência e Marco António mantém ótimas relações com a região, tendo sido vereador e presidente da distrital do Porto. Recentemente, foi condecorado pelo presidente da Câmara Municipal de Gaia, que nem foi eleito pelo PSD, mas sim pelo Partido Socialista. Marco António foi vice-presidente desse município, mantendo também boas relações com Álvaro Castello-Branco, o líder do CDS/Porto. 

(Jornal i)

Uma sugestão para a playlist de Eduardo Vítor Rodrigues

evrmac

Na hora do almoço, enquanto conduzia, dei por mim a ouvir a playlist de Eduardo Vítor Rodrigues, autarca de Vila Nova da Gaia, na TSF. Devo confessar que fiquei bastante surpreso, não pela escolha musical, que até me pareceu bastante agradável, mas pela ausência de uma dedicatória a Marco António Costa, esse grande obreiro da catástrofe financeira na CM da Gaia. [Read more…]

MAC & Rio, juntos para destruir Menezes

macÀ volta da possibilidade dos provincianos virem a ter acesso à cultura, a opinião publicada dos últimos dias tem vindo a mostrar a profunda ignorância de boa parte da nossa elite. Temos, também por isso, muito orgulho no Aventar e na forma como este espaço se tornou uma montra das realidades, tão diversas, do nosso país.

Ao longo dos anos tenho vindo a escrever sobre Vila Nova de Gaia e, nunca o escondi, sempre senti algum incómodo (palavra simpática) pela presença de Marco António na terra que escolhi para educar os meus filhos.

Acompanhei atentamente alguns dos posts que nos últimos tempos foram publicados no Aventar e que, de algum modo, questionaram a decisão municipal de atribuir uma medalha ao antigo vice-presidente da autarquia.

E, queria voltar ao tema porque, imaginem só, tive um sonho. Estranho, mas um sonho. Será que o posso convidar, caro leitor, a acompanhar a descrição do meu sonho?

Imagine que houve, em tempos, um Presidente da Câmara do Porto, de seu nome Rui Rio. Na mesma época, do lado de cá, a autarquia era liderada por Luís Filipe Menezes e Marco António Costa. Todos do PSD. O dicionário não dispunha de muitas palavras capazes de fazer justiça ao sentimento sentido de ambos os lados: ódio? Os laranjinhas Rio e Menezes seriam, nesse sonho, inimigos. [Read more…]

Paulo Vieira da Silva abandona o PSD

© Público

© Público

 

Paulo Vieira da Silva, ex-colaborador do Aventar, gaiense e antigo conselheiro nacional do PSD, ganhou notoriedade quando, em Abril de 2015, fez uma denúncia à Procuradoria Geral da República, acusando Marco António Costa, a quem recentemente o presidente da Câmara Municipal de Gaia atribuiu a Medalha de Mérito Municipal, Grau Ouro, de diversas irregularidades.

Num longo texto publicado ontem no blogue Insónias, Paulo Vieira da Silva explica por que sai do PSD, ao fim de 25 anos de militância, em choque frontal com o seu líder, Pedro Passos Coelho.

Quem não deve não teme

Marco António Costa recebe a Medalha de Mérito Municipal, Grau Ouro, do Presidente da Câmara de Gaia

Gaia, Dia do Município. Marco António Costa recebe a Medalha de Mérito Municipal, Grau Ouro, do Presidente da Câmara, Eduardo Vítor Rodrigues

A seguir a estas palavras, para as quais peço alguma paciência, está uma ligação para um texto escrito pelo Presidente da Câmara Municipal de Gaia e publicado ontem no seu perfil do Facebook. Julgo que quem se der ao trabalho de o ler e tiver ainda o sentido da decência, perceberá por que prefiro não o transcrever aqui.

Fui alertado durante o dia de ontem por várias pessoas ligadas ao Partido Socialista e à Câmara Municipal de Gaia para um texto publicado pelo Professor Doutor Eduardo Vítor Rodrigues e cujo teor, de uma violência inusitada, se dirigia a mim.

Ao deparar-me com o texto, se assim se pode chamar, e após a demorada e atenta leitura das 1931 palavras que o compõem, em nenhuma delas encontrei o meu nome, Bruno Santos. Toda a gente do meio político e municipal percebeu que o texto se dirigia a mim, mas o Professor Doutor Eduardo Vítor Rodrigues foi capaz de montar um ataque pessoal e político do mais violento e ignominioso que tenho visto, sem ter tido a coragem mínima de dar nome ao alvo da sua fúria, sem ter escrito uma única vez o meu nome. 1931 palavras e nem uma única vez aparecem essas duas: Bruno Santos.

[Read more…]

Câmara de Gaia, da propaganda à vitimização 


Foi já há mais de dois anos, em Janeiro de 2014, que a Quinta dos Avós, em Oliveira do Douro, Vila Nova de Gaia, um importante equipamento social para a infância e a terceira idade, foi oficialmente inaugurada pelo Presidente da Câmara, com a presença de altas individualidades, entre as quais se encontravam Agostinho Branquinho, então Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social do governo PSD/CDS, que sucedeu no cargo a Marco António Costa, e até o Nobel da Paz, D. Ximenes Belo, que deu nome à rua onde se situa o edifício. Contudo, apesar de toda a solenidade e pompa da inauguração, que foi notícia em vários órgãos de comunicação social, o equipamento, com valências de lar para 40 idosos e creche para 66 crianças dos 0 aos 3 anos, permanece ainda hoje fechado.
[Read more…]

Censura no Facebook de Marco António Costa

Comentário apagado da página de Marco António Costa

Comentário apagado da página de Marco António Costa

Por duas vezes deixei um comentário num post de Marco António Costa e por duas vezes ele o apagou. A imagem acima é uma cópia desse comentário, quando colocado pela segunda vez. O post em causa é este: [Read more…]

A aposta falhada do presidente da Câmara de Gaia

img_4224

A 6 de Setembro de 2015 estava ao rubro a campanha eleitoral para as eleições legislativas realizadas em Outubro desse ano, eleições essas que viriam a conduzir ao lugar de Primeiro-Ministro o líder do Partido Socialista, António Costa.
[Read more…]

Era uma questão tempo até um oportunista tentar tirar proveito político da desgraça

Marco António Costa a insinuar que os fogos se devem a menos Marco António Costa fez parte de um governo que esteve envolvido num esquema de corrupção quanto aos meios aéreos, em investigação no DIAP de Lisboa e envolvendo Miguel Macedo, ex-ministro da Administração Interna. Agora insinua que os actuais fogos se devem ao um corte no orçamento da Protecção Civil. Quando o título da notícia é claro: “Meios aéreos na Protecção Civil permitem corte de 24 milhões nas despesas do MAI“. E, no próprio artigo citado por Marco António Costa, lê-se que “o corte mais significativo neste ministério ocorre na área da Protecção Civil, que regista uma poupança de 24 milhões de euros, a maior parte dela justificada pelo fim da Empresa dos Meios Aéreos que, pela primeira vez, não aparece no Orçamento do Estado.” Eis o oportunismo desmascarado, já anteriormente ensaiado pelos deputados Carlos Abreu Amorim e Duarte Marques.

[Read more…]

O silêncio do PS Gaia

img_4092-2

Fotografia: Público

img_4093
Algo bizarro se passa com o Partido Socialista de Gaia, que mantém um silêncio sepulcral sobre a atribuição da Medalha Municipal ao Dr. Marco António Costa.
Não tendo os militantes socialistas gaienses o dever estrito da coragem, pois nenhum mortal o tem, hão-de saber que o silêncio, em certas circunstâncias, é um sintoma perigoso da degeneração democrática, quando o medo fala mais alto do que a voz da consciência.

Eduardo Vítor Rodrigues tem medo de Marco António Costa?

mac_condecoração_gaia
Aqui há atrasado, perguntei de que tinha medo Eduardo Vítor Rodrigues, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.
Devia antes ter perguntado de quem tinha medo Eduardo Vítor Rodrigues. A resposta, que ficou subentendida nesse post, pode ser dada com uma outra pergunta: Eduardo Vítor Rodrigues tem medo de Marco António Costa?
E a essa pergunta pode seguir-se outra, mas essa vale um milhão de euros: Por que razão Eduardo Vítor Rodrigues tem medo de Marco António Costa?
Todos temos direito aos nossos medos, claro. Eu, por exemplo, tenho medo de acordar repentinamente dentro de um caixão debaixo da terra e nada poder fazer para sair de lá. Ou de aparecer a boiar num rio para os lados de Valongo, logo eu que nado mal.
Já Eduardo Vítor Rodrigues, vá-se lá saber por quê, se calhar tem medo de Marco António Costa. Não sei se tem, mas pelo menos parece.
Se não tivesse medo, [Read more…]

Demissão na Câmara de Gaia

camara-municipal-de-gaia-1

 

No dia 20 de Dezembro de 2013 fui nomeado Adjunto do gabinete de apoio à Presidência da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia. Não é este o momento nem o lugar para falar sobre o trabalho que tentei desenvolver ao longo dos últimos dois anos e meio, em áreas como a Cultura, as Relações Internacionais, a Educação, o Ambiente, a Comunicação ou a Economia.

Contudo, os últimos dias deste mês quente de Julho foram férteis em acontecimentos de natureza variada. Uns, triviais e mesmo insignificantes, outros, de vigoroso significado político, social e até humano.

Note-se que entre os acontecimentos cuja cronologia a seguir descrevo não estabeleço nenhuma relação de causa e efeito, antes deixando essa tarefa à livre consideração do leitor.

[Read more…]

As “brincadeiras” de Marco António Costa

mac

O Dr. Marco António Costa, Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social do anterior Governo PSD/CDS, publicou no passado dia 10 de Julho, dia da grande final do Europeu de Futebol, no Diário de Notícias, um artigo de opinião no qual lança um ataque violento ao governo do Partido Socialista e ao seu Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Marco António que, no tempo em que foi Secretário de Estado, inundou com dinheiro público os cofres de dezenas de IPSS, ao mesmo tempo que o governo de que fazia parte executava um programa meticuloso de destruição da Escola Pública e do Estado Social, vem, de modo muito pouco elegante, acusar Tiago Brandão Rodrigues de estar a “brincar aos ministros”.

[Read more…]

Algo de siciliano se passa em Vila Nova de Gaia

ppcoelho_menezes_marco130907_1_0

Long story short: Eduardo Vítor Rodrigues, autarca socialista da CM de Gaia, condecorou Marco António Costa com a medalha de mérito profissional da autarquia. Sim, esse mesmo: o Marco António Costa que esteve responsável pelas contas do município entre 2005 e 2011 e que foi um dos grandes obreiros da situação de pré-bancarrota em que a Câmara de Gaia se encontra. O mesmo Marco António Costa cujas aventuras despesistas e opacas não fazem manchetes no Observador ou nos restantes jornais, blogues e perfis falsos ao serviço da direita radical.  [Read more…]

Grandes temas caídos em esquecimento

ppcmac

Não, não vos vos falar dos Panama Papers. Esse, apesar de já pouco se falar sobre ele, ainda vai dando o ar da sua graça, entre misteriosos suspeitos e sacos azuis com políticos e jornalistas corruptos à mistura. Há suspense, intriga e tensão. Só não acontece nada mas também ninguém esperava que acontecesse. Ainda assim uma boa novela. [Read more…]

PJ está em GAIA

Em política o que parece é, embora esta frase nem sempre possa ser classificada como verdadeira. Ou, dito de outro modo, a verdade em política depende das circunstâncias.

É verdade que em Gaia o PCP tentou desde o primeiro dia sugerir ao Presidente Eduardo Vítor uma auditoria às contas do mandato anterior. Mas, é também verdade, que o PC sabia que o Tribunal de Contas estava por cá e, estando por cá o “auditor – mor do reino“, fazia algum sentido contratar uma empresa privada para o fazer?

Para clarificar um bocadinho o boato que vai circulando pelas marginais a sul do Douro, talvez fosse importante dizer que, se calhar, o PCP estava informado que a PJ, com sede na invicta, atravessava a ponte com alguma frequência…

Pergunto outra vez: com o Tribunal de Contas e a PJ no terreno, a auditoria serviria para o quê?

Como se vê, pelas notícias de hoje, há trabalho feito e em curso. Que não reste, disso, qualquer dúvida como o PCP de Gaia sabe.

Não sou jurista e por isso não sei se houve ou não crimes mas que o buraco parece não ter fim

Ao contrário do silêncio. Esse, acabou!

De que tem medo Eduardo Vítor Rodrigues?

Na altura, é provável que me tenha escapado, mas nunca é tarde para denunciar estas coisas. Foi já há mais de meio ano que a investigação do Tribunal de Contas sobre a Câmara de Gaia apontou para uma gestão ruinosa por parte dos autarcas que governaram até 2012, focando a sua censura no vice-presidente Marco António Costa.
Conhecendo o passado de Marco António, nada de espantar. Fantástico, mesmo, é que o actual Presidente da Câmara não tenha enviado de imediato o relatório para a Justiça e que não tenha promovido uma profunda auditoria interna – era o que qualquer pessoa decente faria.
Ao invés, Eduardo Vítor Rodrigues veio defender Marco António Costa com unhas e dentes. Que não, que não havia qualquer ilegalidade, muito menos qualquer crime. Que nada consta no relatório do Tribunal de Contas. Que afinal está tudo bem e nada do que o PS andou a dizer nos últimos anos faz, afinal, sentido.
O problema é que o inenarrável Eduardo Vítor Rodrigues prometera a auditoria em campanha eleitoral. Mas quando o PCP a propôs, chumbou-a. Porque enquanto não houvesse conclusões do Tribunal de Contas, não fazia sentido haver avançar com a auditoria.
Agora já há conclusões. Auditoria é que nem vê-la. Uma auditoriazita a uma empresa municipal, para apanhar a arraia-miúda, para o amigo Marco António é que nada.
Por ter compromissos económico-sentimentais, frequento quase diariamente a zona de Lavadores. E o bom povo da praia, na sua longa sabedoria, não se tem mostrado muito surpreendido. Ontem mesmo, numa conversa que acabou por levar a este post, dizia-me um dos velhotes com quem costumo tomar café: «Sabe, ele andou a comer da mesma gamela durante estes anos todos, como é que agora pode falar?»
Sinceramente, não sei se é verdade. Não conheço a personagem e, a julgar pela idoneidade que tem revelado, também não tenho grande interesse.
O que sei, isso sim, é que há uma pergunta para a qual não encontro resposta: de que tem medo Eduardo Vítor Rodrigues?