Sim, Carolina

Na semana passada a Sílvia Caneco trouxe no i esta arrepiante história daquilo em que nos estamos a tornar, enquanto sociedade. Primeiro revoltei-me, depois angustiei-me, e depois fui tentanto digerir aquilo, enquanto olhava para o meu filho, da idade da Carolina. Só um pouco mais  novo que os rapazes que lhe fizeram aquilo. Apanhei-o à porta da escola e olhei para lá. Vi as raparigas todas a saírem para a rua, tão cheias de graça e de vida. Foi nesse dia que recebi uma mensagem Mãe que Capotou, a perguntar o que poderíamos fazer. Foi também quando a Sónia Morais Santos partilhou a ideia que nascera em modo quadripolar. E foi o que me fez voltar ao Aventar, para vos dizer que é preciso devolver a vida à Carolina e aos pais dela. Depois soube que está tudo a encaminhar-se. Indignem-se, por favor, mas reajam. O mínimo que podemos fazer por nós e pelas nossas Carolinas é isso. Não permitir que voltem a pintar-lhe lagartos na saia.Dúvidas e dádivas podem ir bater ao e-mail quadripolaridades@hotmail.com

Ou de como a blogosfera continua a ser uma âncora, no meio desta tempestade.

 

Comments

  1. luis says:

    Já o padre Américo dizia que não havia rapazes maus, só que alguns eram verdadeiros filhos da p.!
    Não me surpreendo, neste episódio que honra a jornalista que o narra, a existência de verdadeiros f.d.p. de menor idade.
    Cada vez há mais, aparecem debaixo das pedras a fazerem todo o tipo de malfeitorias.
    Gozam de impunidade total pois … são crianças e não sabem o que fazem.
    As vítimas, marcadas para toda a vida, tiveram foi azar de terem tropeçado numa das pedras que os abrigam.

    Mas o ressalta neste episódio foi vermos a indiferença com que a Escola, a Protecção de Menores, e os Tribunais, lidaram e lidam com estas situações.
    Todos pagos com os nossos impostos para prevenir, entre muitas outras coisas, que situações destas não aconteçam.
    Com gente decente a governar este país, as demissões na Escola e na Protecção de Menores deviam ser em cadeia pois foi der facto “omissão de auxílio” aquilo que aconteceu.
    Quanto aos Tribunais, estes são como essas crianças, pois gozam de impunidade total pelos crimes que deixam prescrever e pelo auxilio que são incapazes de dar aos cidadãos.

    Parafraseando o padre Américo não há juízes maus, só que alguns são verdadeiros f.d.p.!

  2. luis coelho says:

    marcelo caetano e JOSÉ SARAMAGO figuras opostas da nossa vida politica, disseram ambos que este país ia e estava entregue a incompetentes que não serviam sequer para empregados de quartos e que eram um bando de salafrários que se alternavam no poder sòmente para roubar! dito isto só resta ao povinho prender e julgar todos os fdp que têm desgraçado este PAÍS!
    MAS FAÇAM-NO RÁPIDO !

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.