A preparar o insucesso dos alunos

Para além de uma actualidade desastrosa na Educação, graças ao experimentalismo do ministro, vale a pena olhar brevemente para o futuro.

De uma maneira geral, vários ministros da Educação e alguns cúmplices mais ou menos assumidos têm declarado que o sucesso dos alunos depende exclusivamente – ou sobretudo – da escola ou, mais especificamente, do professor.

Esta afirmação pode parecer um elogio, mas, na realidade, é uma  desresponsabilização e uma mentira.

Começando pela mentira, sabe-se, empírica e cientificamente, que o meio socioeconómico em que uma criança é criada tem, na maior parte dos casos, uma influência enorme ou decisiva no seu sucesso escolar. Já escrevi sobre isso, no âmbito de uma polémica em que alguns aventadores participaram. Descobri hoje mais dois textos sobre o assunto: Poor Kids Are Starving for Words e Starting School at a  Disadvantage: The School Readiness of Poor Children.

E a desresponsabilização? Quando os governantes colocam a responsabilidade do sucesso educativo exclusivamente nas escolas, estão a ignorar ou a fingir que ignoram as múltiplas causas do insucesso. Desse modo, podem retirar recursos aos estabelecimentos de ensino, aludindo a um investimento acima de uma qualquer média europeia ou mundial. Finge-se, então, que os recursos humanos são suficientes para resolver os problemas, enquanto se aumenta, por exemplo, o número de alunos por turma, tornando ainda mais difícil a tarefa de acompanhar e/ou recuperar os que têm mais dificuldades.

Entretanto, o risco de pobreza em Portugal está no nível mais elevado desde 2005. Para lá de todas as tragédias quotidianas que isso implica, é fácil prever os efeitos deste empobrecimento no percurso educativo de todas estas crianças abandonadas pela sociedade.

Comments

  1. Carla Manita says:

    Corroboro. O pior é que a própria classe do Professorado aceita e cala. Se muitos de nós falarmos e denunciarmos as situações e deixarmos registado em ata, somos considerados Professores não gratos.Temos de ser nós Professores a mudar de atitudes e de mentalidade e sermos mais éticos e deontológicos.


  2. Reblogged this on O Retiro do Sossego.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.