José Sócrates não devia ter sido detido de noite

Clara Ferreira Alves está muito preocupada pelo facto de José Sócrates ter sido detido durante a noite quando chegava de Paris.
Não a preocupa o facto de José Sócrates andar a ser acusado de corrupção há 17 anos sem que tenha sido minimamente investigado em todo este período. Não a preocupa o facto de o Ministério Público ter travado em 2003 uma busca à sua residência que investigaria as ligações perigosas por causa do processo da Cova da Beira. Não a preocupa que os claros indícios de corrupção no caso Freeport tenham passado ao lado do Ministério Público. Não a preocupa que a Procuradoria-Geral da República e o Supremo Tribunal de Justiça o tenham protegido descaradamente enquanto ele foi primeiro-ministro. Nada a preocupa, nem mesmo os evidentes sinais exteriores de riqueza que ele ostenta, tão suspeitos quão inexplicáveis.
Nem sequer se pergunta por que razão José Sócrates só foi detido depois de abandonar o poder. Porque isso não a preocupa. É um cidadão diferente dos outros, por isso, ao contrário dos outros, tinha o direito de estabelecer condições, como foi público, para as perguntas que o Tribunal lhe queria fazer.
O que a preocupa é que ele tenha sido detido durante a noite. Também acho. José Sócrates devia ter ido calmamente para casa, reunir-se com os principais implicados no caso, engendrar a estratégia de defesa, destruir as provas se ainda as houvesse e, aí sim, avisar as autoridades de que estava disponível para ser ouvido. Afinal, ele foi um primeiro-ministro, merece um tratamento especial.

Comments

  1. Luís B. Coelho says:

    Nunca votei PS e particularmente não gosto de Sócrates que me indignou algumas vezes enquanto 1° Ministro.
    Isso não me impede de aqui notar que o Ricardo F. Pinto julga e condena o que a justiça não julgou nem condenou.
    O seu último parágrafo é uma impossibilidade: Sócrates não poderia ir para casa reunir-se com os principais implicados no caso, uma vez que estes haviam já sido detidos na véspera.

  2. Ricardo Ferreira Pinto says:

    Tenho a minha opinião, mas deixo o julgamento para a Justiça.
    O que digo é que não o deter de imediato era dar-lhe a possibilidade de…

    • José Peralta says:

      Já agora, Ricardo, poderá dizer-me o que pensa do facto de Ricardo Salgado C.a, não ter tido o mesmo “tratamento” que deram a Sócrates ?

      Não é suspeito, repito, suspeito (até prova em contrário) de crimes económicos semelhantes, e porventura mais gravosos ?

      Sofreu alguma humilhação deste gabarito ? E já houve mais notícias sobre o progresso das acusações de que é alvo ?

      Montou o seu “escritório” num hotel de luxo, e que eu saiba, não está sujeito a pulseira electrónica, , nem a prisão domiciliária ou qualquer outra medida de coacção preventiva !

      Como classifica este tipo de “justiça” ?

      Ou os “colarinhos” são mais “brancos” uns do que outros ?

      • Ricardo Ferreira Pinto says:

        Penso que percebeu que todo o texto era uma ironia. Se José Sócrates foi detido à saída do Aeroporto, é porque havia razões para detê-lo exactamente ali e não mais tarde noutro local.
        Quanto ao Ricardo Salgado, penso que recebeu o mesmo tipo de tratamento. Foi detido à porta de casa às 7 da manhã, pela Polícia, e levado para o Tribunal. Também houve quem visse nessa detenção um tratamento humilhante.

        • José Peralta says:

          À sua “ironia”, respondo-lhe com a minha, dando-lhe uma pequena “ajuda” :

          Veja lá que o “pobre” Ricardo Salgado, teve que “pagar” três milhões de euros para se manter em liberdade…

          Três milhões que, presumo, deve ter tido que retirar ao famoso donativo de catorze milhões que “alegadamente” parece ter recebido de um construtor…

          E deve ter ficado em completa penúria, porque não se lhe conhecem “quaisquer outros rendimentos” !!!!!

          E as consequências para todos nós contribuintes que advirão do seu comportamento fraudulento, a destruição do BES, a sua divisão em “bom” e “mau”, com as economias de centenas ou milhares de pequenos depositantes que ficaram sem elas ?

          E o desemprego que vai vitimar os empregados considerados” descartáveis” por quem comprar o “banco bom” ?

          Então estas consequências que atingirão milhares de pessoas são desprezíveis, e não agravam as já investigadas atitudes fraudulentas do salgado e seus comparsas (vidé depoimentos do Banco de Portugal) ?

          • Ricardo Ferreira Pinto says:

            Só ainda não percebi o que quer dizer com isso do Salgado. Que o crime do Sócrates é menos grave e que por isso não devia ter sido preso,é isso?

          • José Peralta says:

            Dou-lhe uma resposta tipo “boomerang” :

            Só ainda não percebi o que quer dizer com isso do sócrates. Será que o crime do salgado é menos grave ( com as desastrosas consequências para terceiros que eu refiro !), e por isso não devia ter sido preso, é isso ?

            E “por isso”, merece a sua “comiseração” ?

            Sobre o crime de sócrates, que você, pelos vistos já julgou, não sei se será mais ou menos grave. Mas parece-me que dele não resultarão: – a queda de um império bancário, a tragédia da economia de muitos pequenos aforradores, o provável despedimento de muitos trabalhadores, etc.

            Acha que depois do terramoto, o clã espírito santo vai ficar na miséria, como acontecerá a muitas das suas vítimas ?

            No caso do sócrates, a queda será a dele e dos poucos que com ele estiverem envolvidos !

            Quer comparar ?


          • Até estou Esperemos para vêr até onde chega a Hidra da contaminação destes viros.

  3. Nightwish says:

    Heh, ainda há quem ache que esta gente não é avisada anteriormente antes de ser detida…
    De qualquer forma, sim, nesse ponto a Clara não tem razão, mas isto continua a parecer cada vez mais um linchamento.

    • Ricardo Ferreira Pinto says:

      Sim. Como no caso do Ricardo Salgado. Também foi um linchamento.

      • Nightwish says:

        No caso do Ricardo Salgado toda a gente sabia o que tinha feito
        No caso de Sócrates, ora bem, ele foi detido por fazer o quê mesmo?

        • Ricardo Ferreira Pinto says:

          Ou seja, o Ricardo Salgado pode ser linchado porque toda a gente sabe o que ele fez, é isso?

          • Nightwish says:

            Não, porque é banqueiro e já era crápula antes de ter nascido. Em termos de danos ao país nem sequer é comparável, por muito corrupto que tenha sido Sócrates. Convém é saber fazer as contas…

          • Ricardo Ferreira Pinto says:

            Com esse comentário, fiquei completamente desarmado quanto aos argumentos utilizados. Por que é que merece um tratamento diferente? Porque antes de nascer já era crápula. Boa!

      • José Peralta says:

        Linchamento do Ricardo Salgado ?

        Pode fazer, em sã consciência, essa comparação com o que se está a passar com Sócrates ?

        Ali em cima, noutro meu comentário à sua opinião, estabeleço algumas diferenças…

        • Ricardo Ferreira Pinto says:

          Não fui eu que falei de linchamento, foi o comentador ao qual eu respondi.
          Pelo que vejo, a Justiça tem tratado os dois da mesma maneira. Foram ambos detidos e levados para o Tribunal, foram ambos sujeitos a interrogatórios, dormiram ambos nos calabouços, etc. E não se sabendo quais vão ser as medidas de coacção deste caso, não me parece lógico estar a discutir o que vai acontecer no futuro e estar a fazer comparações. Ou acha que o Sócrates, se sair, também não vai montar escritório com um exército de advogados?
          Quanto ao resto, para algumas pessoas só os pobres é que podem ser detidos. Se for um rico ou famoso, é linchamento.

          • José Peralta says:

            A sua resposta ao comentador, foi esta “Ipsis-verbis” : “Sim ! Como no caso de Ricardo Salgado. Também foi um linchamento ”

            “Quanto ao resto” eu não faço parte das “algumas pessoas” que acham que só os pobres é que podem ser detidos.

            Mas é isso que uma justiça pôdre tem proporcionado aos mais pobres e indefesos.

            Porque a impunidade apregoada pela d. paula, não acabou como ela proclama !

            Não passa de propaganda mentirosa para adormecer “zombies” e proteger apaniguados !

            Espero para ver, quando acabar a imunidade de que goza como (des)governante, esta tropa fandanga (se e quando os Portugueses, através do voto, lhes cortarem a mama !), a sujeira que, eventualmente, virá ao de cima…

          • Ricardo Ferreira Pinto says:

            Sim. E mais uma vez, respondi com ironia ao comentador que tinha dito que o Sócrates estava a ser vítima de um linchamento. O que eu respondi foi com ironia, que então o Ricardo Salgado também tinha sido vítima de um linchamento.
            E já agora aproveito para lhe responder a outro comentário que fez mais abaixo. Não, não tenho a mínima comiseração ou consideração por Ricardo Salgado. Espero que seja preso e que pague por tudo o que fez. Mas também não tenho qualquer consideração por José Sócrates. E ja o julguei tanto como o senhor julgou o Ricardo Salgado.

          • Nightwish says:

            “Pelo que vejo, a Justiça tem tratado os dois da mesma maneira. ”
            Não me parece que tenha havido as mesmas fugas de informação e “convites” à “imprensa” para fazer de conta que isto é a casa dos segredos.
            De resto, referia-me mais aos média do que à justiça. Lá vamos voltar à ladaínha que a culpa disto é toda do gajo quando a realidade não tem nada a ver, e depois nunca vamos sair da estagnação.

          • Ricardo Ferreira Pinto says:

            Os media fazem o seu papel. Dão mais destaque ao José Sócrates do que ao Ricardo Salgado da mesma forma que dão mais destaque ao Ricardo Salgado do que ao Zé da Esquina. A importância de cada um dita o nível da cobertura mediática.

  4. orquidea says:

    Pergunto-me vezes sem conta como pode alguém pensar como Clara Ferreira Alves. Que há funcionamento diferenciado do cérebro, isso eu sei! Agora cego?


  5. Não existem, melhor dizendo, não deveriam tampouco existir, cidadãos de 1ª. nem de 2ª. CATEGORIA!…Todavia, ao que se constata, infelizmente não é bem assim…
    Significa que o “personagem” tinha SIM(!), e inevitavelmente que ser detido de imediato!
    A JUSTIÇA é para ser implementada!…DOA A QUEM DOER!!!

  6. Marcelino says:

    Senhor Ricardo,
    Acredita tanto na justiça dos Alexandres e dos Vidais, então peço-lhe encarecidamente que leia o acórdão do processo Face Oculta. Vai ter algumas surpresas.
    Enquanto não ler as 2872 páginas que foram mal escritas para ninguém ler, leia pelo menos a condenação do Contradanças.
    Isto é uma transcrição tal e qual:

    Pág 2636 – A pena do Contradanças

    “Apesar da sua anti-juridicidade, os factos praticados por José Contradanças, comparativamente com os levados a cabo por outros, em termos de ilícito de corrupção, estão próximo dos limites mínimos da gravidade, sendo certo que se tratava de um Administrador de uma empresa pública (a “IDD”). Há ainda a considerar a menor intensidade do dolo, além de que não recebeu qualquer contrapartida de Manuel Godinho, nem este obteve adjudicações por seu intermédio. Assim, não possuindo antecedentes criminais e ponderando ainda as circunstâncias enunciadas, considera-se ajustado fixar a pena seguinte: – a pena de 1 (um) ano e 6 (seis) meses de prisão, pela prática de um crime de corrupção passiva para acto ilícito, previsto e punido pelo artigo 372.º, n.º 1, do Código Penal (Parte IV).”

    Agora pergunto se acha justo.

  7. Alexandre Carvalho da Silveira says:

    Clara Ferreira Alves, assim como João Soares e outros, acham que fazem parte de uma casta com previlégios especiais.
    De acordo com o que se sabe, Sócrates foi detido no aeroporto com a maior discrição, sem que os passageiros que viajaram no mesmo avião se tenham apercebido do que se estava a passar.
    Quanto às tvs que estavam no aeroporto: pelo menos num canal de tv por cabo por volta das dez da noite de sexta-feira comentava-se que Sócrates viajaria de Paris nessa noite, e que corria o risco de ser detido à chegada a Lisboa, uma vez que pessoas das suas relações tinham sido detidas na 5ª feira.
    A eventual detenção de Sócrates nessa noite era um segredo tão bem guardado, que até eu aqui no Alentejo sabia que podia acontecer.


  8. Circo Judicial


  9. Cuidado pois os morcegos deslocam-se de noite e chupam o sangue das vítimas.

  10. Acacio says:

    Possivelmente estragaram a noite a’ Clara. Mas isto sao assuntos da vida privada da Clarinha, e nos quais nao me quero envolver.

  11. Ferpin says:

    O autor excede-se, provavelmente devido a um ódio de estimação ao socras.
    Ou então vê com amizade de parceiro político o paulinho das feiras modernas submarinas ou o passos tecnoformico, e reserva a sua indignação para o socras.

    Eu vejo assim:
    Se o juiz tem provas demolidoras contra o socras, toda desconsideração e abuso sobre o cidadão socras é irrelevante.

    Se não tem e avançou com este circo, a lá juiz Teixeira, devia ser demitido e preso, o que a ver pelas promoções dadas ao juiz Teixeira não acontecerá.


  12. Ainda vou rir como esses jornalistas da comunicação social lEsquerda-Masoquista se irão safar para dar a volta ao prego.

  13. Pedro says:

    “Não a preocupa o facto de José Sócrates andar a ser acusado de corrupção há 17 anos…”

    Interessante. Acusado, por quem?

    • Ricardo Ferreira Pinto says:

      Em 1997, já andava a ser acusado de corrupção por causa do processo da Cova da Beira. Pelos vistos eram acusações credíveis, caso contrário a Polícia Judiciária não teria decidido fazer buscas em sua casa em 2003.
      As suspeitas nasceram na Covilhã em 1997.
      http://www.publico.pt/politica/noticia/as-suspeitas-nasceram-na-covilha-ha-17-anos-1677176
      E este artigo fala apenas de coisas importantes. Porque se falasse de coisas menores, como os projectos de Engenharia da Câmara da Guarda, aí já podíamos dizer que ele anda a ser acusado de irregularidades há mais de 30 anos.

      • Nightwish says:

        E o Cavaco é suspeito desde quando? E muitos outros? Porquê apenas Sócrates? Será que é porque isso facilita certas narrativas?
        É uma possibilidade, apenas, que já está a ser aproveitada pela paineleirada.

        • Ricardo Ferreira Pinto says:

          Por quê o Sócrates? Porque já não está no poder. Andou estes anos todos a ser protegido pelas altas instâncias da Justiça, mas agora já não é. É só isso que critico à Justiça. Porque se ainda fosse primeiro-ministro, continuaria por aí como se nada fosse.

Trackbacks


  1. […] quer dizer – tem querido dizer sempre –  que a PGR tem nada entre mãos. Noto ainda a oportunidade da detenção: na véspera da eleição do secretário-geral do PS, quando as suspeitas de um outro caso já […]


  2. […] no meio disto o mesmo rasto, tão claro no processo Cova da Beira como obscuro na licenciatura domingueira e nas trapalhadas do […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.