pontas soltas no caso PT

Zeinal Bava afirma que a tesouraria da PT SGPS só passou para a PT Portugal a 5 de Maio de 2014. Granadeiro recua para 10 de abril. Bava já estava na OI desde junho de 2013, mas à passagem da transferência da tesouraria de uma para a outra e a consequente aplicação de 897 milhões da rio forte já haviam conversações entre partes para o processo de fusão, processo no qual o bes, nomeado por bava, granadeiro e Luis Pacheco de melo (administrador financeiro da pt) era ‘o accionista mais proactivo’ (bava), ‘interlocutor de referência’ (bava, melo, granadeiro’, ‘decisor estratégico do rumo da empresa (melo) e ‘ativo no acompanhamento da gestão da pt’ (granadeiro) deveria informar aos brasileiros da oi, em particular ao seu maior accionista Sergio Andrade Gutierrez (Andrade gutierrez), responsável pela passagem de Bava para o Brasil, que havia um investimento cruzado na pt na rio forte. Ou seja, como é que Bava, o principal rosto no processo de fusão pode alegar que até ao estilhaço provocado pela bancarrota do banco ‘desconhecia a aplicação’ e não tinha necessidade de saber, se esta teria forçosamente que ser assinalada nos relatórios enviados para a OI como um investimento estratégico da empresa (salgado afirmou que gutierrez tinha conhecimento; gutierrez negou publicamente) e uma operação de risco cujo possível falhanço poderia ter que ser arcado pela empresa que iria liderar administrativa e financeiramente?
De granadeiro já sabemos que autorizou. 200 ou a extensão para 897 milhões, é uma questão de números. De Bava, tudo me leva a crer que sim, também sabia e autorizou, ainda sobre funções na pt, sobre ordem de salgado, cuja relação com bava é descrita como cordial em assuntos que envolviam a reciprocidade dos investimentos de que dependiam as duas empresas, pese embora, na aplicação na rio forte, não terem falado sobre o assunto.
Resta-nos esperar pelo final das auditorias forenses ao bes para o ministério público finalmente entrar em campo e começar a deslindar as máscaras da mentira deste imbróglio.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.