Nem esperava outra coisa que não fosse a legalidade.

Metro Mondego diz que agiu legalmente quanto a gastos de ex-administradores. E também agiu com ética?

Comments


  1. Já em 5/11/2011 publicava o correiodamanha

    Dois ex-administradores da Metro do Mondego, José António Mariz e Guilherme Fonseca Carreira, utilizaram indevidamente o cartão de crédito da empresa para realizar compras pessoais, conclui um relatório do Tribunal de Contas. Foram feitas compras pessoais de valor superior a 103 mil

    Faço esta transcrição por julgar que se trata do mesmo assunto do post e da mesma mencionar o nome dos “artistas”. Falta-me saber com certeza a cor do cartão.

  2. Rui Silva says:

    Enquanto não privatizarem vamos ter sempre esta situação.

    cumps

    Rui Silva

    • j. manuel cordeiro says:

      As privatizações tudo resolvem. São um maná. Só não sei porque é que temos a electricidade mais cara daqui e arredores.

  3. Rui Silva says:

    “Por causa das renováveis” e das PPP´s que o governo Sócrates fez para acabar com o “aquecimento global”, e claro dos impostos.

    cumps

    Rui silva

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.