Colégios privados financiados pelo estado e escolas públicas sem alunos

Comments

  1. Rui Silva says:

    A escola pública grátis, sem alunos.
    Escola privada a pagar, com alunos.
    Mais um milagre do odiado e incompreendido mercado.

    cumps

    Rui SIlva

    • j. manuel cordeiro says:

      A pagar por quem? Ah é pelo oe.

      • Rui SIlva says:

        Tudo o que temos é pago por nós. Não há outra maneira, temos que reconhecer que “não há almoços grátis”.
        Eu até concordo (cedendo aqui na liberdade individual, reconheço, mas não sou fundamentalista), que o Estado defina como obrigatório um certo nível de educação. No entanto, deve dar ao cidadão a liberdade de escolher o tipo e quem fornece essa educação. Não deve deter essa função pelo menos em monopólio, sob pena de criar um pensamento “único” sem concorrência, que a todos prejudica.

        cumps

        Rui Silva

        • j. manuel cordeiro says:

          Parece que foi esse pensamento único que criou a geração tal mal formada que, veja-se só, é cobiçada no estrangeiro.

        • j. manuel cordeiro says:

          Mas a sua resposta foi falaciosa. No primeiro comentário dizia que a escola paga tinha alunos, apesar de ser paga. No segundo comentário já diz que tudo é pago. Pois, mas o que há a frisar é que a escola privada não é paga pelos pais directamente e por isso não há razão para ter mais ou menos alunos do que as outras escolas. Vá chute para canto outra vez.

        • joão luis says:

          e o cidadão tem toda a liberdade. se quer escola privada, pague por ela. o estado n tem q andar a pagar a escola privada. e ng obriga a andar na escola publica.

        • Etelvina Coelho says:

          O cidadão deve ter a maior liberdade de escolha mas quanto ao ensino privado, sendo ele privado deve ser pago por quem o usufrui. Onde é que está a dúvida?

          • Rui Silva says:

            É muito simples:
            O Estado devolve ao cidadão o valor equivalente ao gasto na educação per capita (de aluno) que depois escolhe qual o sistema de ensino que pretende usar.
            Se usar o publico entrega o valor recebido na totalidade, se usar o privado há duas situações: se sobrar algum valor, fica com ele, se faltar paga do seu bolso.
            Ou a Etelvina acha que pode existir Liberdade sem liberdade economica ?

            Rui Silva

    • joão luis says:

      não é “a pagar”, o problema é esse. e´o estado que a está a pagar, e não o devia fazer. e a escola publica n é completamente gratuita, quando o devia ser. aliás, o governo tem cortado na escola publica e manteve o valor pago, por aluno, á privada, quando o governo anterior queria reduzir esse valor, estiveram contra e agora mantiveram o valor.

      • Rui SIlva says:

        Você não gostaria de ter a liberdade de escolher o tipo de ensino para os seus filhos ?

        cmps

        Rui Silva

  2. orquidea says:

    Infelizmente esta é a realidade. Vivo-a bem de perto com a ameaça do colégio D. José I. A minha escola a cada ano que passa está a desertificar. A continuar assim o ensino público desaparece. É a privatização do ensino.

  3. O PS é cúmplice desta transformação da Escola Pública numa escola para pobres! É óbvio que os pobres e a classe média baixa não teem – nem terão- rendimentos para colocar os seus filhos nos colégios dos ricos! O Grupo GPS que era – e creio k ainda o e – proprietário de duas dezenas de colégios foi criado por um deputado do PS e outros do PSD e tinha JJunqueiro como conselheiro!

Trackbacks

  1. […] mim interessa-me sobretudo olhar para estes números do ponto de vista do leigo que paga impostos, dos quais cada vez mais euros são transferidos para o ensino privado enquanto se desinveste na escola pública. Só no Orçamento de Estado para este ano, o corte foi […]

  2. […] mim interessa-me sobretudo olhar para estes números do ponto de vista do leigo que paga impostos, dos quais cada vez mais euros são transferidos para o ensino privado enquanto se desinveste na escola pública. Só no Orçamento de Estado para este ano, o corte foi […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.