SNS a rebentar, privados a lucrar

SNS

Antecipando o que aí vem, o secretário de Estado da Saúde anunciou esta semana ao país que, em situações de ruptura, os hospitais públicos poderão enviar pacientes para o sector privado. Apesar das medidas preventivas que estão a ser tomadas, as dúvidas quanto à capacidade de resposta de um SNS alvo de múltiplos cortes nos anos de austeridade são muitas e preocupantes. E, perante a falta de investimento nos hospitais públicos, investe-se nos privados para resolver o problema. E porque não investir esse dinheiro no sector público? Simples: porque a agenda não é essa. Para eles está tudo bem. Quem disser o contrário é comunista.

Foto: Global Imagens/Natacha Cardoso@DN

Trackbacks


  1. […] inconstitucionais, aumento da precariedade laboral e privatizar a Segurança Social, a Saúde, a Educação e tudo o resto que receba dinheiro do Estado. O engraçado é que nem assim o […]


  2. […] SNS, que permitiram o caos nas urgências hospitalares no Inverno de 2014/2015 e que, meses depois, ainda deram uns trocos a ganhar ao sector privado. Na falta de património público para privatizar, até porque conseguiram vender quase tudo o que […]


  3. […] dos hospitais portugueses atravessassem uma das fases mais críticas da história do SNS, para gáudio do sector privado, que insistiu em sucessivos cortes na Segurança Social, enquanto a enxameava de boys, e que […]

Deixar uma resposta