A reciclagem

Adriano Moreira vai ser Conselheiro de Estado. Foi ministro do antigo regime.

Domingos Abrantes vai ser Conselheiro de Estado. Esteve preso no antigo regime.

Fascistas e estalinistas a mesma reciclagem?

Comments

  1. J.V. says:

    Entrevista do Domingos Abrantes ao DN, 20/02/2016:
    “Como se sente em relação ao facto de, como conselheiro de Estado, se sentar à mesma mesa que Adriano Moreira, ministro de Salazar que presidiu a um regime contra o qual combateu grande parte da sua vida?”

    Responde:
    “No tempo do fascismo, durante o qual ele foi ministro, eu estava na cadeia. Hoje, no Portugal de abril, para o qual ele não contribuiu obviamente, ele pode ser conselheiro de Estado, deputado… resta saber se Adriano Moreira tira alguma conclusão da diferença.”

    E o Orlando, tira?

    • Orlando Sousa says:

      Sei muito bem o que era ser do PC antes do 25 de Abril. Mas também sei o que era não ser do PC em 1975.

  2. Helder P. says:

    Estalinistas onde?! O PCP é marxista-leninista, que eu saiba. Este texto tresanda a anti-comunismo mal disfarçado.

    • Pedro Marques says:

      Stalinismo não existe homem. É tudo Marxismo Leninismo.


    • Se me disser o que é o comunismo, logo lhe digo se sou anticomunista ou não. O PC continua a não aceitar os resultados de eleições livres e democráticas, se não forem eles a ganhar.Nunca estiveram presentes em tomadas de posse de governos eleitos desde o 25 de Abril, e a postura de hoje na tomada de posse do Presidente da República diz tudo.

  3. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    E onde entra o ainda actual presidente ex-bufo da PIDE?

    E o Presidente já a seguir, saído de uma Família que tal como Adriano Moreira defendia o outro regime e que entra numa conjuntura apoiada por todos os fascistas reciclados?

    Meu caro Orlando de Sousa: quem precisa de reciclagem, não são estas pessoas que ou por convicção, por mimetismo ou por metamorfose, viraram democratas.

    Quem precisa de reciclagem é o povo que os elege.


    • Se o problema é a família de onde se vem, então de Cunhal a Francisco Louçã, muito haveria a dizer. Estalinistas nunca foram democratas, tal como os fascistas.

  4. joão lopes says:

    o abrantes dá entrevistas ao observador,logo é fascista.o moreira vai ser conselheiro ,logo é…camaleão ao estilo bowie.é tão facil desclassificar as definições politicas tipo futebol(quem governava melhor portugal,o sporting ou o benfica ou o porto?)


  5. entre o gulag e tarrafal a diferença está na temperatura


  6. Adriano Moreira Homem reconhecido quer pela direita como pelos comunistas ,não só pela sua experiência de vida mas também pelo seu saber, conhecimento e inigualável amor pelo país.

  7. Ricardo Santos Pinto says:

    Pequena diferença, Orlando: o «fascista» foi Ministro de Salazar; o «estalinista» foi Prisioneiro de Salazar. Questão de somenos…

  8. MJoão says:

    Adriano Moreira tem dado bem mais ao país democrático do que muitos que se diziam combatentes do salazarismo.


  9. Se o Humberto Delgado, o herói da esquerda, é um reciclado fascista, qual é então a admiração? Adriano Moreira nunca foi fascista nem salazarista. Pelo menos nunca tanto como Humberto Delgado foi.

  10. Pedro Marques says:

    Stalinismo não existe, existe é Marxismo Leninismo.