O legado cavaquista

Um dos principais sintomas da nossa degenerescência como país é o quase monopólio que a economia e as finanças detêm na discussão pública e na reflexão de que se faz eco sobre o nosso presente e o nosso futuro.

[Read more…]

Apresentação do livro do Paulo Guinote “08/03/08”

Citações de memória, mais pela ideia do que pelas palavras exactas, da apresentação, hoje, na livraria Buchholz, Lisboa.

As manifestações dos professores foram precursoras de outras, como os movimentos de indignados, em Espanha e Portugal, e dos movimentos da Primavera Árabe. (Sampaio da Nóvoa)

O controlo burocrático, que antigamente exigia recursos materiais e financeiros consideráveis, está agora a um click de distância, com custos reduzidos, como forma de controlo dos profissionais.  Um controlo que não traz valor, nem, muito menos, se traduz em avaliação de desempenho. (Sampaio da Nóvoa, referindo José Gil)

A terceira grande revolução, a da Internet, que sucedeu à invenção da escrita e, depois, do livro. (Sampaio da Nóvoa)

Um livro que regista uma memória que se estava a desvanecer. (Paulo Guinote)

[Read more…]

Pedro Passos Coelho a bombar

PPPC

Pedro Passos Coelho afirmou ontem que, caso ainda estivesse no poder, estaria a “bombar” para que a crise ficasse cada vez mais para trás. Não haja dúvida que o Passos na oposição é sempre um Passos mais colorido e cheio de amanhãs que cantam. Ele é os impostos que não vão aumentar, os anéis que não devem ser vendidos, os salários e as pensões que não são para ser cortados e até a social-democracia parece encontrar uma nesga para se escapulir da gaveta onde coabita com bolas de naftalina e cadáveres de ratazanas. Agora este registo orientado para um público mais jovem é que não lhe conhecia. Quando li a peça do DN, imaginei logo um Passos Coelho de camisola de alças branca, dois pratos a girar, mão direita bem esticada no ar e 50 mil watts de potência a bombar no after hours da Universidade de Verão da JSD. Deixo-vos com o remix que poderia ter sido o hit do Verão passado em Castelo de Vide mas que provavelmente acabou censurado pelo lápis azul. Tinha tudo para ter bombado! [Read more…]

Rádio Universidade de Coimbra

grelha RUC

Mãe, há só duas. E uma delas é também filha. Foi durante muito tempo namorada, chama-se RUC e faz hoje 30. Como se dão os parabéns ao objecto etéreo do nosso amor sem cair na lamechice?

O Espelho. Ai o espelho!

3012004bushaoespelho

A ler jornais e a conversar à hora de café.
Carlos Amaral Dias, Psicanalista: “Quando Pedro Passos Coelho se vê ao espelho não vê um derrotado“. Adoptou por isso, continua o psicanalista, “uma estratégia de confrontação e de resiliência“. E isso tolda-lhe o discurso. “É muito mais fácil ter este tipo de atitude imaginária e política” do que aceitar que perdeu ganhando. [Read more…]

Uma ofensa gratuita à sensibilidade das pessoas

CDS

O polémico cartaz do Bloco de Esquerda foi, de longe, a melhor coisa que aconteceu aos partidos de direita nos últimos meses. Retirou o foco da derrota esmagadora que para eles significou a aprovação do OE16, com a cereja da Moody’s no topo, e forneceu um argumento populista e mediático a PSD e CDS-PP, que colocou na sombra o estado comatoso em que ambos os partidos se encontram.

Penso ser mais ou menos consensual que o cartaz foi um tremendo erro da parte do BE, sendo que a imediata demarcação de Marisa Matias e de Francisco Louça do mesmo, a que se seguiu o acto de contrição de Catarina Martins, são ilustrativos disso mesmo. Não obstante, o aproveitamento político imediatamente orquestrado pela direita não é um erro menor e diz-nos muito sobre a actual travessia do deserto que se vive por aqueles lados. E quer-me parecer que o CDS-PP perdeu uma boa oportunidade de ficar calado. [Read more…]

Daryush Valizadeh, o misógino que vive na cave da mãe

Roosh

Se achava que a visão que Pedro Arroja tem do papel da mulher na sociedade era radical e idiota, espere até conhecer Daryush Valizadeh, um blogger norte-americano de 36 anos que defende que a mulher deve ser tratada como algo descartável e substituível, servindo para pouco mais do que “retirar o máximo prazer sexual possível”. Um conselho para os homens? Estar disposto a abandonar qualquer mulher. Uma causa? Legalizar a violação dentro de casa. Sim, esta coisa existe mesmo.

Roosh V, o nome do indivíduo na blogosfera, apresenta-se como criador de uma nova filosofia de vida, a neomasculinidade. Apesar de habitar nos EUA, esta coisa afirma odiar o Ocidente. E porquê? Será a corrupção política que o incomoda? Será o sistema financeiro terrorista? Nada disso: a razão para o ódio de Daryush reside o facto de a sociedade ocidental ter desvirtuado a mulher. Deu-lhe direitos e coisas dessas. O ultraje dos tempos modernos. [Read more…]

Elísio Summavielle nomeado por João Soares para substituir António Lamas no CCB

Há quatro anos, o Aventar confirmava a notícia que tinha dado em primeira mão sobre a nomeação de Elísio Summavielle para Director-Geral do Património. Hoje, Elísio Summavielle volta a ser notícia por outra nomeação, desta vez para o CCB. Há pessoas assim, toda a sua carreira profissional é uma nomeação. Vão fazendo currículo aqui e ali, nomeados de galho em galho, até que chegam à prateleira dourada onde, face ao seu CV feito de artigos publicados no Diário da República, todos dirão que era a escolha óbvia.

Mas é nestas alturas que dá jeito ver o percurso profissional do nomeado, para separar o trigo do joio. Vá, dê lá um salto. O quê, ainda aqui está? Ainda não foi ver o CV de Elísio Summavielle? Tome lá este rebuçado:

Para caracterizar o trabalho de Elísio Summavielle, bastaria pegar num nome: Museu Nacional de Arqueologia. [de: “A incompetência é a imagem de marca de Elísio Summavielle, o novo Director-Geral do Património“]

[Read more…]