Indiana Jones 5


Cena do Indiana Jones 3. A ver se corrigem o desvio do 4° filme da série.

Eu queria um apartamento no Guarujá

As gravuras ainda não sabem nadar?

Os-misterios-da-arte-paleolitica-do-Parque-Arqueologico-do-Vale-do-Coa

No início, de modo simplista, havia isto: a barragem ou as gravuras.
Optou-se, bem, pelas gravuras.
Como sempre, parte da substância foi reduzida a discussões de economês básico: qual a solução que geraria mais dinheiro? A barragem, disseram muitos em coro, começando por boa parte da população local.
Paradoxalmente, a defesa das gravuras do Coa foi, talvez, uma das últimas causas capazes de gerar movimentos engajados e participativos em Portugal, integrando vozes e manifestações activas norte a sul, levando a discussões que envolviam modelos de desenvolvimento e salvaguarda de património cultural.
Ora, um paradoxo gera outros, e grande parte dos defensores nunca visitou o local e os percursos postos ao serviço do público, contribuindo, também assim, para a aparente estagnação actual.
E é pena. Pena, porque, de novo, é a gestão do património comum que está em causa, e pena porque se trata de um programa inesquecível para quem nele participa.
[Read more…]

Mecânica do Contato e Lubrificação

Do contato e lubrificação? Exactamente: do contato e lubrificação.

dre1632016

Onde? No sítio do costume. Quando? HojeEstrangulamentos? Constrangimentos?

***

Nótula pessoal: Anteontem, algures em Bruxelas, tive o privilégio de assistir a uma conferência proferida pelo excelente Andrew Delbanco, com o Melville: His World and Work a desempenhar o papel de força motriz para três excelentes quartos de hora sobre o Moby Dick. Este excerto do programa do Stephen Colbert abriu as hostilidades:

Orçamento aprovado.

E não se fala de inconstitucionalidades. Minudências, diz a direita. Respeito pelas fundações do estado democrático (e não é daquele respeito hipócrita de aplaudir discursos porque fica bem, note-se), dirão os outros.

Conselheiro do Papa Francisco defende Lula da Silva

Carta de Leonardo Boff.

A Visão dos

Mistérios de Gaia.

Se legislar, não beba

Copos menstruais: Parlamento aprova medida que já existia

Lula

Nem tudo é o que parece.
As manifestações “espontâneas” de cidadãos, do Brasil à Ucrânia, de Hong Kong ao Cairo, são operações militares organizadas a partir do exterior com o propósito de criar instabilidade e operar mudanças de governo ou regime. Na verdade são actos de guerra disfarçados de grandes clamores democráticos e revolucionários que, sob pretextos as mais das vezes pouco imaginativos, lançam o caos nas ruas e a desordem nas instituições.

O Brasil está sob ataque há vários anos, pagando o preço da sua política de alianças internacionais, designadamente no contexto dos BRICS. Lula aceita ser ministro e faz muito bem.

CTT: quando o fanatismo da direita gera prejuízo para o Estado

CTT

Uma das críticas mais comuns da direita radical é aquela em que acusam a esquerda de falta de visão estratégica, de não pensar ou planear a longo prazo. A história da privatização dos CTT é um daqueles exemplos que demonstra factualmente que essa mesma direita é, também ela, incapaz de o fazer. [Read more…]

O resgate de Lula da Silva

LulaDS

Quando um político suspeito de envolvimento em crimes de corrupção vem a terreiro afirmar “estou vivo e sou mais honesto que vocês“, a tendência que tenho é para desconfiar. Quando esse político, em vias de ser detido, é resgatado pelo governo do seu partido e transformado em ministro, tornando-se assim imune à investigação do gigantesco caso de corrupção que o poderia levar para a prisão, então a margem para dúvidas torna-se praticamente nula. Bem sei que Lula da Silva tirou milhões de brasileiros da pobreza e das garras da exploração de um país que tem tanto de rico como de desigual. Mas isso não pode justificar tudo. E se Lula é mesmo inocente, gritar que é honesto para de seguida ser blindado dos avanços da justiça por uma jogada política desta natureza não abona rigorosamente nada em favor da sua pretensão. As ruas cheias de protestos são o espelho disso mesmo.

Foto: Reuters@DN

Regime angolano elogia Paulo Portas

o louvor que faltava desse bastião da democracia e do jornalismo independente que é o Jornal de Angola. Será que a Isabelinha lhe arranja um tacho por aí?

Terroristas reuniram-se há 13 anos

Na base das Lajes. Será que Durão Barroso continua convencido que o Iraque tinha armas químicas? – Poderá ele mostrar essas provas ao mundo?