Diz o roto para o nu

image

Dijsselbloem diz à Comissão para “dar mais atenção à sua credibilidade”

Mestrado falso obriga presidente do Eurogrupo a corrigir currículo

Eis mais um exemplo da neo-ditadura, de burocratas sem representação democrática a mandar bitaites.

Comments

  1. J.V. says:

    A falsificação de habilitações literárias é quase uma prova de mérito para esta espécie política (se por cá temos o Relvas, a Alemanha teve recentemente dois ministros da Merkel com o mesmo síndroma).

    Mais importante, o Eurogrupo é um organismo *informal*, sem base legal (além de dois artigos sumários no Tratado de Lisboa). Como tal, talvez alguém devesse recomendar ao Dijsselbloem que tivesse “mais atenção com a sua autoridade”.

Deixar uma resposta