Postcards from Greece #10 (Thessaloniki)

Estou há dois dias fechada em casa…

porque tenho uma grande constipação. Ainda bem que trouxe os cêgripes de Portugal. Sinto-me melhor, um bocadinho pelo menos.
 
Apesar de estar há dois dias fechada em casa, quando vou ali à varanda tenho o mundo inteiro, ou quase, à minha frente. Apesar de estreita, a rua Evripidou é movimentada, frequentada por gatos e pessoas de todos os feitios e medidas, que me entretenho a observar. Já sei quem mora ali em frente e hoje uma das rapariguinhas acenou-me. Já sei que gatos se dão melhor e quais nem se podem ver e já conheço também as preferências do senhor da loja das motas aqui defronte, no que se refere aos gatos. É sobretudo ele que os alimenta.
Quando chega de manhã aparecem logo os gatos todos à porta. Ele abre-a e saem dois ou três que passaram a noite lá dentro e entram os outros que a passaram cá fora. Há um gato preto ainda jovem, de pelo muito brilhante que é o preferido do senhor. Raramente se vê na rua, com os outros, passa as noites dentro da pequena oficina e os dias também. Vejo-o ao colo do homem, quando este se senta no cadeirão que tem ao pé da janela. O gato preto aninha-se primeiro, depois levanta a cabeça e olha para o senhor em êxtase. Hoje à tarde o senhor antes de fechar a oficina e ir para casa fez-lhe tantas festas quantas um gato pode suportar. É certo que ele alimenta os outros gatos todos e que eles podem entrar e sair da loja, mas o gato preto é tratado como um príncipe. 

 

Na minha rua passa gente atarefada e vagarosa. Com compras pesadas ou levemente a falar ao telemóvel. Gordos e magros e assim-assim. Velhos e novos e assim-assim. Hoje até passou um batalhão de polícias de choque. Deviam ir para o consulado turco, certamente. Já que se esperam tumultos aqui (ver postal de ontem) amanhã. Eu entretenho-me assim, gosto de fazer peoplespotting, já se sabe e parece que agora descobri que também aprecio fazer catspotting. Seja. É melhor aproveitar mais estes dias para fazer isto, a gatos e a pessoas, já que segunda-feira mudarei de casa, para perto da Agios Dimitrios, para a tal casa num terceiro andar e com uma vista muito bonita sobre a igreja. Com mais luz e limpeza, também. Devo dizer que aluguei esta casa via Airbnb. Pela segunda vez na vida usei este sistema. Pela segunda vez na vida, não gostei. Aqui chegada, a casa estava tudo menos limpa, não tinha nada a ver (ou pouco) com as fotografias e muitas coisas estavam estragadas. Refilei e lá mandaram uma senhora para fazer a limpeza. Ficou melhor, mas não o suficiente. A casa tem muito pouca luz durante o dia e isso pode ser deprimente, especialmente quando, como agora, se tem de ficar fechado em casa alguns dias. De maneira que se cancelou esta reserva, me vão reembolsar e fui ver entretanto essa outra casa, a dois passos daqui e, ao que vi, mais limpa, luminosa e arejada que esta. Na segunda feira mudo as tralhas e espero que a vista me compense de algum eventual problema. Mas já sei que vou ter saudades dos gatos. Do batalhão de polícias de choque, nem por isso.

Deixar uma resposta