Os bilhetes de Centeno, o IMI dos Vieiras e o Correio da Manhã


Fotografia: Pedro Rocha@O Jogo

Aparentemente, Mário Centeno fez aquilo que a esmagadora maioria dos deputados, secretários de Estado, ministros e outros altos oficiais da República que gostam de ir à bola fazem constantemente: pediu bilhetes para um jogo de futebol. A forma moralista como tal facto foi abordado por alguma imprensa deixou-me a pensar se quem escreveu aquelas coisas vê futebol. Porque se vê, estará com certeza familiarizado com as imagens dos camarotes presidenciais dos três grandes, onde é frequente a presença de figuras do topo da pirâmide do poder. Qual é mesmo a novidade?

Outra coisa seria, como insinuaram alguns, se Centeno tivesse acesso ao camarote de Luís Filipe Vieira a troco de favores. Parece-me estúpido que um político se comprometa desta forma a troco de tão pouco, até porque, one way or another, um ministro não deve ter dificuldade em arranjar convites para qualquer jogo. Não faltarão grandes magnatas dispostos a ceder duas cadeiras das suas luxuosas cabines para privar durante 90 + intervalo com o presidente do Eurogrupo. Ou, assim na loucura, Centeno pode perder a cabeça e comprar o seu próprio bilhete. Seria bizarro, eu sei, mas não deixa de ser uma hipótese.

Contudo, na eventualidade de Centeno ter feito, directa ou indirectamente, algum tipo de frete, sei lá, uma isenção de impostos “especial” para os filhos de Luís Filipe Vieira ou algo assim do género, a coisa tornar-se-ia infinitamente mais estúpida. Porque Centeno se comprometia por bilhetes e porque os filhos de um milionário como Vieira se comprometiam por um mero IMI. Claro que, lá está, o mundo do futebol, da política e dos negócios não cessa de surpreender, e a impunidade que o caracteriza convida ao pequeno delito, num país onde nem o grande encontra assim tantas barreiras quanto isso, em particular quando há excesso de colarinhos brancos na equação.

Dizem os jornais que a PJ está a investigar. Aguardemos. Se os rumores forem confirmados, e eu duvido que o sejam, então não há números do défice ou da execução orçamental que livrem Mário Centeno de uma grande vergonha. E de dar explicações ao país. Um ministro que onera o Estado para fazer fretes a troco de bilhetes de futebol não tem condições para governar. Resta a possibilidade de tudo isto não passar de mais um fake do Correio da Manhã, que de resto demonstrou com este caso onde está a sua lealdade. Confrontado com a difícil escolha entre fazer fretes ao seu clube de coração e abafar, ou oferecer argumentos à direita alternativa portuguesa para atacar Centeno, a decisão, que poderá chocar alguns, não surpreende.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Concordo com a análise. Eu não acredito que Centeno se conspurque por tão pouco. Contrariamente, o Correio da Manhã até mata o progenitor para vender mais um exemplar que a concorrência.
    Apenas um senão. Duvido que o Correio da Manhã seja um jornal pró SLB, como o João insinua, ainda que possa ser anti FCP. O Director, Octávio Ribeiro, sempre me pareceu mais SCP do que SLB. Tal como o “Saraivinha” do SOL, que parece ter deixado a politica para se dedicar ao escrutínio do futebol, também me parece mais pró SCP.
    Poderei estar enganado. Mas no futebol, tal como na política, o que parece é.

  2. joão lopes says:

    O CM é comprovadamente pro PSD,e parece que com isto toda a gente concorda,mas quando se fala de um clube de futebol(neste caso o SLB) em que nos ultimos anos o CM tem feito grandes favores,aqui del rei que não se pode dizer nada,quando o que aqui se trata é de pessoas que se aproveitam desse clube para isenções fiscais,não pagamento de dividas,e ganhar muito dinheiro com comissões,cartilhas e outras tretas.Alias,as dividas deste clube como de outros,como do joe berardo por exemplo,é que fazem com o estado intervencione bancos,ou seja obrigado a um “enorme aumento de impostos”.

  3. António Martinho Marques says:

    Leiam e constatarão como eu, estou certo, que nem alinho em “futebóis” para além de uma difusa simpatia bairrista pelos emblemas da Académica e do Sp da Covilhã, que o “escandalo, a nojice, a degradação ética, a falta de cultura geral e democrática em particular, as razões que dariam razão ao Salazar para dizer que o “povo português não estava preparado para a Democracia”, estão em quem publica, especula, aumenta o efeito, chafurda tirando proveito próprio, em “notícias (?)” deste jaez!!!

    Confesso que o fb me tem dado a conhecer a mesquinhez e a baixeza de pessoas que eu estava longe de adivinhar; por outro lado, tenho enriquecido com a Tolerancia, a Solidariedade, a Força e a Beleza de muitas outras que se mantêm discretos nas suas posturas. Valha-nos, ao menos, isso…

  4. Paulo Marques says:

    Eu também quero um cumprimento a sorrir do ministro das finanças quando dever 600 milhões ao estado que não tenho, nem nunca tive, intenções de pagar.

  5. Realmente este CM não é com este tipo de noticias que ganha credibilidade:

    http://www.cmjornal.pt/mundo/detalhe/novas-duvidas-sobre-saude-mental-de-trump

    Rui Silva

  6. O que é grave nisto tudo é o facto de pedir bilhetes a alguém que deve 600 milhões…. isso é que é grave!!

Trackbacks

  1. […] Causou polémica o recente caso dos bilhetes pedidos por Mário Centeno ao SL Benfica, com insinuaç…. O tema não passou despercebido e foi alvo de várias manchetes nos principais órgãos de comunicação social do país. […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s