Leitores vítimas de burla no Correio da Manhã

A história envolve uma empresa chamada Just Up, que produziu a série “Ministério do Tempo”, encomendada e transmitida pela RTP. A Just Up não terá pago aos actores, e o Correio da Manha apressou-se a noticiar a alegada burla, atribuindo-a sibilinamente à RTP.

É só mais um caso de manipulação descarada e nada inocente – agravado pelo facto de a “notícia” apenas estar disponível online para assinantes, pelo que o leitor comum fica apenas com a “informação” do título.

A “estratégia de ataque” está em curso desde há vários anos e tem objectivos bem definidos. Foi assim que já se assistiu a uma tentativa de tomada de assalto da Comissão da Carteira Profissional de Jornalista por um grupo de homens-de-mão da Cofina, por sinal empresa proprietária do CM, que por sua vez é a publicação que detém o maior número de queixas na CCPJ. [Read more…]

Correio da Manhã: a informação que interessa

Líder nacional de vendas, o Correio da Manhã combina o rigor, a informação de qualidade e as grandes questões do nosso tempo com…Vá, deixemo-nos de merdas. O Correio da Manhã é um tablóide que manipula, trapaceia e ainda tem tempo de espetar uns valentes pontapés na gramática, sempre com aquele toque de sensacionalismo parolo que o caracteriza. E este top das notícias mais lidas é o espelho perfeito daquilo que é o Correio da Manhã: morte, drama, jogadores de futebol, peitos aumentados, distorções e paranóia. E os portugueses adoram-no. Não admira que sejamos tão fáceis e abertos a ser comidos de cebolada, por toda e qualquer espécie de corrupto. Se este lodo informativo é tão prioritário e ocupa tanto do nosso tempo, é natural que não haja paciência para aquilo que realmente importa.

Imagem via Uma Página Numa Rede Social

“Uma fossa séptica a que deram a alcunha de arquitecto Saraiva”

 

O machista sociopata e a galdéria de Schrödinger

O argumento dos machistas sociopatas que defendem o rapaz no caso da agressão sexual no autocarro é interessante. Vejamos:
– Por um lado, a rapariga é devassa e estava a pedi-las, pois alegadamente terá passado a noite em festa, bêbeda e drogada.
– Por outro lado, apesar de estar alegadamente bêbeda e drogada, aquilo não é agressão sexual, pois ela consentiu tudo.

O machista sociopata encontra, assim, a galdéria de Schrödinger, quando a rapariga está totalmente grogue e, simultâneamente, está consciente e permite o acto.
Estamos no século XXI e ainda há pessoas que defendem que é legítimo praticar actos sexuais com pessoas inconscientes.
Parem um momento para pensar nisto.

Uma Página Numa Rede Social

Carlos Magno Demitiu-se

carlos_magno_erc

Gerador de frases automático e ventoinha de discursos redondos, inócuos e inconsequentes, demitiu-se o director da Entidade Reguladora da Comunicação Social, doutor Carlos Magno Castanheira. Ou ainda não?

Façam favor de avisar antes!

OK???

O inigmático Correio da Manhã

A Correio da Manha TV é tão singular, que, pelos vistos, tem o seu próprio acordo ortográfico. Isso e um gosto sádico-sensacionalista por recuperar temas como o da menina raptada no século passado.

Os jornalistas e a conferência de imprensa de José Sócrates

José António Cerejo

Haverá algum jornalista que não ache que os jornalistas decentes deviam ter abandonado a conferência de imprensa de Sócrates, depois de este se ter recusado a responder a perguntas de um órgão de comunicação social? Ou são só os jornalistas que não abandonaram uma conferência de imprensa de Trump perante uma situação semelhante que são indecentes?
Para mim, os que ficaram nos seus lugares, em Lisboa e em Washington, são iguais: indecentes!

Alcoviteirice é fixe!

cm

O que é o Correio da Manhã?

Em tempos achei que sabia a resposta à pergunta em cima, mas hoje, confesso, tenho as minhas dúvidas. Parece um jornal, mas, a julgar pelos destaques do passado Domingo (e não só, claro), pode muito bem tratar-se de uma revista cor-de-rosa ou de uma daquelas páginas de caça ao clique que abundam no Facebook, feitas de títulos bombásticos e polémicas com sexo, drogas e violência em doses industriais. Só que em formato jornal, com aquele tipo de papel que suja as mãos e, pasmem-se, com jornalistas. E tipos sérios, tipo Moita Flores e Paulo Morais, a escrever artigos de opinião. Dá para um homem ficar confuso, não dá?  [Read more…]

Zé Diogo Quintela perde uma grande oportunidade para ficar calado

Quando satirizavas até ao osso os patrões, tinhas mais piada. Como a fama já se foi, restou-te agir como eles!

Repugnante

cm

O Correio da Manhã consegue descer às profundezas do abjecto, não se limitando a fazer notícia de um hipotético suicídio de uma criança, em directo nas redes sociais. Patrocina-o.

Isto não é jornalismo. É apenas e só repugnante.

Imagem via Os truques da imprensa portuguesa

Informação de qualidade

cm

Correio da Manha, what else?

via Uma Página Numa Rede Social

Eu não pago o Imposto sobre o Tabaco!

Por uma razão simples: não fumo.
Por esta razão simples e acessível mesmo ao mais primário analfabeto, será difícil perceber que as pessoas X e Y não pagam o imposto Z pela razão simples de que não possuem o bem tributável?

cm_divertido.jpg

Parabéns, Correio da Manhã, por ter já ultrapassado a fase da notícia-sensação à sensação da não-notícia.
Parabéns. A sério.
Não, não vou linkar. Os leitores do Aventar merecem respeito.

Tenham a coragem de escrever o que insinuam

image

“Fizeram a lei porque não pagam IMI”, lê-se no que não está escrito neste escarro.

Mas, curiosamente, a deputada que dá nome ao imposto, assim como a irmã, não pagam renda nem IMI.”

Curiosamente, ainda há quem chame jornal ao pasquim.

Coitadinho do Sócrates

cm

Por vezes dá-me para conspirar e fico com a sensação que os supostos haters de José Sócrates lhe estão na verdade a fazer fretes. Não, não estou a falar do juiz Carlos Alexandre, personagem com quem simpatizo e pela qual até tenho alguma admiração mas que, após a sua inenarrável entrevista, me deixou com a sensação de ter feito um enorme favor ao ex-primeiro-ministro, providenciando novos argumentos para a estratégia de vitimização de alguém que, apesar de tudo, tristemente suspeito, ainda há-de governar. [Read more…]

Pulhices à moda do Correio da Manhã

otdip

Incansável na exposição dos mais variados esquemas de manipulação da opinião pública, a página Os truques da imprensa portuguesa apresenta-nos hoje um caso em que o Correio da Manhã procura enfiar Jerónimo de Sousa no mesmo saco onde pontificam as mais variadas sanguessugas do bloco central. A peça versa sobre políticos reformados antes do 50 anos, alguns dos quais, com menos de 40 anos, a receber subvenções vitalícias, grupo no qual não se inclui o líder do PCP, que ainda assim foi escolhido para ilustrar esta manifestação de jornalismo de sarjeta. [Read more…]

Correio do saque

CM

Imprensa sensacionalista e manipuladora em todo o seu esplendor. Deontologia no caixote do lixo. Mais um dia normal na redacção do Correio da Manhã.

Lixo jornalístico via Os truques da imprensa portuguesa

Viva Cristiano Ronaldo! Abaixo Cristiano Ronaldo!

Real Madrid's Cristiano Ronaldo celebrates after scoring a goal during a Spanish La Liga soccer match between Real Madrid and Real Sociedad at the Santiago Bernabeu stadium in Madrid, Spain, Wednesday, Dec. 30, 2015. (AP Photo/Daniel Ochoa de Olza)

(AP Photo/Daniel Ochoa de Olza)

Há muitos anos, um amigo meu soube que um dos seus escritores preferidos iria estar em casa de um outro amigo e pediu-lhe que os pusesse em contacto, porque quem gosta de livros tem, quase sempre, o estranho desejo de apertar a mão que os escreve. Esse pedido foi-lhe terminantemente recusado, com o argumento de que o referido escritor era uma pessoa tão desagradável que estar na sua presença iria destruir a imagem de um dos heróis desse meu amigo.

Nos últimos dias, tem havido uma espécie de debate sobre as virtudes e os defeitos de Cristiano Ronaldo. Pode parecer um assunto fútil e também é, e ainda bem, porque não há coisa mais saudável que uma futilidadezinha controlada. De qualquer modo, o futebol,  com os territórios contíguos, goste-se ou não, é um fenómeno social importantíssimo. [Read more…]

Correio da Manhã queixa-se de ser alvo de “boatos”

Não, não é invenção do Inimigo Público, nem do Portugalex. O campeão dos boatos e da não notícia, cujo expoente máximo é a CMTV, canal que enche chouriços com horas a fio de perseguição televisiva, escreveu um comunicado em quatro línguas (acordês, inglês, francês e espanhol) a ameaçar que “serão processadas nos tribunais todas as pessoas que afirmarem e propagarem tais falsidades.” Tiveram azar. É que não traduziram para alemão, a língua de quem manda na Europa, pelo que vão ser ignorados.

Aguentem-se.

Lixo jornalístico

Doces

O ministro da Saúde quer acabar com a venda de doces e salgados nos hospitais. O Correio da Manhã chama-lhe cortes, que fica sempre melhor e tem aquele odor a austeridade que ajuda à propaganda. Mas o pior, oh heresia, é que o vilão como chocolates. Porque tem tudo a ver. Hoje os hospitais, amanhã o estalinismo absoluto contra a liberdade de escolha alimentar dos portugueses. O drama, o horror, a tragédia. Já imaginaram o sacrilégio que seria um ministro da Saúde fumador que ousasse implementar medidas antitabágicas mais apertadas? Portugal não aguentaria. [Read more…]

A cruzada pela manipulação da opinião pública

LdI

O Correio da Manhã celebrou o Dia Internacional da Liberdade de Imprensa com este simpático truque. A cruzada pela manipulação da opinião pública avança, gloriosa, com pepperoni e extra-queijo. Aplausos!

Imagem via Os Truques da Imprensa Portuguesa

O artista formalmente conhecido por Prince?

Ah! Formerly known as PrinceCorreio da Manhã. Depois da história do ‘fato’, eis o ‘formalmente‘. Não, Correio da Manhã, não é ‘formalmente’. It’s English. It’s formerly, ou seja, é ***********. Efectivamente, Correio da Manhã. Efectivamente.

Prince formalmente

Correio da Manhã: assim se vendem jornais (e se manipula a opinião pública)

CM

Não vale a pena gastar muitas linhas com isto. O Correio da Manhã é assim e está no direito de o ser. Tal como qualquer um de nós está no direito de o acusar de sensacionalismo, manipulação ou aldrabice compulsiva. Mas devo dizer que esta tirada de primeira página me deixou boquiaberto. Eu até compreendo que o grande catavento esteja a causar algum mal-estar junto do seu eleitorado natural (e de grande parte do público-alvo do CM), aquele que tanto lutou para o eleger. Mas daí até uma tirada destas, com certeza parida num momento de alucinação, é caso para ficar estupefacto. Quererá o CM fazer concorrência à imprensa cor-de-rosa?

Imagem@Os truques da imprensa portuguesa

Porque é que foi o juiz a publicar as escutas?

No Brasil não há um Correio da Manhã?

Correio da Manhã não actualiza template há quatro dias


A newsletter tem como default falar do Sócrates e já nem se dão ao trabalho de mudar o título. Havendo ou não noticia, há que mencionar o filão de vendas.

É favor não vomitar no computador

correio da manhã

Quando o país falha (2)

Criança com multideficiência perde apoios

Se não erra, o Correio da Manhã mente

Ontem, na sequência das suspeições lançadas pelo candidato presidencial Cândido Ferreira, num trabalho de investigação carregado de labor jornalístico, o CM noticiou que “Suiça valida falsa licenciatura de Nóvoa“.

Hoje, sob o inefável título “Nóvoa diz que tem curso na Suiça“, afirma que “Sampaio da Nóvoa confirmou ontem, em resposta enviada ao CM, que a única licenciatura que possui é o diploma em Ciências da Educação pela Universidade de Genebra, na Suíça, em 1982“.

O leitor assíduo do jornal terá, perante isto, que gerir quatro caóticas dúvidas: então a falsa licenciatura foi tirada na Suiça? Ou é mesmo verdadeira mas a única que possui? Se sim, será que é preciso mais do que uma licenciatura para que um cidadão se candidate à Presidência da República? O Tino de Rans terá quantas licenciaturas?

A confusão desvanece-se um pouco com o período seguinte: “Tal como o CM avançou, em Portugal, o candidato frequentou um curso superior no Conservatório Nacional de Lisboa, em 1976, mas que não confere o grau de licenciatura.

Dirá o leitor do CM, se Sampaio da Nóvoa tem uma licenciatura em Ciências da Educação pela Universidade de Genebra e não tem nenhuma licenciatura em Portugal, provavelmente a lei exige que os candidatos à Presidência da República tenham concluído os seus estudos superiores em território nacional.

Não, afinal não é isso.”Sampaio da Nóvoa explica ainda que conseguiu fazer a licenciatura, na Universidade de Genebra, em apenas dois anos porque era um aluno exemplar” Diz ele ao CM que “o curso não tinha uma duração fixa. No meu caso, devido à dedicação total e exclusiva ao curso, consegui concluí-lo em dois anos. É esta, como referi, a minha única licenciatura“.

E é assim que, não havendo na realidade qualquer notícia, fica o caldinho feito para que o leitor crie a sua, fazendo a síntese: Dois anos? Ah, então a licenciatura foi uma borla. Se assim foi, não admira que o homem tenha dois doutoramentos! E que, para os conseguir, os tenha ido buscar, à sorrelfa, lá fora! O primeiro, claro, na Universidade da licenciatura, fica tudo em casa, não é?, e com classificação máxima, como convém para espantar a caça. E o segundo na Sorbonne, pois, e já sabemos como os franceses aceitam teses que nem são escritas pelos próprios. Assim também eu sou reitor, etc.

Há uma norma no Código Deontológico do Jornalista português que diz o seguinte: “5. O jornalista deve assumir a responsabilidade por todos os seus trabalhos e actos profissionais, assim como promover a pronta rectificação das informações que se revelem inexactas ou falsas.”

Ao não corrigir a notícia da véspera (ela sim, falsa, não a licenciatura) e ao tentar endrominar os leitores apresentando os novos dados como uma confirmação daquela (“tal como o CM avançou, em Portugal, o candidato frequentou um curso superior no Conservatório Nacional de Lisboa, em 1976, mas que não confere o grau de licenciatura”, como se essa fosse a verdade do dia anterior), o CM demonstra que não faz jornalismo, antes descarada mente quando lhe dá na real gana.

 

 

O sector, o setor, o projecto e o projeto: bem-vindos a Portugal

Obviamente, o vencedor do concurso é o Jornal de Negócios.

Savile Row

saville row

© Yu Fujiwara (http://bit.ly/1Hv1jQy)

She’s hangin’ on his arms

like a cheap suit

— David Bowie

***

Hoje, o director do Correio da Manhã escreveu o seguinte:

Vai uma enorme polémica e uma ainda maior onda de indignação nas redes sociais por o CM ter dito que uma cega é cega e que um cigano é cigano.

Lembro-me bem da polémica e da indignação que não houve, quando o director do Correio da Manhã garantiu que

A nova ortografia só se estenderá a todos os textos do jornal, respectiva primeira página e manchete, caro Leitor, quando já ninguém estranhar a palavra “facto” escrita sem cê.

Efectivamente, quer há cerca de um mês, quando voltei a passar por Savile Row – desta vez, a caminho da rua do Ziggy–, quer hoje, ao ler uma entrevista relativamente recente,

fato

lembrei-me dessa indignação e dessa polémica que não houve. Não houve polémica? Não houve indignação? Claro que não. Não houve nem polémica, nem indignação. Contudo, há fatos.