PSD: o problema do original e da cópia

O PSD, através da JSD, decidiu colocar este outdoor. A cópia ao estilo IL é por demais evidente. Será isso um problema?

Podia até nem ser. Uma boa cópia até pode ser valorizada. Só que a questão é outra: a mensagem é absolutamente de nicho. A esmagadora maioria das pessoas vai olhar para o cartaz sem fazer a mínima ideia do que raio é a “Succession”. E a minha questão é um pouco mais simples: o objectivo do PSD agora é falar para os nichos? Um partido que se quer líder da oposição e o maior partido do centro direita vai dedicar o seu tempo e os seus recursos a falar para a malta do twitter? É esse o caminho? Cheira a despiste…

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Concordo com a observação feita pelo autor do post, ainda que no plano político estejamos algo distantes.
    Se é com este tipo oposição que o PSD quer vir a alcançar o poder, vai ficar de novo a ver navios. Há um terminal de cruzeiros a Norte, em Matosinhos, e um a Sul, em Lisboa. Entretenham-se a vê-los, há-os grandes, os navios, claro, na qualidade de “velhos do Restelo”, lamentando a falta de eficácia na mensagem.
    Até porque os outdoors da IL, só serviram para este partido roubar votos ao PSD. Ou alguém está a imaginar um eleitor do PS a ir naquela conversa?

    Um partido nunca pode fazer oposição contra outro, tentando retirar-lhe eleitores, quando aquilo que pretende criticar, é uma versão para pior, daquilo que fez no passado.
    Uma mensagem tem de ser sempre positiva. Foi assim que o Cavaco ganhou duas maiorias absolutas.
    Quando o PSD critica o PS pela falta de médicos no SNS, sendo verdade, não é a propor a transferência de desses serviços para os privados que convence alguém a votar neles. Pelo contrário.
    Quando o PSD critica a falta de fiscalização da ACT, sobre os abusos nas relações laborais, durante os seis anos de governo PS, tem de propor medidas efectivas que combatam esses abusos. Não é criticar e depois fazer como fez Passos Coelho, que esvaziou a ACT de inspectores durante os cinco anos em que foi PM.
    Moral da Historia:
    Enquanto o PSD continuar “enTroicado” neste discurso, sobe eleitoralmente a IL e o Chega.

    • Rui Naldinho says:

      “Repetição das eleições tira um deputado ao PSD. PS elege 2 na Europa”
      EXPRESSO

      Quando um partido como o PSD resolve fazer chicana política, até com os emigrantes, gente que por norma só quer ser tratada com dignidade, depois acontece isto.
      Antes cada um tinha um deputado. Um do PS e um do PSD.
      Se é este partido que quer ser governo, vou ali e já volto.
      Pobre Francisco Sa Carneiro, que deves andar a dar voltas na tumba!

    • Paulo Marques says:

      Bem, a mensagem não tem que ser sempre positiva, há sempre a estratégia do Labour (inglês ou australiano, vai dar ao mesmo) e esperar que lhe caia do colo por completo desgaste do poder na divina alternância.

  2. POIS! says:

    “Para os nichos”? Claro! É para aí que o PSD deve falar.

    Mas daqueles que têm santinhos lá dentro.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.